5 cursos gratuitos de tecnologia alinhados à BNCC para educadores e gestores - PORVIR
Crédito: iStockPhoto

Inovações em Educação

5 cursos gratuitos de tecnologia alinhados à BNCC para educadores e gestores

Plataforma Escolas Conectadas oferece formações que promovem a construção coletiva de conhecimento e despertam a cultura de inovação para toda a comunidade escolar

Parceria com Escolas Conectadas

por Redação ilustração relógio 2 de dezembro de 2020

O ano letivo de 2020 destacou a necessidade do desenvolvimento de competências da BNCC (Base Nacional Comum Curricular)  que vão além do currículo tradicional das escolas e também do trabalho pedagógico mediado por tecnologia. Acompanhar essa demanda nem sempre é simples, e neste sentido cursos livres podem ser uma boa opção para se manter atualizado.

A plataforma Escolas Conectadas, parte do programa global de educação ProFuturo, promovido pela Fundação Telefônica e Fundação “la Caixa” para reduzir a desigualdade educacional no mundo, melhorando a qualidade de aprendizagem de milhões de crianças na América Latina, Caribe, África e Ásia. Esse esforço trouxe recentemente um reconhecimento internacional pelo Unicef (Fundo das Nações Unidas para a Infância), que colocou o projeto entre os melhores do mundo.

Neste final de ano, o programa oferece cerca de 40 cursos gratuitos que promovem a troca de experiências e a construção coletiva de conhecimento. Os conteúdos buscam trabalhar com o desenvolvimento de competências e habilidades para o século século 21, como criatividade, autonomia do professor e, principalmente, a experimentação de novas práticas em um contexto onde o digital se torna cada vez mais presente.

Em todos os cursos, a cultura digital aparece como um conteúdo transversal ao tema trabalhado. De acordo com Renata Altman, gerente de projetos sociais da Fundação Telefônica Vivo, “A ideia não é migrar totalmente para o digital, temos um olhar voltado para a inovação e uma educação que faça sentido”.

Com formações mediadas e autoformativas, de diferentes cargas horárias (entre 10 e 50 horas) e certificados por instituições de ensino superior reconhecidas pelo MEC (Ministério da Educação), o conteúdo contempla demandas do cenário educacional brasileiro e beneficia não só quem está na sala de aula, mas também os gestores enquanto agentes de transformação da educação.

“Apesar de uma das competências que desenvolvemos ser a autonomia do professor, é importante que ele esteja alinhado ao seu gestor, dessa maneira o caminho para inovar em sala de de aula acaba sendo menos complexo”, diz Renata.

Para te ajudar a escolher por qual curso começar, selecionamos cinco que você pode começar agora. Todos acompanham uma ficha técnica com as competências gerais da BNCC (Base Nacional Comum Curricular) mobilizadas nos alunos. Confira:

1) Inteligência emocional para professores
A formação traz à pauta a saúde emocional docente. São duas lives, nos dias 07 e 08 de dezembro, às 18h, que abordam a inteligência emocional da perspectiva do professor, discutindo bem-estar e redes de cuidados, sobretudo no panorama atual, de um mundo em reconstrução.
Carga horária: 10 horas
Modalidade: Autoformativo

2) Robotica sustentável
O curso “Eu, robô! Primeiros passos com a robótica sustentável” explora conceitos e práticas de robótica sustentável e de baixo custo, evidenciando sua aplicabilidade nos processos educacionais.
Carga horária: 30 horas
Modalidade: Autoformativo

3) Cultura de inovação
A formação busca provocar a reflexão sobre como transformar as práticas pedagógicas com consistência e intencionalidade. São explorados meios de despertar a criatividade, incentivar a postura investigativa e favorecer o aprender fazendo.
Carga horária: 10 horas
Modalidade: Autoformativo

4) Curadoria de recursos
O curso tem o objetivo de trazer uma formação em curadoria de planos de aula e de Objetos Digitais de Aprendizagem (ODAs) das áreas de Linguagens, Ciências Humanas, Matemática e Ciências da Natureza ambientados na plataforma Escola Digital.
Carga horária: 30 horas
Modalidade: Autoformativo

5) Inovação na educação – avançado
A partir de elementos do modelo finlandês de educação e de demais sistemas bem-sucedidos no apoio ao desenvolvimento integral dos estudantes, a formação mudanças promissoras para a melhoria dos índices de aprendizagem, contemplando desde aspectos concernentes a infraestrutura até novas organizações curriculares.
Carga horária: 10 horas
Modalidade: Autoformativo

Os cursos estão disponíveis na Plataforma Escolas Conectadas.

Quer saber mais sobre cursos de tecnologia e inovação na educação
Clique e acesse

Escolas Conectadas

TAGS

base nacional comum curricular, competências para o século 21, educação integral, educação mão na massa, formação continuada, tecnologia

1
Deixe um comentário

avatar
500
1 Comentários ao conteúdo
0 Respostas a comentários
0 Seguidores
 
Comentário com mais reações
Comentário em alta
1 Autores
irio silveira Quem acabou de comentar
  Acompanhar a discussão  
Mais recentes Mais antigos Mais votados
Tipo de notificação
irio silveira
Visitante
irio silveira
X