Bem-vindo (a) ao site do Porvir

Aqui, mapeamos, difundimos e promovemos a troca de práticas educacionais inovadoras

Boas inspirações!

Blog

Ensino híbrido mescla ensino tradicional e on-line; assista apresentação de Thiago Feijão

Também conhecida por blended learning, metodologia otimiza tempo de professores e alunos e os libera criar mais

por Redação 26 de outubro de 2012

As tecnologias estão aí na rotina de todo mundo e, mais recentemente, passaram a fazer parte também do universo das salas de aula. Para o empreendedor Thiago Feijão, criador do QMágico, uma das formas de usar os recursos tecnológicos disponíveis para potencializar a educação dentro e fora de sala é o ensino híbrido – ou blended learning. “O ensino híbrido é a mistura de um ambiente de aprendizado presencial com algum tipo de aprendizado virtual”, definiu Feijão durante palestra na Série de Diálogos O Futuro se Aprende sobre Tecnologias na Educação, promovido pelo Porvir e pela Fundação Telefônica Vivo.

Esse mix, explica o empreendedor, não segue uma receita de bolo e, assim, pode ser feito de várias formas, a depender dos recursos disponíveis. Em uma sala de aula onde não haja um computador por aluno, por exemplo, o professor pode dividir os alunos em grupos. Enquanto uns fazem exercícios on-line, outros fazem um projeto em grupo e uma terceira equipe recebe orientações específicas sobre a matéria. Em casa, os alunos podem aproveitar ferramentas disponíveis na internet para revisar os conteúdos aprendidos em classe.

Com o aumento dos recursos e a maior facilidade de trabalhar de uma forma mais personalizada, diz Feijão, otimiza-se o processo de ensino-aprendizagem. “Quando a gente consegue entregar conteúdo de maneira mais eficiente, acaba sobrando tempo para nos dedicarmos a outras formações relevantes, como criatividade, pensamento crítico, colaboração”.

Para implementar o ensino híbrido, Feijão diz que, primeiro, é preciso haver um objetivo pedagógico claro. Segundo, os professores devem fazer parte do desenho e da implementação do projeto na escola. Por último, alunos e professores devem ter acesso à internet e às tecnologias que vão prover a entrega desses conteúdos.

Ficou interessado em saber mais sobre ensino híbrido? Veja o vídeo com a palestra completa.

TAGS

ensino híbrido, série de diálogos