Bem-vindo (a) ao site do Porvir

Aqui, mapeamos, difundimos e promovemos a troca de práticas educacionais inovadoras

Boas inspirações!

crédito Maksim Shebeko /­ Fotolia.com

Inovações em Educação

Caminhos para a educação em 2014

O Porvir perguntou a especialistas o que esperar do ensino neste ano; confira infográfico que organiza as respostas em 3 eixos

por Redação 1 de janeiro de 2014

Anotem três palavras: personalização, experimentação e tecnologia. Agora, assumam uma compreensão ampla de cada um desses termos. É mais ou menos orbitando em torno desses três conceitos que as inovações educacionais de 2014 devem aparecer. Para chegar a essa conclusão, perguntamos a especialistas em educação de diversas áreas: o que devemos esperar da educação em 2014? Não servia dizer o que cada um gostaria que acontecesse ou o que há de mais vanguardista na educação. Nossa proposta era que, a partir do que se tem visto como tendência no mundo, cada um apontasse o que deve se tornar viável no Brasil, com todas as nossas limitações e desafios, em um prazo de 12 meses.

As respostas foram as mais variadas. Foram mencionados desde equipamentos que devem se popularizar, como uso abundante de tablets e da computação na nuvem, até conceitos que prescindem da utilização de uma ou mais tendências, como o desenvolvimento das habilidades socioemocionais e a educação integral. Com essas contribuições em mãos, tentamos organizá-las, aproximando as com mais similaridades.

Foi aí que chegamos ao diagrama de conjuntos que desenvolvemos no infográfico abaixo. A partir dos três grandes temas – personalização, experimentação e tecnologia – procuramos identificar o que é intrínseco a cada um dos elementos trazidos pelos especialistas. Por exemplo: os recursos digitais são, em si, uma tecnologia e, portanto, ele devem estar neste círculo. Na sequência, fizemos o exercício mental de nos perguntarmos se eles podem promover a personalização ou a experimentação. A resposta que encontramos, neste caso, foi sim para os dois. Um recurso digital pode levar à personalização se for usado para promover alguma habilidade de forma individualizada, a partir das necessidades de um aluno. E pode promover a experimentação se for utilizado em projetos. Portanto, a depender se seu uso, os recursos digitais poderiam fazer parte de dois círculos ou de três.

Algumas vezes, o elemento do conjunto só estava em uma tendência, outras vezes a forma como ele é usado poderia relacioná-lo a duas tendências e, às vezes, a três. Para o Porvir, ele será mais inovador quanto mais integrar esses três grandes movimentos. Houve casos em que optamos por não atribuir a possibilidade de envolver as três tendências não porque não fosse possível, mas porque não é provável que aconteça no Brasil neste ano ainda. Isso aconteceu com o big data. O termo, que se refere ao grande volume de dados gerados pelo rastro dos usuários em determinados sistemas computacionais, é sim capaz de gerar personalização e experimentação. Mas, a partir da contribuição dos especialistas, não encontramos indícios de que o big data fosse usado para experimentação neste ano no Brasil.

Assim, cada elemento foi alocado e classificado no conjunto que agora propomos a partir das perguntas: esse elemento é de qual natureza? Seu uso pode proporcionar experiências em outras tendências? Se sim, isso vai acontecer em 2014? A organização foi feita por uma reflexão coletiva e não se pretende como definitiva. É muito mais um convite ao debate. E com essa proposta começamos 2014, esperando que os desafios da educação deste ano não sejam maiores que nossa vontade de superá-los.

crédito Regiany Silva / PorvirO que você deve ver na educação em 2014

TAGS

experimentação, personalização, socioemocionais, tecnologia

  • Pingback: Caminhos para a educação em 2014 ...()

  • Como educadora que adora trabalhar tudo de forma inovadora e criativa, por acreditar que as habilidades socioemocionais sao fundamentais e por trabalhar com projetos personalizados há mais de 20 anos na área de educacao acredito que as palavras- chave
    que elencaram como norteadoras da educacao para 2014 realmente mostram a direção que devemos seguir para tornar o aprendizado mais significativo e prazeroso.
    Que voces da PORVIR continuem nos trazendo informações novas e compartilhando experiências para que possamos seguir em frente! Abraços a toda equipe!

