Bem-vindo (a) ao site do Porvir

Aqui, mapeamos, difundimos e promovemos a troca de práticas educacionais inovadoras

Boas inspirações!

Saiu na Mídia

Participação e participacionismo na construção da Base Nacional Comum Curricular

por Redação 6 de dezembro de 2017

Artigo de Fernando Cássio, pesquisador em políticas educacionais e professor da UFABC, questiona as 12 milhões de contribuições que o governo federal diz ter recebido durante a fase de consulta pública online. Segundo o texto, foi considerado contribuição a resposta às perguntas de múltipla escolha e a inserção de sugestões de intervenções do texto. O texto também afirma ser “inverossímil” a versão de que 45% dos professores atuantes no Brasil, o que corresponde a 1 milhão em números absolutos, teriam participado da consulta pública.

Tais situações, segundo o texto, levam a um participacionismo e prejudica a implementação da base nas salas de aula. “Não importa se a Base é inovadora, se o seu texto é claro ou se as suas intenções são boas: uma base curricular exógena às culturas escolares e alheia à docência como atividade intelectual só será “implementada” no dia em que escolas e professores deixarem de existir como produtores do currículo”, afirma o texto.

Leia a matéria original em Nexo

TAGS

base nacional comum curricular