Bem-vindo (a) ao site do Porvir

Aqui, mapeamos, difundimos e promovemos a troca de práticas educacionais inovadoras

Boas inspirações!

Crédito: enotmaks/Fotolia.com

Diário de Inovações

Jogo traz dinamismo para aula de segurança do trabalho

Com o auxílio de uma ferramenta online, professora elaborou um quiz interativo para engajar a turma do curso de gestão administrativa

por Jaqueline Sabrini Carvalho Cunha 1 de fevereiro de 2018

Sou professora do curso de gestão administrativa em uma pequena escola de ensino profissionalizante e, ao me deparar com os conteúdos de segurança do trabalho, comecei a imaginar como seria possível abordar esta temática tão relevante de maneira divertida e interessante, já que ela pode até parecer um pouco “pesada”, por tratar diversas vezes de acidentes e doenças ocupacionais.

Diante deste desafio, busquei ferramentas que me auxiliassem a desenvolver este conteúdo de maneira agradável. Sempre fui grande admiradora de professores que se utilizam da gamificação no processo de ensino-aprendizagem, então, pensei: “por que não seguir os passos desses professores?”

Junto deste questionamento, veio a insegurança de tentar algo novo e não obter a aceitação esperada dos alunos. Mesmo assim, decidi arriscar e, entre uma reflexão e outra, lembrei-me de uma aula do programa de formação de professores, no qual sou aluna, em que um colega mencionou ter utilizado em sala de aula uma ferramenta chamada Kahoot!, que permitia elaborar quizzes interativos sobre qualquer conteúdo.

Decidi fazer um teste, e o resultado superou todas as expectativas! Optei por organizar a atividade em dois momentos. No primeiro, expus a parte teórica de segurança do trabalho, utilizando como suporte alguns casos reais, onde situações de risco ocupacional poderiam ser identificadas e discutidas. Ao analisar situações reais, foi possível que os alunos também contribuíssem com suas experiências de vida, enriquecendo o debate sobre o tema. No segundo momento, realizado uma semana depois, fiz uma revisão sobre os assuntos abordados na aula anterior, esclareci as dúvidas e, na sequência, iniciei o jogo.

A utilização da ferramenta Kahoot! foi muito bem recebida pelos alunos, e a melhor parte é que professores de todas as áreas podem utilizá-la. O aplicativo funciona da seguinte forma:

1) No site do game, o professor elabora, de maneira extremamente simples e intuitiva, as questões que gostaria de abordar em sala de aula.
2) No momento da aula, o professor acessa o quiz pelo computador, projetando as imagens com o auxílio de um datashow. Os alunos acessam o quiz em seus próprios smartphones, sendo que, o próprio jogo informa quais alunos já estão na plataforma, prontos para iniciar a “brincadeira”.
3) Após iniciado o jogo, as perguntas aparecem na projeção, e as respostas são selecionadas pelos alunos diretamente no celular.
4) Depois que todos os estudantes responderem a questão, o aplicativo informará estatísticas acerca das respostas dos alunos. Assim, o professor pode controlar quais assuntos precisam ser reforçados e mais bem esclarecidos. Entre uma questão e outra, é possível realizar comentários e sanar as dúvidas que surgirem.

Durante o jogo, a plataforma disponibiliza, também, um ranking dos alunos com maior número de pontos acumulados, sendo que, quanto mais rápido o aluno responder corretamente, mais pontos ganhará. O clima de competição animou os alunos, pois todos queriam vencer.

Esta foi a primeira vez que utilizei um quiz em sala de aula, e posso dizer que minhas expectativas foram superadas. Como a atividade deu certo, e foi aprovada pelos alunos, já estou elaborando quizzes sobre outras temáticas.
Porém, é importante salientar que, antes de levar esta atividade à sala de aula, é preciso que o professor observe se todos os alunos possuem celular, para que sejam evitadas quaisquer situações constrangedoras. Além disso, é necessário avisar previamente os alunos sobre a utilização de seus celulares, pois, não podem ocorrer problemas com falta de bateria no decorrer da atividade.

Através desta experiência, pude perceber que é possível inovar em sala de aula utilizando recursos gratuitos e de fácil utilização. Muitas vezes, ficamos com medo de testar novos métodos de ensino, mas, para que se atinja a excelência, é necessário que pequenos riscos sejam corridos. No fim, o que desejamos é que a escola esteja cada vez mais próxima da realidade vivida pelos alunos. A tecnologia está cada vez mais presente no dia a dia das pessoas, então, por que não utilizá-la em sala de aula?

Além de estar aberto ao uso das tecnologias, é interessante que o professor tenha momentos de troca de experiências com outros docentes, pois, isso ajuda muito a ter ideias e sair da zona de conforto. Foi o que ocorreu comigo. Em uma conversa com professores de outras áreas, pude expandir meus horizontes e buscar a inovação.

Jaqueline Sabrini Carvalho Cunha

Professora de cursos profissionalizantes de gestão administrativa e gestão comercial em Santa Maria (RS). Formada em ciências contábeis pela Universidade Federal de Santa Maria, e aluna do Programa Especial de Formação de Professores da mesma universidade. Possui experiência em empresas de grande porte nas áreas de recursos humanos, finanças, controladoria e auditoria.

TAGS

cursos, ensino técnico, jogos, tecnologia