Bem-vindo (a) ao site do Porvir

Aqui, mapeamos, difundimos e promovemos a troca de práticas educacionais inovadoras

Boas inspirações!

Crédito: Marina Lopes / Porvir

Inovações em Educação

Curso prepara youtubers mirins para criar um canal de sucesso

Crianças e adolescentes aprendem etapas da produção de vídeos e recebem orientações sobre como criar conteúdos para internet

por Marina Lopes 13 de julho de 2016

Gravar vídeos, receber comentários e ganhar muitos inscritos. Mas, afinal, como se transformar em um youtuber de sucesso? Diante do boom de audiência de alguns canais, que já se tornaram populares entre o público infanto-juvenil, crianças e adolescentes decidiram dar um pause nas férias para aprender a produzir vídeos para internet.

Dentro de uma sala com 14 notebooks, a turma observa atentamente as instruções do professor, que explica como fazer descrição para os vídeos e conquistar mais seguidores. “Uma boa descrição precisa ter um incentivo para quem não se inscreve no seu canal”, conta Murillo Spinasco, 9, ao compartilhar o que acabou de aprender na sua aula.

Após ouvir os amigos falarem sobre um curso de youtuber, ele pediu para se inscrever no módulo de férias oferecido pela escola de programação e robótica Happy Code, na unidade de Perdizes, em São Paulo. “Acho que, daqui uns dez anos, isso vai ser muito moderno. Youtuber pode até ser uma boa profissão pra ganhar dinheiro”, opina o menino.

youtuber1Crédito: Marina Lopes / Porvir

Enquanto Murillo faz planos para futuro, algumas crianças que se inscreveram no curso já estão pensando no presente. Esse é o caso de Cecília Palhares, 8, espectadora assídua de vídeos dos canais Ana Maria Brogui, Quatro Patas e Manual do Mundo. Há cerca de oito meses, ela começou o seu próprio canal no YouTube para falar sobre bichos de pelúcia, brinquedos, experiências, receitas e mais “um monte de coisas”, como ela mesma define.

Chamado de Cecilia Show, o canal tem 19 vídeos e 33 inscritos. Em busca de melhorar suas produções e alcançar mais seguidores, a menina quis fazer o curso para aprender mais sobre a produção de vídeos na internet. “Os meus primeiros vídeos estavam um pouco estranhos. Parecia que eu ainda não sabia o que falar”, avalia. Após completar as três aulas do curso de férias, que aconteceu na última semana, a menina diz já saber o que vai colocar em prática: “vou começar a fazer roteiro para o meu vídeo ficar melhor, pensar em um cenário mais bonito e no áudio para não ficar todo aquele barulho em volta”, pontua.

Durante o curso de youtuber, os alunos aprendem todas as etapas da produção de um vídeo. “A gente prepara para fazer a pré-gravação, a gravação e a pós gravação”, detalha o professor Filipe Dias, da unidade de Perdizes. Ele conta que as crianças e os adolescentes estão muito acostumados a assistir canais de jogos e personalidades famosas, e com isso eles também querem fazer o mesmo.

Youtuber pode até ser uma boa profissão pra ganhar dinheiro

Entre alguns dos canais mais acompanhados pela nova geração, estão o Rezendeevil, com 7,6 milhões, e o AuthenticGames, com 5,8 milhões de seguidores. Youtubers mirins também fazem sucesso, como é o caso da Julia Silva, 10, com mais de 1,4 milhões de seguidores que acompanham seus vídeos sobre resenhas de brinquedos, maquiagens, viagens, brincadeiras e desafios. Apensar de não ter a idade mínima exigida pelo YouTube (13 anos), no caso da menina, a página é administrada e monitoradas pelos seus responsáveis.

Inspirado em nomes que já são conhecidos pela internet, o aluno Arthur Shin, 10, diz que decidiu fazer o curso de youtuber para aprender a fazer vídeos legais e até mesmo se tornar famoso. “Não é por dinheiro, mas pra postar vídeos que as pessoas gostam. Aí você vai nos eventos, e algumas marcas de jogos podem te patrocinar”, conta.

Com a preocupação de que muitas crianças, por conta da pouca idade, ainda não sabem lidar com os conteúdos de maneira adequada, o curso traz orientações sobre políticas do site, questões de direitos autorais e segurança na rede, além de instruir sobre a idade mínima para criar um canal. “A gente não foca na super qualidade do vídeo, mas em como fazer isso de forma simples. A gente procura ensinar as diretrizes para que eles possam fazer um vídeo bom, conforme a faixa etária deles”, explica o professor.

youtuber2Crédito: Marina Lopes / Porvir

As aulas da primeira turma do curso de youtuber foram realizadas ano passado, na unidade sede da Happy Code, em Campinas. Desde então, cerca de 300 crianças já participaram deste módulo em diferentes unidades da escola, que trabalha com o sistema de franquias.

Inicialmente voltada para o ensino de programação, a escola percebeu que também existia a necessidade de preparar as crianças e adolescentes para lidar com outras competências e habilidades. Embora a tecnologia pudesse abrir muitas possiblidades, a internet ainda tem muitos conteúdos inadequados para crianças, por exemplo. “A ideia do curso de youtuber veio na linha de tentar provocar uma mudança no conteúdo”, destaca Rodrigo Santos, fundador da Happy Code.

Além de preparar a criança para os procedimentos corretos na hora de gravar e publicar um vídeo, ele diz que o curso de youtuber ajuda a criança a desenvolver habilidades de comunicação e aprender a se portar em uma apresentação. E por que também não explorar os vídeos de uma forma diferente? “Se eu tenho uma criança muito boa em física, história e matemática, por que ela precisa ter um canal no YouTube para falar sobre games? Ela também pode falar sobre física ou história. Se ela é muito boa naquela matéria e tem uma competência, por que ela não pode falar sobre isso?”, questiona Rodrigo.

TAGS

cursos, tecnologia, youtube