Bem-vindo (a) ao site do Porvir

Aqui, mapeamos, difundimos e promovemos a troca de práticas educacionais inovadoras

Boas inspirações!

crédito pilarts / Fotolia.com

Inovações em Educação

Unicamp lança site com videoaulas gratuitas

Portal e-Unicamp reúne também animações e imagens abertas para uso dentro e fora da universidade

por Vagner de Alencar 29 de abril de 2013

Parece que as universidades brasileiras estão realmente de olho no movimento, que tem ganho força internacionalmente, de oferecer conteúdos gratuitamente pela internet. A Unicamp (Universidade Estadual de Campinas) é uma delas e lançou hoje o portal e-Unicamp, uma plataforma aberta com conteúdos livres e gratuitos produzidos pelos professores da instituição. O portal entrou no ar com 50 videoaulas de diferentes cursos da graduação e pós-graduação, animações e um banco com mais de mil imagens. “Desde que a internet surgiu, a gente vê o quanto é difícil manter algo fechado. Precisamos abrir todos os conteúdos. Isso é uma coisa fantástica, já que permite às pessoas o acesso a arte, cultura e ciência”, afirma Vera Solferini, professora da Unicamp responsável pelo projeto.

Segundo Solferini, a iniciativa de criar o portal surgiu há pouco mais de um ano, quando, em conjunto com uma equipe de professores, decidiu reunir diferentes conteúdos produzidos na universidade em um só local. Ao fazer isso, esperava fortalecer relações dentro da própria instituição ao mesmo tempo em que disponibilizar para a sociedade o conhecimento produzido na universidade. “O portal nasce como uma forma tanto para estimular o uso de tecnologias educacionais para criar novos relacionamentos entre docentes e alunos da Unicamp como também para abrir o que é produzido dentro da universidade de forma simples e gratuita para todas as pessoas”, completa.

Na plataforma, os conteúdos estão separados por três editorias: e-imagens, e-animações e e-vídeos. No futuro, além de expandir os materiais que já existem nessas categorias, também serão criadas novas abas para disponibilizar outros tipos de documento, como apostilas e PDFs. Em cada uma delas, o usuário pode buscar diferentes tipos de informação, que passam pelas áreas de exatas e tecnológicas, ciências da terra, biológicas e humanas, artes e até as profissões da saúde.

Para estimular e ajudar os professores da Unicamp na produção dos conteúdos multimídia, o GGTE (Grupo Destor de Tecnologias Educacionais), em parceria com o portal e-Unicamp, disponibiliza uma ferramenta para ajudar os docentes na criação dos materiais on-line. Por meio do ToolDo, um software livre (open source), os educadores podem criar conjuntos de páginas web – como se fossem sites individuais de cada aula –, que podem ser acessados e utilizados na internet sem a necessidade de qualquer instalação de software. Depois de finalizados, os conteúdos, que viram urls (endereços eletrônicos), são indexados ao portal e-Unicamp.

Por enquanto, diferentemente do que ocorre em experiências internacionais, ainda não estão disponíveis cursos inteiros, a plataforma não é dotada de algoritmos que fornecem feedback imediato nem há a intenção de que as aulas assistidas valham créditos. A intenção, por ora, é compartilhar conteúdo produzido pela e na Unicamp. “Estão surgindo cada vez mais portais de transparência e outras iniciativas de instituições que estão abrindo seus conteúdos, como o próprio edX [plataforma lançada por Harvard e MIT]. Acredito que seja uma tendência muito forte”, afirma.

Por isso, todo o conteúdo está sob licença creative commons, ou seja, estão abertos para que os interessados possam compartilhá-los e até editá-los, desde que sejam destinados exclusivamente para fins educativos. “No portal, há muita coisa que pode ser usada por professores para o ensino médio, já que eles podem baixar todos os conteúdos e adaptá-los para suas aulas”, assegura Solferini.

TAGS

educação online, mooc, unicamp, videoaulas