'Com tecnologia, é possível ter ensino personalizado' - PORVIR

Saiu na Mídia

‘Com tecnologia, é possível ter ensino personalizado’

por Redação ilustração relógio 14 de janeiro de 2013

Tudo começou em 2004, quando ele decidiu ajudar uma prima com dificuldades em matemática que morava em New Orleans. A solução encontrada foi utilizar a internet para enviar pequenos tutoriais de aritmética gravados com um software simples de captura de som e imagem. Hoje, é difícil encontrar um assunto sobre o qual o educador norte-americano Salman Khan, de 36 anos, não tenha falado em suas videoaulas.

Pela primeira vez o educador visita o Brasil, segunda maior audiência da Khan Academy. Além de divulgar seu livro Um mundo, Uma escola, ele deve se reunir na quarta-feira com a presidente Dilma Rousseff e o ministro da Educação, Aloízio Mercadante, em Brasília.

Confira duas das perguntas realizadas durante a entrevista:

O sr. acha que os diplomas atuais vão perder valor se agora é possível aprender a partir de diferentes fontes e não apenas na escola e na universidade?

Os diplomas já perderam valor, e não por causa da educação a distância. Se você for a diferentes países, verá que nem todos vão para as melhores universidades. A maioria estuda na sua cidade ou Estado.

Como a Khan Academy deve ser utilizada nas escolas?

O melhor é caminhar para o modelo de sala de aula invertida em que os alunos aprendam a seu próprio ritmo com a Khan Academy e o professor veja na base de dados quem está com dificuldade e retrabalhar os conceitos em pequenos grupos, pedindo àqueles que já entenderam que ajudem os colegas.

do Estado de S. Paulo


TAGS

carreira, khan academy, tecnologia, videoaulas

12
Deixe um comentário

avatar
500
0 Comentários ao conteúdo
0 Respostas a comentários
0 Seguidores
 
Comentário com mais reações
Comentário em alta
0 Autores
Quem acabou de comentar
  Acompanhar a discussão  
Mais recentes Mais antigos Mais votados
Tipo de notificação
X