Bancada religiosa pediu a Temer retirada de questão de gênero da Base - PORVIR

Saiu na Mídia

Bancada religiosa pediu a Temer retirada de questão de gênero da Base

por Redação ilustração relógio 11 de abril de 2017

No mesmo dia em que o Ministério da Educação decidiu retirar expressões como “identidade de gênero” e “orientação sexual” da Base Nacional Comum Curricular, o presidente Michel Temer recebeu um batalhão de cerca de vinte deputados, na última quinta-feira, que pediu apoio para sepultar ações do governo que os religiosos desaprovam. Além pedir a exclusão da discussão sobre ideologia de gênero na base curricular do MEC, representantes das frentes parlamentares evangélica, católica, anti-drogas e em defesa da vida pediram ainda ao presidente que trabalhe contra a liberação da maconha, do aborto até doze semanas de gestação, e do uso de banheiros de acordo com o gênero com o qual as pessoas se identificam.

Há cerca de um mês, os deputados também se reuniram com a secretária-executiva do Ministério da Educação, Maria Helena Guimarães de Castro, que confirmou o encontro à reportagem. Segundo ela, houve um “pedido explícito” para que o tema de identidade de gênero não fosse tratado na Base Nacional Comum Curricular (BNCC), mas diz que as expressões foram suprimidas devido a “ajustes” e uma “questão de edição de redação e impressão.


Leia a matéria original em O Globo

TAGS

base nacional comum curricular, ensino fundamental

Deixe um comentário

avatar
500
  Acompanhar a discussão  
Tipo de notificação
X