Abertas as inscrições para o Global Teacher Prize e o novo prêmio para estudantes - PORVIR
Crédito: Global Teacher Prize

Inovações em Educação

Abertas as inscrições para o Global Teacher Prize e o novo prêmio para estudantes

Saiba como professores e alunos podem se inscrever ou serem indicados para o prêmio que reconhece projetos de inovação na educação

por Redação ilustração relógio 2 de fevereiro de 2021

Professor Ranjitsinh Disale é o vencedor do Global Teacher Prize de 2020Crédito: Divulgação

Professor Ranjitsinh Disale, vencedor do Global Teacher Prize de 2020

Está aberta a corrida para o ‘Nobel da Educação’. O professor indiano Ranjitsinh Disale, vencedor do Global Teacher Prize (Prêmio Global de Professores) de 2020, concedido pela Varkey Foundation em parceria com a UNESCO (Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura), convocou nesta terça-feira (2) os professores brasileiros a se inscreverem para a edição de 2021. O vencedor receberá US$ 1 milhão.

Em 2021, além de reconhecer professores que fazem um trabalho incrível para preparar jovens para o futuro, a Varkey se uniu à instituição Chegg.org para criar um prêmio associado, o Global Student Prize (Prêmio Global de Alunos) e destacar estudantes que promovem impacto social na educação, na vida de sua comunidade e na sociedade em geral. O vencedor levará para casa US$ 50 mil. Podem participar estudantes que tenham pelo menos 16 anos e estejam matriculados em uma instituição formal ou não formal de ensino, na modalidade presencial ou online.

“Os heroicos professores brasileiros fizeram o máximo possível, especialmente durante a pandemia, para manter os jovens aprendendo. Como grande parte do mundo, o Brasil foi virado de ponta cabeça pela COVID e, em última análise, são os professores e alunos que assumirão os papéis de liderança na reconstrução e recuperação do país. Se quisermos construir um futuro melhor, devemos reconhecer seu trabalho inspirador em todos os lugares do Brasil”, disse o professor indiano, que venceu o Global Teacher Prize de 2020 e dividiu US$ 1 milhão com os demais finalistas, incluindo a professora brasileira Doani Bertan.

Os professores que se inscreverem para o Global Teacher Prize serão avaliados de acordo com suas práticas de ensino, incluindo a maneira como inovam para enfrentar os desafios locais, alcançam resultados de aprendizagem demonstráveis, causam impacto na comunidade, além de na sala de aula, ajudam as crianças a se tornarem cidadãos globais, melhoram a profissão docente e obtêm reconhecimento de entidades externas.

As inscrições para os prêmios podem ser feitas até 30 de abril pelo site www.globalteacherprize.org. Quando professores ou alunos são indicados, a pessoa que os nomeia deve enviar uma breve descrição online explicando as suas razões. O professor ou aluno receberá um e-mail informando sobre o processo e convidando-o a se inscrever para o prêmio. Os candidatos podem se inscrever em português.

Ambos os prêmios serão, inicialmente, reduzidos a uma lista dos 50 melhores e depois 10 finalistas, a serem anunciados no final do ano. Os vencedores serão escolhidos entre os 10 finalistas pela Global Teacher Prize Academy, composta por jurados de destaque. Os vencedores serão anunciados ao vivo em uma cerimônia no final do ano.

Abaixo, detalhamos os critérios para o Global Student Prize, a novidade para 2021:

O prêmio Chegg.org Global Student está aberto a todos a partir de 16 anos de idade matriculados em uma instituição de ensino formal ou informal, em cursos presenciais ou online. A seleção para o prêmio Chegg.org Global Student levará em conta evidências de uma combinação de alguns ou todos os critérios abaixo:

Bom desempenho acadêmico
O critério sobre desempenho acadêmico é bem flexível. Além de boas notas no ensino regular, podem ser usados como comprovação: prêmios recebidos ou projetos ou pesquisas realizadas; participação em seminários ou mesmo uma carta de recomendação.

Impacto em seus pares
Aqui também deve ser comprovada a participação em iniciativa que levou a mudanças positivas na vida da comunidade em que o aluno está inserido. Como exemplo, a organização cita ações para ajudar outros indivíduos a continuarem os estudos, mentoria ou participação em iniciativas de fomento ao ensino superior em regiões vulneráveis. Também pode incluir ações que atendem a estudantes com problemas ligados à saúde mental, atividades de apoio a minorias, arrecadação de fundos em defesa de uma causa ou simplesmente atos individuais de apoio e generosidade.

Fazer a diferença além da comunidade
Um líder estudantil século 21 deve incorporar e nutrir os valores mais elevados de nossa sociedade e, para isso, estar envolvido na promoção de uma transformação social mais ampla. Os examinadores vão buscar evidências de um impacto comprovável na sociedade, que pode ser local, nacional ou internacional. Ele pode se dar por atuação cívica e de engajamento, como voluntariado para ajudar idosos e jovens; dar aulas gratuitas para crianças da comunidade; trabalhar em campanhas de distribuição de alimentos e centros de juventude. Outras possibilidades incluem trabalhar com alunos em outras partes do mundo; ativismo nacional e global em questões como combate ao racismo, sexismo, mudança climática e pobreza. Também são consideradas ações para desenvolvimento plataformas para progresso social, envolvimento em programas de assistência a refugiados ou combate ao cyberbullying.

Superação de dificuldades
Diante de desafios cada vez maiores, determinação e perseverança são qualidades essenciais para os líderes do futuro. Muitos dos estudantes mais excepcionais de hoje tiveram que superar barreiras significativas para chegar ao ensino superior e atingir seus objetivos – obstáculos como problemas de saúde, dificuldade socioeconômica, discriminação ou problemas familiares. Em cada caso, a jornada pessoal do candidato precisa demonstrar um espírito de luta que poderia ter impedido outros de continuar estudando.

Criatividade e inovação
A sociedade cada vez mais olha para os jovens de hoje para criar novas plataformas, obras de arte, movimentos e ideias para o amanhã. O esforço criativo pode assumir uma imensa variedade de formas e, portanto, os candidatos ao Prêmio podem enviar contribuições criativas com o objetivo de impactar qualquer área. Pode ser a criação de um romance, música, companhia de teatro ou filme, canal no YouTube, podcast ou mesmo o trabalho como influenciador de mídia social. Da mesma forma, pode ser que o jovem tenha se envolvido na criação de uma organização de cunho social ou prestação de serviço, usando nova tecnologia ou novas ideias sobre como conectar pessoas.

Fomento à cidadania global
O sucesso de nossa sociedade depende de cidadãos globais que possam trabalhar juntos para resolver os profundos problemas que o mundo enfrenta. Por isso, candidatos ao prêmio precisam ser apaixonados pelo tema, demonstrando tal atitude com exemplos de projetos realizados em conjunto com pessoas de outros países (seja para pesquisa ou para um objetivo prático), estabelecendo vínculos entre instituições ou participando de intercâmbios. Seus esforços também podem ter olhado para estudantes de outros países e encontrar maneiras para que eles tivessem acesso à educação de qualidade.


TAGS

prêmios

Deixe um comentário

avatar
500
  Acompanhar a discussão  
Tipo de notificação
X