Virada Educação propõe reimaginar o espaço público - PORVIR
Crédito: Comugnero Silvana / Fotolia.com

Inovações em Educação

Virada Educação propõe reimaginar o espaço público

Em sua segunda edição, evento criado pelo Movimento Entusiasmo busca conectar território e aprendizagem

por Maria Victória Oliveira ilustração relógio 20 de agosto de 2015

Quem tem ideias para integrar o espaço público à educação deve marcar os dias 19 e 26 de setembro na agenda. A edição de 2015 da Virada Educação, evento que acontece em São Paulo, Bahia, Rio Grande do Sul e Amapá vai promover oficinas, peças de teatro e debates para estreitar a relação entre território, comunidade e práticas pedagógicas.

A iniciativa do Movimento Entusiasmo levanta questionamentos sobre como as pessoas sentem-se em relação ao espaço que ocupam e o que podem aprender com os que estão a seu redor. Essas reflexões servem como base para reimaginar a maneira que o espaço público e a escola se conectam, ocupando a cidade de forma mais integrada. “A Virada Educação é um projeto para cultivar um território educativo em outros lugares e, de alguma forma, colocar em prática essa possibilidade”, diz André Gravatá, um dos idealizadores do projeto.

Para que esses objetivos sejam atingidos, as ações desenvolvidas serão divididas em quatro categorias: diálogos, para aproximar questões essenciais da educação e os relacionamentos; exibição de filmes, peças de teatro, fotografias e música, além de intervenções, passeios e oficinas que promovam situações práticas conectadas ao território. “As atividades servem para transformar o espaço em lugares convidativos para aprender alguma coisa”, exemplifica Gravatá.

Entre as ações já confirmadas está uma caminhada pelo entorno da praça Roosevelt, no centro de São Paulo, em que uma educadora conduzirá uma conversa sobre ciências e a história da Terra. Além disso, haverá uma oficina de cozinha experimental para crianças, uma discussão sobre loucura na Escola Caetano de Campos, na região da Consolação, e uma festa de aniversário do educador Paulo Freire.

Existem duas maneiras de participar da Virada Educação: como voluntário, ajudando na mobilização e na comunicação, ou como realizador das atividades. Para isso, a pessoa deve enviar um material descritivo para a organização, com informações sobre realizador, a duração e o material necessário.

Inspirados na iniciativa do Movimento Entusiasmo, grupos independentes programaram eventos paralelos, em diferentes bairros, cidades e estados. No dia 19, além do evento no centro da capital paulista, que começa às 9h e vai até às 18h, estão programadas atividades no bairro Alto do Ipiranga, na zona sul e nas cidades de Guarulhos, São Bernardo do Campo e Vargem Grande, além de Macapá, no Amapá. Já no dia 26, Porto Alegre (RS), Salvador (BA) e Santo André (SP) também terão atividades das 9h às 18h.

Para se inscrever como volutário, clique aqui, ou como realizador de atividades, clique aqui.

Como foi em 2014

A primeira edição da Virada Educação, realizada em 2014, contou com mais de 80 atividades, em locais como a Casa Amarela, Teatro Satyros 1, Escola Municipal Gabriel Prestes, PUC Consolação, Praça Roosevelt e SP Escola de Teatro. Foram realizadas oficinas de cinema experimental, guitarra, origami, entre outras.


TAGS

brincadeiras, educação integral, uso do território

Deixe um comentário

avatar
500
  Acompanhar a discussão  
Tipo de notificação