Harvard e MIT divulgam em conjunto estudo sobre Moocs - PORVIR
Crédito: leszekglasner / Fotolia.com

Inovações em Educação

Harvard e MIT divulgam em conjunto estudo sobre Moocs

Dados coletados de usuários da plataforma edX revelam uma grande quantidade de professores realizando cursos online

por Fernanda Kalena ilustração relógio 6 de abril de 2015

O que acontece quando universidades renomadas oferecem cursos online, avaliações e certificados de conclusão de curso de graça? Pesquisas iniciais apontaram um grande número de matrículas, baixas taxas de certificação e usuários com alto grau de escolaridade. Para compreender melhor esse cenário, pesquisadores de Harvard e do MIT se uniram para entender quem são os usuários da edX, plataforma de cursos online lançada conjuntamente pelas duas instituições.

No total, foram usados dados de dois anos e de 68 Moocs oferecidos na plataforma, que englobam 1,7 milhão de usuários, 10 milhões de usuários por hora, e 1,1 bilhão de eventos com usuários logados na edX. Entre as principais revelações, o estudo mostra que dos 200 mil usuários que responderam a uma pesquisa sobre ensino, 39% se auto-identificaram como professores atualmente ou no passado.

“O elevado número de professores realizando cursos sinaliza um grande potencial de impacto para além Harvard e MIT, especialmente se medidas pudessem ser tomadas para compartilhar as melhores práticas”, disse em entrevista a Harvard Gazette, Isaac Chuang, professor de física e diretor de aprendizado digital do MIT. Para ele, esse tipo de constatação obriga a academia a ampliar suas concepções de para quem os Moocs são feitos e como eles podem fazer a diferença para uma melhor experiência de aprendizagem.

Cerca de um terço dos usuários que responderam uma pesquisa sobre suas intenções com os cursos online, 57% afirmaram ter o desejo de obter uma certificação e 24% deles a obtiveram de fato. Entre os usuários que não tinham certeza ou não tinham a intenção de obter uma certificação, 8% a obtiveram.

Os números de estudantes e de certificações divergem bastante entre as áreas de estudo. Para facilitar o entendimento dos dados, o estudo divide os cursos ofertados em quatro categorias: ciência da computação; ciência, tecnologia, engenharia e matemática (STEM); ciências humanas; e governo e ciências sociais.

Os cursos de ciência da computação possuem números médios de participação – quase quatro vezes maior do que as outras áreas, cerca de 68 mil contra 19 mil. E estes cursos juntamente com os de STEM tiveram cerca de metade das certificações em comparação aos cursos de ciências humanas e governo e ciências sociais.

Com tudo isso, o número geral de matrículas se mantém estável. De 24 de julho de 2012 até 21 de setembro de 2014 (data final do período desse estudo), em média, 1.300 novos usuários se matricularam diariamente em um curso da HarvardX ou MITX. “Nós achamos que, em geral, a participação em nossos Moocs continua a ser substancial e que a média de crescimento tem sido constante. Exploramos como públicos diferentes oferecem oportunidades distintas em direção aos princípios que nortearam a fundação de HarvardX e do MITX: acesso, pesquisa e educação residencial”, afirma a pesquisa.

Para fazer o download do estudo completo, em inglês, clique aqui.


TAGS

educação online, edx, ensino superior, mooc, novas certificações

1
Deixe um comentário

avatar
500
0 Comentários ao conteúdo
0 Respostas a comentários
0 Seguidores
 
Comentário com mais reações
Comentário em alta
0 Autores
Quem acabou de comentar
  Acompanhar a discussão  
Mais recentes Mais antigos Mais votados
Tipo de notificação