Bem-vindo (a) ao site do Porvir

Aqui, mapeamos, difundimos e promovemos a troca de práticas educacionais inovadoras

Boas inspirações!

Inovações em Educação

Jogo on-line grátis ensina o bê-a-bá a crianças

Game lançado pela Fapesp e pelo CNPq ajuda na alfabetização; professor pode ter acesso a estatísticas dos alunos

por Patrícia Gomes 1 de junho de 2012

Lápis, borracha, cartilha e… jogo on-line. Além dos instrumentos tradicionais usados na alfabetização, crianças cada vez mais estão contando com as novas tecnologias para auxiliar nessa fase de aprendizagem. Uma dessas alternativas é o Ludo Primeiros Passos, um game virtual e gratuito, que foi desenvolvido por dois centros de pesquisa em alta tecnologia, o Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia dos Materiais em Nanotecnologia, do CNPq, e o Centro Multidisciplinar para o Desenvolvimento de Materiais Cerâmicos, da Fapesp.

O Ludo Primeiros Passos é uma ferramenta colorida, interativa e dividida em cinco etapas voltadas aos diferentes níveis de alfabetização em que a criança pode estar. De forma lúdica, os alunos são levados, primeiro, a associar os sons a imagens comuns de seu cotidiano, como objetos e frutas. Conforme eles vão avançando no jogo e a dificuldade vai aumentando, eles precisam reconhecer sílabas ou completar palavras. A cada etapa concluída, aumenta-se também o vocabulário trabalhado. “Primeiro, a criança aprende o alfabeto. Depois as sílabas, depois as palavras. O jogo vai estimulando isso”, afirma Elson Longo, pesquisador da Unesp e da UFSCar responsável pela iniciativa.

crédito Comugnero Silvana / Fotolia.com

As crianças podem acessar o jogo de casa ou os professores interessados em aplicar as atividades com seus alunos podem entrar em contato com os organizadores para solicitar, gratuitamente, uma sala virtual. Assim, o alfabetizador consegue acompanhar a evolução e fazer um trabalho individualizado com seus alunos porque tem acesso aos erros e acertos de cada um. “É uma ferramenta de auxílio ao professor”, afirma Longo.

De acordo com o pesquisador, os jogos ainda estão sendo testados e, por enquanto, não há números que comprovem sua eficácia na alfabetização. Preliminarmente, porém, Longo diz que já é possível afirmar que o interesse dos meninos na aula aumenta. “A pior coisa é dizer para a criança que ela tem 15 minutos para ficar no jogo. Com menos de 40 minutos, ela não quer sair”, afirma.

Ainda segundo Longo, além das ferramentas voltadas exclusivamente para ensinar a ler e escrever, o site também reúne jogos que trabalham a ecologia e que acabam prendendo a atenção das crianças. Entre eles, o professor cita um que ensina os conceitos de reciclagem, outro que mostra como combater a dengue e um terceiro que trabalha a preservação da biodiversidade. “Os jogos estimulam a curiosidade e ensinam, desde cedo, noções de sustentabilidade”, afirma.

Antes de desenvolver jogos para crianças em fase de alfabetização ou temáticos, porém, a equipe liderada por Longo havia se envolvido com o ensino médio. O professor conta que tudo começou com um jogo voltado para preparar jovens para o vestibular, mas começou a haver uma demanda de games também para outras séries. Hoje, o Ludo Educa Jogos inclui games com conteúdos de todo o ensino básico que, somados, já tiveram 2,6 milhões de acessos.

TAGS

jogos, tecnologia