Bem-vindo (a) ao site do Porvir

Aqui, mapeamos, difundimos e promovemos a troca de práticas educacionais inovadoras

Boas inspirações!

Crédito: Tinatin / Fotolia.com

Inovações em Educação

Educadoras criam kit pedagógico para ajudar na formação docente

Assinantes da Diálogos Embalados recebem uma vez por mês livro, acompanhado de carta do autor em casa, e podem fazer parte de grupo de discussão virtual sobre novas metodologias e inovações educacionais

por Maria Victória Oliveira 20 de outubro de 2016

Não é segredo para ninguém que a vida de um professor é muito corrida: a rotina precisa ser planejada e sobra pouco tempo para atualização profissional. Para facilitar o contato de professores no país inteiro a materiais sobre novas metodologias e inovações educacionais, as educadoras Fabiane Vitiello e Telma Ferreira idealizaram o serviço Diálogos Embalados, que são kits educacionais enviados para a casa de assinantes. A proposta é uma evolução do trabalho que vem sendo desenvolvido pela empresa Diálogos, desde 2009, quando elas começaram a levar grupos de professoras brasileiras para visitar escolas com metodologias inovadoras ao redor do mundo.

Depois de conhecerem diversos destinos, as duas descobriram que não estavam satisfeitas com as viagens de formação. Por isso, a Diálogos Viagens Pedagógicas passou a oferecer também formações profissionais a cada 15 dias, em São Paulo, nas quais educadoras se reúnem com um novo profissional de educação, que compartilha experiências bem sucedidas de inovação. A assinatura Diálogos Embalados foi criada para suprir uma demanda de professoras que não podem comparecer aos encontros presencialmente. “Na nossa página do Facebook, nós recebemos muitas mensagens de professoras de fora de São Paulo que não podem participar das formações. Elas nos pedem os cadernos e materiais que nós usamos nos cursos”, relata Fabiane.

Diálogos EmbaladosDivulgação

A proposta é diminuir distâncias e aumentar a área de atuação da empresa. Isso acontece a partir da montagem de kits educacionais, que são enviados para quem assina o material. Os pacotes são compostos por um livro sobre um tema relacionado à educação infantil e às séries iniciais do ensino fundamental 1, por uma carta do autor ou da autora do livro enviado, por algum material da Diálogos, como um caderno ou um bloco de anotações, e por um benefício extra, como vouchers de descontos em livros.

Segundo Fabiane, a escolha dos livros leva em conta vários fatores, como a acessibilidade do escritor e a abordagem de vários eixos do dia a dia das professoras. “Nós temos uma preocupação que a autora do livro seja de fácil acesso. Todos os meses, nossa ideia é que as autoras dos livros escrevam cartas para as professoras, para que elas se sintam parte da aprendizagem”. Além disso, os títulos selecionados tiveram um papel importante na formação das fundadoras da empresa. “Eu e a Telma que escolhemos qual livro vamos mandar. Esse é um trabalho muito prazeroso, de pensar no nosso repertório e escolher leituras que, com um preço bacana, vão ajudar na formação das professoras. Nós temos o cuidado de selecionar livros que de alguma forma impactaram na nossa formação e sejam relacionados à nossa área de conhecimento”.

A ideia de criar a Diálogos Embalados começou a ser pensada em maio desse ano. Em setembro, as professoras que assinaram o material receberam o primeiro kit em suas casas. Ele foi composto pelo livro “Linguagens e culturas infantis”, da pesquisadora Adriana Friedmann, especialista em primeira infância. “No primeiro mês da Diálogos Embalados, a gente escolheu trabalhar a temática do brincar com o livro da Adriana Friedmann pela seriedade do trabalho dela. É um livro que atinge tanto a educação infantil quanto as séries iniciais do ensino fundamental 1”.

Diálogos Embalados2Divulgação

Nesse mesmo pacote, foi enviado um voucher de 50% de desconto em outro livro que trata da temática do brincar, assim como um CD de cantigas populares para as 50 primeiras que assinaram o kit. Já a carta de Adriana Friedmann trazia outros links que as professoras podem visitar para se aprofundarem na temática do livro.

Segundo Fabiane, no primeiro mês já foi possível comprovar a adesão de docentes de fora do estado de São Paulo ao serviço, demanda que motivou a criação da Diálogos Embalados. “No primeiro mês de atuação, nós chegamos a cinco estados diferentes. Tinham professoras de São Paulo, do Rio de Janeiro, de Minas Gerais, de Rondônia e da Bahia, além de outras cidades do estado, como Guarujá, Valinhos, Vinhedo, Santos, Campinas, entre outras”.

Além de receber em casa os materiais preparados mensalmente, as educadoras associadas também podem participar de um grupo fechado no Facebook, composto por todas que aderiram à Diálogos Embalados. Trata-se de um espaço destinado à discussão da temática do mês e de compartilhamento de boas práticas. “No primeiro mês, nós conseguimos incluir a Adriana Friedmann no grupo. Então, imagina, tem uma menina de uma cidadezinha de Minas Gerais. Para ela, ter acesso a um grupo de professoras onde está a autora do livro é super positivo”.

Segundo Fabiane, a ideia da Diálogos Embalados é poder impactar a formação das professoras assinantes de forma prazerosa e acessível. Até agora, o retorno foi positivo. “Eu acho que as meninas conseguiram receber um pouco do carinho com o qual nós preparamos o material. Receber esse kit em casa, preparado por nós ou pelo olhar de outro especialista dá a possibilidade das professoras se aprofundarem mais na questão teórica e intelectual”.

TAGS

educação infantil, ensino fundamental, formação continuada, negócios de impacto social