IBM e Senac lançam centro de inovações para cidades - PORVIR

Inovações em Educação

IBM e Senac lançam centro de inovações para cidades

Estudantes vão desenhar e desenvolver aplicativos gratuitos e sistemas inovadores para melhorar a vida nos espaços urbanos

por Vagner de Alencar ilustração relógio 8 de agosto de 2012

Imagine um pequeno município brasileiro com 15 escolas que se deparam normalmente com um problema comum: o sistema de logística – seja para controlar a merenda escolar, seja para planejar a distribuição de alimentos perecíveis e não perecíveis aos alunos. A criação de um aplicativo específico poderia ajudar no controle e no compartilhamento das informações e fazer com que gestores públicos, por exemplo, otimizem o uso de seus recursos. Essa é uma das possíveis soluções que podem ser projetadas e desenvolvidas no Centro InovaCidades, espaço lançado ontem pelo Centro Universitário Senac em parceira com a IBM, onde estudantes vão planejar e desenvolver ferramentas inovadoras que ajudem a gerenciar os sistemas públicos brasileiros.

Instalada dentro da instituição de ensino, a ideia da iniciativa é unir acadêmicos, professores e alunos do Senac para que desenhem projetos que possam melhorar a vida nas cidades a partir do auxílio da tecnologia disponibilizada pela IBM, que oferece infraestrutura de servidores e sistemas baseados nos conceitos de cloud computing (computação em nuvem).

crédito arquiplay77 / Fotolia.com

Na prática, o centro vai lançar um edital aberto – com inscrições até fevereiro do ano que vem – convocando estudantes do Senac, de qualquer área de formação, para que inscrevam seus projetos. “A ideia é montar times de alunos de tecnologia da informação, engenharia ambiental ou administração, para que eles trabalhem de modo multidisciplinar”, afirma José Carlos Duarte, CTO da IBM Brasil. Segundo ele, os alunos vão poder propor projetos que contemplem melhorias na distribuição e reaproveitamento da água ou ainda melhores formas de utilizar o transporte público, por exemplo.

“Uma visão social atrelada ao design, arquitetura, urbanismo, mas também ligada a desafios como o consumo de água, energia, segurança, mobilidade”

Depois de selecionados os melhores projetos, os estudantes vão desenvolver os aplicativos que, uma vez criados, serão distribuídos de forma gratuita. “Procuramos trazer problemáticas reais para a sala de aula. Buscamos uma visão social atrelada ao design, arquitetura, urbanismo, mas também ligada a desafios como o consumo de água, energia, segurança, mobilidade”, explica Polise Moreira De Marchi, doutora em urbanismo e coordenadora-executiva do Centro InovaCidades.

Segundo relatório apresentado pela ONU (Organização das Nações Unidas), hoje, o Brasil está enfrentando desafios que acompanham uma taxa alta de crescimento como cidades densamente povoadas. Estima-se que em 2050, cerca de 70% da população mundial viverá nos espaços urbanos. Em 2007, o contingente populacional urbano ultrapassou o rural, ou seja ultrapassou a marca dos 50%.  Em 2050, no Brasil, estima-se que 93,6% da população viverá nas cidades.

Capacitação

O centro também vai oferecer cursos gratuitos de extensão universitária para capacitação de alunos de qualquer área interessados em aprender técnicas no conceito de clouds e modelagem de sistemas.

Os cursos de fundamentos de arquitetura de cloud computing e desenvolvimento de software serão certificados. “As aulas vão desenvolver as habilidades dos profissionais em conceitos de computação em nuvem e metodologias ágeis de desenvolvimento de software, permitindo que tenham uma visão de como o usuário vai interagir com as aplicações desenvolvidas”, explica Luciana Mara Ribeiro Marino, coordenadora Institucional de Pesquisa do Centro Universitário Senac Campus Santo Amaro.

Cloud computing

Segundo Duarte, “nuvem é tudo aquilo que se pode imaginar de internet”, ou seja, é a possibilidade de armazenar dados que podem ser acessados de qualquer lugar do mundo, a qualquer hora, sem a necessidade de instalação de programas. “Com a tendência de ensino a distância, várias universidades do Brasil e do mundo estão oferecendo cursos virtuais. A partir do conceito de nuvem, por exemplo, os estudantes do centro podem desenvolver aplicativos dos mais variados temas, desde os mais básicos até os avançados, que viabilizem essas aulas on-line”, explica.

De acordo com recente estudo realizado pela divisão de consultoria da IBM em parceria com o instituto de pesquisa Economist Intelligence Unit, que ouviu 500 executivos espalhados pelo mundo, o número de empresas que migrarão suas infraestruturas de TI para cloud dobrará nos próximos três anos. Segundo o levantamento, um dos principais fatores que levará ao aumento da adoção da nuvem será a revitalização dos atuais modelos de negócios, que vão trabalhar com um grande volume de dados e que precisarão atuar nas mídias sociais, cada vez mais populares.


TAGS

aplicativos, sustentabilidade, tecnologia

3
Deixe um comentário

avatar
500
0 Comentários ao conteúdo
0 Respostas a comentários
0 Seguidores
 
Comentário com mais reações
Comentário em alta
0 Autores
Quem acabou de comentar
  Acompanhar a discussão  
Mais recentes Mais antigos Mais votados
Tipo de notificação
X