Bem-vindo (a) ao site do Porvir

Aqui, mapeamos, difundimos e promovemos a troca de práticas educacionais inovadoras

Boas inspirações!

Inovações em Educação

QEdu ajuda cidadão a acompanhar educação

Fundação Lemann e Merrit apresentam plataforma que traduz números da Prova Brasil e do Censo Escolar para pessoas comuns

por Redação 3 de agosto de 2012

Saeb, Ideb, Prova Brasil, Censo Escolar. Entender as metodologias que o país usa para medir a qualidade de sua educação pública não é para qualquer um. Foi exatamente para desvendar essa sopa de letrinhas e facilitar o manuseio de dados oficiais, que são públicos, que a Fundação Lemann e a Meritt Informação Educacional produziram o QEdu, um sistema on-line em que o cidadão comum pode consultar, de maneira intuitiva, esses dados e acompanhar a evolução do ensino no Brasil.

Com lançamento previsto para a segunda quinzena de agosto, o QEdu foi apresentado nesta semana para um grupo de representantes de fundações, gestores, secretários municipais de educação e pesquisadores. “O QEdu é uma plataforma que disponibiliza dados educacionais de forma clara e interativa. Nosso objetivo é que todos os brasileiros possam conhecer a fundo o desempenho de nossos estudantes e os fatores a ele relacionados”, diz Denis Mizne, diretor executivo da Fundação Lemann.

djama / Fotolia.com

O sistema reúne dados do Censo Escolar e da Prova Brasil e estabelece, a partir de uma escala de proficiência usada pelo movimento Todos pela Educação, o percentual de alunos com aprendizado adequado por escola, cidade ou estado. Usando os filtros disponíveis nas buscas do site, é possível comparar os rendimentos entre instituições de ensino, municípios e estados vizinhos. Com isso, afirma Mizne, a intenção também é fazer com que as pessoas tenham facilidade de encontrar os bons exemplos. “Esperamos que seja uma ferramenta importante para quem quer acompanhar e intervir no aprendizado dos alunos brasileiros.”

A Prova Brasil é aplicada dois em dois anos para alunos de 5o e 9o ano em escolas públicas brasileiras para avaliar conhecimentos em matemática e linguagens. Seu resultado é dividido em quatro níveis: insuficiente, básico, proficiente e avançado. Nos dos primeiros, o aprendizado é considerado “inadequado” e, nos dois últimos, “adequado”, segundo o critério do Todos pela Educação. Já o Censo Escolar é um levantamento anual feito pelo MEC sobre a infraestrutura da escola e registra, por exemplo, o número de alunos por série, fatores de acessibilidade, existência ou não de bibliotecas e laboratórios.

TAGS

avaliação, ideb, prova brasil