Competências socioemocionais - PORVIR
Crédito: Marcos Suguio

Série de Diálogos

Competências socioemocionais

Especialistas, gestores e educadores discutiram experiências e construíram recomendações para o desenvolvimento de socioemocionais na educação

por Redação ilustração relógio 23 de setembro de 2014

O encontro da “Série de Diálogos – O Futuro se Aprende”, realizada pelo Inspirare/Porvir em parceria com o Instituto Ayrton Senna, destacou a importância do desenvolvimento de competências socioemocionais na educação. O evento reuniu especialistas, gestores e educadores para discutir experiências e construir recomendações que impactem políticas públicas e práticas pedagógicas. Confira todos os vídeos:

– Jennifer Adams, secretária de educação do distrito de Ottawa-Carleton, no Canadá, fala sobre o processo de inserção do desenvolvimento de competências socioemocionais no currículo das escolas da rede de ensino.

– Anita Abed, consultora da UNESCO e autora de estudo-base sobre competência socioemocionais para o Conselho Nacional de Educação, explica como a abordagem das competências socioemocionais ajuda a formar um cidadão completo.

– Maria Ignez Diniz, especialista da Mathema (SP), fala como mudar a metodologia para ensino de competências socioemocionais para apoiar o trabalho do professor.

– A analista de projetos da Área de Avaliação e Desenvolvimento do Instituto Ayrton Senna Daneila Arai falou sobre a avaliação das competências socioemocionais.

– O diretor do Colégio Estadual Chico Anysio (RJ) falou sobre como preparar as escolas para desenvolver as competências socioemocionais.

– O aluno Marcos Ferrari e a professora Ana Lucia Viana, ambos da Escola Estadual Professora Altina Moraes Sampaio (Araçatuba-SP), falaram sobre o desenvolvimento competências socioemocionais via relação relação interpessoal entre adultos e alunos.

– A professora do Instituto Placidina, Patrícia Costa, falou sobre como utilizar a tecnologia para desenvolver competências socioemocionais.

 

– O Coordenador de Aperfeiçoamento Pedagógico da Secretaria de Educação do Estado do Ceará, Rogers Mendes, e a Coordenadora Pedagógica da Escola de Ensino Fundamental e Médio João Matos, Iane Terceiro Nobre, apresentaram a experiência da rede de ensino do estado do Ceará com competências socioemocionais.


TAGS

competências para o século 21, série de diálogos, socioemocionais

8
Deixe um comentário

avatar
500
8 Comentários ao conteúdo
0 Respostas a comentários
0 Seguidores
 
Comentário com mais reações
Comentário em alta
7 Autores
Wanessa Graziela da Silva AlmeidaGisleneEliane Peres de SouzaMilena Quem acabou de comentar
  Acompanhar a discussão  
Mais recentes Mais antigos Mais votados
Tipo de notificação
Cynthia
Visitante
Cynthia

Onde posso assistir esses momentos?

Gisleine Aparecida Leite
Visitante
Gisleine Aparecida Leite

Sempre é bom inovar as nossas práticas

Milena
Visitante
Milena

Mudanças de atitudes e reflexões socioemocionais favorecem as competências

Eliane Peres de Souza
Visitante
Eliane Peres de Souza

EStamos em um momento impar em nossa história educacional, e agora mais do que antes, precisamos valorizar as relações socio emocionais para que possamos desenvolver novos mecanismos de sobrevivencia.

Anônimo
Visitante
Anônimo

Pode-se concluir que as competências socioemocionais devem ser trabalhadas com intencionalidade nas escolas, juntamente com as questões cognitivas.

Gislene
Visitante
Gislene

As mudanças são sempre bem vindas, inovando nossas práticas e valorizando nossas relações

Gislene
Visitante
Gislene

As mudanças são sempre bem vindas, inovando nossas práticas e valorizando nossas relações.

Wanessa Graziela da Silva Almeida
Visitante
Wanessa Graziela da Silva Almeida

As relações socioemocionais são importantes não apenas para a vida acadêmica do indivíduo, mas sim para a sua trajetória de vida como um todo.