Como professores, escolas e estudantes podem obter certificação Google - PORVIR
Divulgação

Inovações em Educação

Como professores, escolas e estudantes podem obter certificação Google

Veja links úteis e entenda como funcionam os programas de certificação do Google

por Fernanda Nogueira ilustração relógio 22 de março de 2019

O Google certifica professores em níveis de acordo com habilidades adquiridas em capacitações voltadas ao uso da tecnologia em sala de aula. Há ainda a certificação de Google Trainer, Google Coach e Google Innovator. Escolas e universidades recebem a chancela de referência. Estudantes podem se tornar tutores de tecnologia.

Educadores

O certificado Educador Nível 1 avalia habilidades básicas de implementação de tecnologias em sala de aula. O Educador Nível 2 reconhece habilidades mais avançadas. A certificação Trainer habilita o educador a orientar outros professores na redefinição da aprendizagem com a tecnologia.

Outra certificação é a de Inovador do Google for Education, que reconhece e apoia educadores que usam a tecnologia para solucionar desafios educacionais. Há Google Innovators em mais de 50 países. No Brasil, são mais de 100 profissionais com esta certificação.

Os educadores podem trocar experiências por meio do Grupo de Educadores Google, que discute os benefícios do uso de tecnologia nas escolas, salas de aula e comunidades pelo mundo.

Como participar – O Portal do Professor do Google for Education traz o passo a passo sobre cada um dos níveis, como treinamento, prática e provas. No caso dos níveis 1 e 2, o exame dura 180 minutos, sem intervalos, e custa US$ 10 (R$ 50) e US$ 25 (R$ 125), respectivamente. Interessados nos certificados de Google Trainer, Coach e Innovator devem fazer inscrições e seguir processos específicos que estão detalhados no site.

Reconhecimento – Válidos por 36 meses, os certificados são reconhecidos internacionalmente. Professores aprovados podem usar o selo dos programas no currículo, portfólio e site. “Trata-se de um importante reconhecimento para aqueles professores que querem se desenvolver profissionalmente e estão, por exemplo, aplicando metodologias ativas de ensino com uso de tecnologia ou criando novas experiências de ensino-aprendizagem usando recursos do Google Workspace for Education”, diz Alessandro Leal, head do Google for Education na América do Sul.

Escolas

O programa Escola de Referência, do Google, reconhece escolas inovadoras que implementam soluções de colaboração entre professores e alunos com o uso de ferramentas como Google Workspace for Education e Chromebooks.

Para a educação superior, o programa é o Universidade de Referência. Há mais de 90 Escolas de Referência e três Universidades que conquistaram este título no Brasil.

Como participar – Redes das secretarias de educação municipais e estaduais, escolas particulares de ensino básico e instituições de ensino superior podem se registrar e utilizar gratuitamente o Google Workspace for Education – a partir disso, as instituições interessadas em aplicar para o programa Escola de Referência devem procurar um parceiro do Google for Education no Brasil e atender a todos os prerrequisitos.

Reconhecimento – O certificado atesta o conhecimento da escola no uso de tecnologia aplicada à educação, em sala de aula, com as ferramentas do Google. Mais informações

Estudantes

No programa Aluno Tutor de Tecnologia, um estudante “adota”” três professores, para dar treinamento e apoio no uso da tecnologia Google for Education. O programa é conduzido por parceiros oficiais nas escolas. Há cerca de 130 estudantes certificados em escolas do país. Um site sobre o programa está em desenvolvimento, de acordo com a empresa.

Como participar – idade mínima de 13 anos, disponibilidade de horário no contraturno das aulas, cumprir desafios e passar por treinamento online e presencial.

Reconhecimento – certificado do programa

Leia mais
– Conheça os programas de certificação Apple, Microsoft e Samsung
A importância de certificações de tecnologia
Entenda como aliar tecnologia e projeto pedagógico no guia do Porvir
Onde estão e o que fazem as empresas de tecnologia educacional no Brasil
Conectividade e cultura escolar são barreiras para uso de celular em sala de aula

*Atualizado em 26 de agosto de 2022 com novos links e programas


TAGS

aplicativos, educação online, formação continuada, tecnologia

Cadastre-se para receber notificações
Tipo de notificação
guest

0 Comentários
Comentários dentro do conteúdo
Ver todos comentários
Conheça o guia Escola Livre de Ódio: conteúdo especial para contribuir com escolas no combate ao extremismoAcesse agora
0
É a sua vez de comentar!x