Bem-vindo (a) ao site do Porvir

Aqui, mapeamos, difundimos e promovemos a troca de práticas educacionais inovadoras

Boas inspirações!

Saiu na Mídia

Cresce o número de escolas com programas que unem várias áreas

por Redação 19 de setembro de 2017

As universidades federais com bacharelados interdisciplinares quase dobraram nos últimos sete anos. O número aumentou de 11 para 19 universidades federais, que contam com áreas de humanidades e ciências exatas.

A UFABC (Universidade Federal do ABC) foi uma das primeiras a oferecer a modalidade no Brasil. O ciclo interdisciplinar concede o diploma de bacharel, e depois de seu fim, pode-se partir para uma formação específica.

A modalidade permite ao aluno flexibilizar seu currículo, já que mais da metade da grade curricular é composta por disciplinas escolhidas pelo aluno a cada novo período, o que faz com que ele ganhe maturidade, segundo Paula Ayako Tiba, pró-reitora de graduação da UFABC.

Conforme Luiz Roberto Liza Curi, presidente da Câmara de Educação Superior do CNE (Conselho Nacional de educação), esses cursos nascem com inovação na organização curricular.

A avaliação desses cursos é um desafio (não se encaixam no exame que mede o desempenho de alunos do ensino superior, o Enade). Recebem visitas de técnicos do Inep a cada três anos, recebendo uma nota de 1 a 5.

Leia a matéria original em Folha de S. Paulo