Escola 42|RIO é alternativa ao vestibular de fim de ano para quem busca carreira em TI - PORVIR
Crédito: Divulgação

Inovações em Educação

Escola 42|RIO é alternativa ao vestibular de fim de ano para quem busca carreira em TI

Escola de tecnologia inicia atividades em 2020 e atrai candidatos com metodologia baseada na autonomia e projetos conectados ao mundo real

por Vinícius de Oliveira ilustração relógio 12 de dezembro de 2019

O fim do ano é de memorização de fórmulas, datas e resumos de livros para estudantes que vão seguir o modelo tradicional do ensino superior e tentar passar pelo vestibular. Quem prefere um caminho com mais autonomia e tem mais de 18 anos pode participar do processo da Escola 42, no Rio de Janeiro (RJ), que oferece formação em tecnologia em que cada um aprende em ritmo próprio, sem professores e sem diploma de conclusão.

A 42|RIO é a segunda unidade da escola francesa a ser lançada no Brasil, logo depois filial de São Paulo (SP), que abriu as portas no começo do segundo semestre. O Campus do Rio de Janeiro começa com 150 posições, que podem se estender a 450 alunos ao longo da seletiva. No Rio de Janeiro, o projeto é comandado pela Fábrica de Startups Brasil, que fomenta o ecossistema de empreendedorismo e inovação na cidade, o que deve facilitar a entrada de egressos da instituição no mercado de trabalho.

Segundo Filardi, a chance de obter uma vaga em empresas de tecnologia é real e deve seguir uma tendência vista em outros países. “A previsão é que em janeiro existam 20 unidades da 42 pelo mundo conectadas em rede e a gente já sabe que 85% dos alunos (já estão empregados ao final do primeiro ciclo de sete meses e ao fim do primeiro ano 100% já estão empregados”, afirma Leonardo Filardi, responsável pela operação da 42|RIO.

“Além disso, o que a gente também busca fomentar aqui no Rio é que os alunos criem suas próprias startups, porque estaremos tocando a operação dentro da Fábrica (uma aceleradora) e isso seria um caminho natural”, explica, lembrando que essa também é uma marca da 42, que já viu seus alunos lançarem mais de 400 empresas.

Como funciona a 42|RIO

Assim como as demais 42 espalhadas pelo mundo, o processo seletivo na 42|RIO é formado por três etapas: teste online sobre raciocínio lógico, check in (encontro pessoal no campus) e a piscina, um intensivo de 28 dias. Do começo ao fim dessa trajetória, o aluno precisa realizar projetos e encontrar soluções para problemas relacionados ao dia a dia do profissional de TI.

Para se candidatar, é necessário ter a partir de 18 anos, sendo que nenhuma experiência prévia com o mundo de programação é exigida. O prazo final para fazer o teste online de lógica é 20 de dezembro.

Parcerias com empresas 

De acordo com Filardi, gestor da  empresas locais que desejam se tornar parceiras da 42|RIO terão ponto de contato direto com os alunos, além de receber apoio no desenvolvimento de estratégias para receber o profissional de tecnologia e, num terceiro pilar, programas de reciclagem para seus funcionários de tecnologia e gestores.


TAGS

aprendizagem baseada em projetos, autonomia, competências para o século 21, personalização, programação, tecnologia

Deixe um comentário

avatar
500
  Acompanhar a discussão  
Tipo de notificação