Conselho Jovem do Porvir apresenta propostas para BNCC do ensino médio - PORVIR
Crédito: Strezhnev Pavel / Fotolia.com

Inovações em Educação

Conselho Jovem do Porvir apresenta propostas para BNCC do ensino médio

Em reunião com membros do Conselho Nacional de Educação, os estudantes analisaram o documento e sugeriram mudanças para conectar a etapa com interesses dos jovens

por Redação ilustração relógio 23 de outubro de 2018

Enquanto a BNCC (Base Nacional Comum Curricular) do ensino médio segue em discussão, integrantes do Conselho Jovem do Porvir apresentaram reflexões e propostas para conectar a etapa com os interesses dos estudantes. Após análise crítica do documento, os estudantes apontaram suas preocupações, sugestões e desejos para que o documento tenha impacto na forma como se aprende e ensina em escolas de todo o país.

As propostas foram reunidas no documento “Reflexões Sobre o Ensino Médio – O ensino médio que temos e o ensino médio que queremos”, produzido após eles participarem de uma reunião privada com membros do CNE (Conselho Nacional de Educação), que aconteceu no dia 12 de setembro, em Brasília (DF), a convite do Movimento pela Base Nacional Comum Curricular.

O encontro em Brasília teve a participação de um conselheiro jovem de cada região do país: Tamires Costa, de Porto Alegre (RS), Túlio Fogagnoli, de Rio das Ostras (RJ), Caio Henrique, de Recife (PE), Jaíra Lima, de Porto Velho (RO) e Yasmin Mireli, de Cuiabá (MT). Pelo lado do CNE, estiveram presentes Eduardo Deschamps, Chico Soares, Aurina de Oliveira Santana, Ivan Cláudio Pereira Siqueira e Nilma Santos Fontanive. “Tivemos que falar não só por nós, e sim por todos os jovens estudantes”, afirma Jaíra Lima, de Porto Velho (RO).

Integrantes do Conselho Jovem do Porvir participam de reunião com membros do Conselho Nacional de EducaçãoCrédito: Porvir

“O encontro foi extremamente construtivo e produtivo. Sintetizamos e apresentamos ao CNE nossas inquietações, pontos de vista sobre o ensino médio atual , a reforma e a BNCC, além de considerações sobre políticas públicas para solucionar os problemas apresentados”, conta Caio Henrique, de Recife (PE).

Para ele, que também participou da audiência da BNCC em Fortaleza (CE), mesmo diante da insatisfação de muitas instituições, profissionais da educação e estudantes com a construção da BNCC e da Reforma, o documento tem pontos que merecem ser destacados, como as Competências Gerais a serem desenvolvidas ao longo da educação básica. “Em especial no que diz respeito aos campos de atuação social da área de linguagens, que representa muito bem o que os estudantes querem aprender: interpretar e modificar o mundo e desenvolver senso crítico e político.”

Na avaliação dos jovens, apesar do documento articular os componentes curriculares com temas atuais, ele ainda apresenta algumas fragilidades e desafios, principalmente para a fase de implementação. “Estou preocupada mesma com a implementação da Base, pois ela não será de fácil aceitação”, diz Tamires Costa, de Porto Alegre (RS). O estudante Túlio Fogagnoli, de Rio das Ostras (RJ), também vê a implementação como o maior ponto de atenção. “O quanto o MEC vai se esforçar para auxiliar a elaboração dos currículos estaduais seguindo a base?”, questiona.

No documento, os estudantes sugerem que a União e os estados terão que atuar em regime de colaboração, casos educacionais de sucesso deverão ser disseminados no país e os estados terão a missão de elaborar planos eficientes para garantir a viabilidade técnica e financeira. A jovem Yasmin Mireli, de Cuiabá (MT), também ressalta que a BNCC e a reforma do ensino médio precisam criar condições para garantir que os sonhos e interesses dos estudantes sejam respeitados. “É de extrema importância oferecer ao aluno aquilo que é dele por direito, mas também é bacana abrir uma brecha para ele ir além disso, onde poderá estudar e fazer algo que gosta e se identifica.”

Baixe aqui o documento com as reflexões e propostas elaboradas pelos integrantes do Conselho Jovem do Porvir.


Foto de 2018 – Tamires Santos da Costa
Este conteúdo foi produzido pel@ conselheir@ do Porvir
2018 – Tamires Santos da Costa
Porto Alegre-RS

Concluiu o Ensino Médio em 2018. Fez parte do grupo de líderes da Escola Estadual de Ensino Médio Baltazar de Oliveira Garcia.

Foto de 2018 – Tulio Sanches Fogagnoli
Este conteúdo foi produzido pel@ conselheir@ do Porvir
2018 – Tulio Sanches Fogagnoli
Rio das Ostras-RJ

Concluiu o Ensino Médio em 2018. Participou do grêmio estudantil e de grupo de robótica no Colégio de Aplicação de Macaé.

Foto de 2018 – Caio Henrique Silva
Este conteúdo foi produzido pel@ conselheir@ do Porvir
2018 – Caio Henrique Silva
Recife-PE

Concluiu o Ensino Médio em 2018. Foi representante de turma e monitor no Nave Recife -  Escola Técnica Estadual Cícero Dias, além de ter participado de projetos de animação e robótica.

Foto de 2018/2019 – Jaíra de Paula Lima
Este conteúdo foi produzido pel@ conselheir@ do Porvir
2018/2019 – Jaíra de Paula Lima
Porto Velho-RO

Estudante da Escola Estadual de Ensino Fundamental Murilo Braga. Em sua escola, faz parte da Comissão de Meio Ambiente e Qualidade de Vida (Com-vida), que realiza projetos socioambientais na escola...

Foto de 2018 – Yasmin Mireli da Silva Oliveira
Este conteúdo foi produzido pel@ conselheir@ do Porvir
2018 – Yasmin Mireli da Silva Oliveira
Cuiabá-MT

Concluiu o Ensino Médio em 2018. Estudou na Escola Estadual Zélia Costa De Almeida, onde esteve engajada em projetos para a escola e para a comunidade, como ações voltadas para o público...

Conheça o Conselho Jovem do Porvir

TAGS

base nacional comum curricular, competências para o século 21, ensino médio, participação dos estudantes

1
Deixe um comentário

avatar
500
1 Comentários ao conteúdo
0 Respostas a comentários
0 Seguidores
 
Comentário com mais reações
Comentário em alta
1 Autores
George R Stein Quem acabou de comentar
  Acompanhar a discussão  
Mais recentes Mais antigos Mais votados
Tipo de notificação
George R Stein
Visitante
George R Stein

Parabéns Porvir!!

Existe algo planejado para um diálogo que envolva professores e o restante da comunidade escolar?

Porque não pensar em um exercício de Cenários para a BNCC do Ensino Médio?