    • Tânia Barbosa

      Boa tarde, Jamile!
      Gostei muito da forma segura como colocas tua experiência. Citas que trabalhas de forma inovadora e criativa, além de acreditar que as habilidades socioemocionais são fundamentais para uma aprendizagem significativa e prazerosa.
      Se te fores possível, podes me orientar a desenvolver um trabalho seguindo esta linha metodológica. Tenho me esforçado e buscado trabalhos diferenciados para acrescentar algo de positivo na minha tarefa como professora de anos iniciais. Mas às vezes os resultados não aparecem. Talvez não esteja trabalhando corretamente. Por está razão sua colaboração e exemplos venham ajudar-me e diminuir minha angustia.
      Abraços,
      Tânia.

  • Pingback: Caminhos para a educação em 2014 ...()

  • Elza Pacheco

    Gostei muito da matéria.
    Vcs estariam dispostos a dar uma palestra (tipo roda de conversa) para um grupo de mulheres do PSDB Mulher? São líderes de comunidades diversas de SP.
    A ideia é não tratar de política e sim de esclarecimentos do que realmente a educação precisa para melhorar no Brasil.
    Aguardo contato.
    Obrigada.

    • por Mariana Fonseca

      Oi Elza,

      A equipe do Porvir faz palestras e fala sobre tendências em educação, sistematizando o que mapeamos.
      Pode entrar em contato pelo marianafonseca@porvir.org

      Abs,

      Mariana

  • Pingback: Caminhos para a educação em 2014 ...()

  • Pingback: Tendências na Educação em 2014 | Playground da Inovação()

  • Pingback: Educação tem espaço reservado na Campus Party | PORVIR()

  • Pingback: Habilidades socioemocionais em 2014 - Educação para o Século 21()

  • Pingback: Advice System | Educação tem espaço reservado na Campus Party()

  • Pingback: Caminhos para a educação em 2014 | Portal PEGAAULA()

  • Pingback: Caminhos para a educação em 2014 | Escape()

  • Ótimo diagrama. Bem representativo das tendências em curso. Mudanças realmente estão ocorrendo em toda parte.

  • Marli Rodrigues Silva Coelho

    Adorei a matéria. Devemos sempre inovar, a educação não pode ficar estática.

  • Carmem Lúcia dos Santos Lima

    Gostei muito do material. Trabalho com projetos e sei o quanto eles despertam m a atenção dos estudantes e como eles tornam as atividades mais prazerosas. Parabéns ao grupo!

  • Divina Ferreira de Aquino Mendes

    Gostei muito do texto. Vocês do PORVIR sempre trazem ótimas informações e sugestões de atividades para nós professores. Parabéns!

  • Muito interessante esta matéria!

    Se todas estas tendências começarem a se tornar realidade no Brasil ainda este ano, acredito que haverá um grande avanço na educação.

    Eu tenho um projeto que justamente envolve tecnologia, gamificação e personalização no processo de aprendizagem.

    Caso alguém queira conhece-lo, a página é http://playdea.com.br/.

  • Rui Natal

    Prezados. Não pertenço às fileiras da Educação, apesar de ler e me preocupar muito com o tema. Afinal, é a melhor combinação entre semente e adubo para o futuro de uma Nação.
    Sou da fileira de Tecnologia da Informação. E, em função de nossa geografia de dimensões continentais e da forma, grau de importância e seriedade com que recursos (volumes sempre a menor das reais necessidades mínimas) são destinados e aplicados no segmento de Educação, antecipo a fragmentação do Brasil em ilhas bem desenvolvidas e outras tantas à mingua.
    E, como se trata – a Educação – do alicerce e do cerne da formação de nosso povo (eu deveria ter dito de todos os povos), isso muito me preocupa.
    Entendo que para perfis diferentes devam ser destinados recursos e políticas diferentes, mas sempre com o objetivo maior de puxar e capacitar e assistir e ajudar e monitorar os menos privilegiados para que todas as “ilhas” deste nosso Brasil cresçam e se equiparem em termos de habilidades e capacitações.
    E aí então fará sentido de falarmos em Tablets para as escolas, etc, etc.
    As notícias veiculadas em relação a várias (muitas ?) regiões do Nordeste e a nossa esquecida Amazônia, confesso, me assustam, preocupam e entristecem bastante.
    E entendo (acho que deveria exigir !!!) que devamos puxar e prestigiar bastante estas ilhas também com políticas bem típicas, regionais, localizadas, mas definitivamente bastante eficientes, efetivas, eficazes.
    Abraços a todos.
    Rui Natal

  • Pingback: طراحی وب سایت()

  • Pingback: Agen Bandarq()

  • Pingback: yandex ankara()

  • Pingback: Imola()

  • Pingback: yandex ankara()