3 projetos que tratam do bullying com leveza e humor - PORVIR
crédito bekulnis / Fotolia.com

Inovações em Educação

3 projetos que tratam do bullying com leveza e humor

Série de fotos ao estilo 'antes e depois', livro em 1ª pessoa e cartilha ilustrada fomentam discussão sobre o problema

por Davi Lira ilustração relógio 12 de setembro de 2013

Quem já não se incomodou (ou foi incomodado) por causa de alguma característica que tinha quando era criança ou adolescente? Espinhas salientes, pernas mais finas ou até o uso de óculos ou aparelhos dentários. Se isso vira alvo de chacota ou até algo mais grave, entra em cena o bullying, um termo importado do inglês que pode significar desde uma intimidação verbal até uma agressão física. Buscando trazer o tema à tona, três projetos lançados recentemente propõem, por meio de uma abordagem leve e até com certa dose de humor, discutir a questão com os pais, educadores e, especialmente com os estudantes, principais vítimas do problema que tem reflexo direto na aprendizagem.

Uma dessas iniciativas é o projeto Awkward Years (Anos Estranhos, em português), criado pela designer americana Merilee Allred. Por meio de uma conta no Tumblr e uma página no Facebook, Allred seleciona “ex-patinhos feios” da escola para registrá-los em imagens. As fotos das pessoas são feitas com os “piores” registros desses mesmos participantes quando eles eram crianças ou adolescentes. O diferencial do projeto é propor de forma visual o “antes e depois” do retratado. “Dessa forma, eu espero tocar a vida dos jovens que atualmente estão sendo alvo de chacotas ou sendo vítimas de bullying”, disse a americana em entrevista ao The Huffington Post.

Ainda segundo a criadora do Awkward Years, a ideia é que, com a exposição de fotos do passado dos jovens que foram “alvos” de bullying, a atual geração possa se ver nas imagens e até entrar em contato com a pessoa retratada. O que fica claro nas fotos divulgadas é a mudança física de todos os personagens que participaram do projeto. “Todos nós tivemos anos difíceis. Eu quero mostrar a todos, especialmente às crianças, que é importante que elas percebam o seu valor e tenham orgulho de quem são”, diz um dos texto presentes na página oficial do projeto no Facebook, buscando sintetizar a ideia do projeto.

divulgação / Awkward Years

 

Livro

Considerado um tema universal e presente cada vez mais presente nas discussões sobre políticas públicas de educação, o bullying vem ganhando mais destaque não só em projetos como o Awkward Years, como também no mercado editorial. O best-seller Fale! (Speak, em português) é uma mostra disso. Recém-lançado em português pela editora Valentina, o livro da autora americana Laurie Halse Anderson já vendeu mais de 3 milhões de cópias no mundo.

Por meio da personagem Melinda, a obra trata do cotidiano escolar. A timidez, o visual “fora do padrão” e a busca pela aceitação por grupos na escola são algumas das questões enfrentadas pela adolescente. As agressões de colegas e suas consequências são outros aspectos abordados na obra, que foi escrita em primeira pessoa. A depressão silenciosa, uma das principais consequências do bullying, também é tratada na obra. E, para fomentar a discussão, ao final do romance, os leitores têm acesso a um guia voltado a educadores com propostas de atividades para discussão em sala.

O sucesso da obra rendeu até uma adaptação para o cinema, veja o trailer:

 

Cartilha

Seguindo a mesma lógica de oferecer subsídios a pais, alunos e toda a comunidade escolar, o canal de TV paga Cartoon Network e a ONG Plan Brasil resolveram produzir, neste ano, uma série de cartilhas digitais sobre o tema. A ideia da campanha “Chega de Bullying: não fique calado”, que conta com adesão da rede estadual de Educação de São Paulo, é fomentar a discussão sobre bullying dentro da escola. Além de levantar questões conceituais, as cartilhas ainda trazem uma série de exemplos práticos que ajudam a entender as situações mais recorrentes do bullying e suas implicações na vida do estudante agredido.

Todo o material da campanha foi separado por níveis de ensino e por categoria de leitores: alunos, pais e educadores. Confira as cartilhas:

Alunos do Ensino Fundamental I
Alunos do Ensino Fundamental II e Ensino Médio
Pais e responsáveis
Diretores e gestores escolares
Professores do Ensino Fundamental I
Professores do Ensino Fundamental II e Ensino Médio


12
Deixe um comentário

avatar
500
10 Comentários ao conteúdo
2 Respostas a comentários
0 Seguidores
 
Comentário com mais reações
Comentário em alta
12 Autores
Jac BagiskasianesilviaSophiaJosilaine Quem acabou de comentar
  Acompanhar a discussão  
Mais recentes Mais antigos Mais votados
Tipo de notificação
Petronilha Alice Almeida Meirelles
Visitante
Petronilha Alice Almeida Meirelles

Gostei muito! É preciso que o assunto seja tratado com seriedade dentro da escola. Na minha pesquisa de campo na EJA descobri que alunos abandonaram a escola na idade certa por sofrer bullying. Quando acontece o assunto deve ser debatido para que todos se compreendam que ser diferente faz parte do ser humano.

Sophia
Visitante
Sophia

eu gostei n sou professora sou aluna do sexto ano la na minha escola teve bullying com uma menina ela entrou em depressão emocional e ta no hospital eu e a vice-lider da sala vamos fazer um projeto amanhã me desejem sorte

Petronilha Alice Almeida Meire
Visitante
Petronilha Alice Almeida Meire

Gostei muito! É preciso que o assunto seja tratado com seriedade dentro da escola. Na minha pesquisa de campo na EJA descobri que alunos abandonaram a escola na idade certa por sofrer bullying. Quando acontece o assunto deve ser debatido para que todos se compreendam que ser diferente faz parte do ser humano.

Sophia
Visitante
Sophia

eu gostei n sou professora sou aluna do sexto ano la na minha escola teve bullying com uma menina ela entrou em depressão emocional e ta no hospital eu e a vice-lider da sala vamos fazer um projeto amanhã me desejem sorte

Paulo Sergio Pinheiro
Visitante
Paulo Sergio Pinheiro

Bom dia achei muito interessante o projeto, pretendo desenvolver na escola em que trabalho.
Muito obrigado.

Márcia Lima
Visitante
Márcia Lima

comoposso fazer para poder receber as cartilhas para desenvolver o projeto esse ano com os alunos da escola quetrabalho??? sou orientadora educacional e precisava muito desse material. aguardo e desde ja sou grata!!!

silvia
Visitante
silvia

Me interessei muito pelo projeto gostaria de saber como receber a cartilha

silvia
Visitante
silvia

Me interessei muito pelo projeto gostaria de saber como receber a cartilha

Josilaine
Visitante
Josilaine

Gostaria de ter acesso as cartilhas e aplicar o projeto na escola em que trabalho.

silvana paixão da silva
Visitante
silvana paixão da silva

silvana sou aluna de pedagogia e vou desenvolver um projeto sobre bullying como faço pra ter acessso as cartilhas

kasiane
Visitante
kasiane

Achei interessante o trabalho desenvolvido. Gostaria de saber como faço para adquirir os materiais.
Obrigada!

Jac Bagis
Visitante
Jac Bagis

show!