A necessária ponte entre a neurociência e a educação - PORVIR
Crédito: JNemchinova/iStock

Inovações em Educação

A necessária ponte entre a neurociência e a educação

Em uma série de artigos para o Porvir, a neurocientista Leonor Guerra e a educadora Ana Luiza Amaral debatem a aprendizagem alinhada ao funcionamento cerebral. Confira o primeiro texto

por Ana Luiza Neiva Amaral / Leonor Bezerra Guerra ilustração relógio 28 de outubro de 2022

O cérebro não nasce pronto. Precisamos de interação social para aprender e ter sucesso ao longo da vida. Temos 86 bilhões de neurônios à nossa disposição, mas é a qualidade das nossas experiências e aprendizagens que modifica a arquitetura e o funcionamento cerebral ao longo do desenvolvimento.

Não nascemos com um manual de como usar o cérebro, um guia de como se aprende e de como podemos alavancar os nossos processos de aprendizagem. Estudantes, pais, professores e gestores não contam com uma bússola que indique os melhores caminhos na busca de uma aprendizagem plena e significativa, alinhada com os princípios do funcionamento cerebral.

Os avanços no campo da neurociência têm possibilitado a compreensão dos mecanismos cerebrais envolvidos na aprendizagem e já existe um conjunto sólido de evidências científicas que podem contribuir para o campo da educação. Essas descobertas colocam em relevo como práticas pedagógicas adequadas podem levar ao melhor desenvolvimento de conhecimentos, habilidades, atitudes.

No entanto, o diálogo entre a neurociência e a educação nem sempre tem sido proveitoso porque, em muitos casos, os resultados das pesquisas são de difícil interpretação e não se conectam diretamente com o dia a dia da sala de aula. Por isso, é necessário sistematizar esse conhecimento e traduzir as descobertas neurocientíficas em princípios e orientações práticas que permitam aos educadores redesenharem os processos de ensino e aprendizagem do século XXI.

Estabelecer uma ponte entre neurociência e educação é um passo essencial para que os professores adotem estratégias pedagógicas inovadoras e efetivas, os estudantes escolham práticas de estudo mais eficientes, os pais promovam situações que favoreçam a aprendizagem e os gestores utilizem evidências científicas para fundamentar o desenvolvimento de políticas públicas que resultem em melhoria da qualidade da educação.

O século 21 vem trazendo mudanças dinâmicas e rápidas que tornam a aprendizagem ao longo da vida um recurso imprescindível. No entanto, o modelo educacional vigente precisa se reinventar. É preciso repensar os propósitos da educação nesse novo mundo moldado pela inteligência artificial e repleto de desafios e dilemas éticos. A sociedade contemporânea requer novas abordagens de ensino e aprendizagem que possibilitem a formação de crianças e jovens preparados para lidar com as situações complexas e em constante transformação. De fato, é preciso inovar na educação, mas com base em evidências científicas.

Nesse contexto, o Sesi (Serviço Social da Indústria) desenvolveu um estudo, fruto do diálogo entre uma neurocientista e uma educadora. Os principais resultados deste estudo são apresentados no livro “Neurociência e educação: olhando para o futuro da aprendizagem”, que aborda 12 princípios da Neurociência relacionados à aprendizagem e 22 tendências que estão configurando a educação do futuro. Por meio de linguagem acessível e utilização de infográficos são indicados importantes caminhos para um processo educacional mais efetivo. 

O livro será lançado no V Encontro Anual da Rede Nacional de Ciência para Educação, que será realizado presencialmente no Museu do Amanhã (RJ) de 17 a 19 de novembro, reunindo educadores, cientistas e estudantes interessados na área de ciência para a educação. A programação completa está disponível no site. 


Clique aqui para baixar o infográfico acima em PDF


TAGS

competências para o século 21, ensino fundamental, ensino médio, ensino superior, neurociência

Cadastre-se para receber notificações
Tipo de notificação
guest
1 Comentário
Mais antigos
Mais recentes Mais votados
Comentários dentro do conteúdo
Ver todos comentários
Aproveite as férias escolares para visitar a exposição 'Encontro com o Porvir'Saiba mais
1
0
É a sua vez de comentar!x
()
x