Instituto lança materiais para apoiar redes na implementação da BNCC - PORVIR
Crédito: LightFieldStudios / istockphoto

Inovações em Educação

Instituto lança materiais para apoiar redes na implementação da BNCC

Conheça os documentos recém-lançados pelo Instituto Reúna para apoiar a elaboração de currículos e a formação de professores

por Vinícius de Oliveira ilustração relógio 22 de janeiro de 2020

A BNCC (Base Nacional Comum Curricular) chega às escolas de educação infantil e ensino fundamental em 2020 e, no próximo ano, às instituições de ensino médio, movimento que tem gerado todo o tipo de demanda tanto na rede pública quanto na privada. O Instituto Reúna, instituição recém-criada para o desenvolvimento de produtos técnicos e pedagógicos para apoiar a implementação da BNCC, acaba de lançar, em correalização com a Fundação Lemann e colaboração de especialistas, três ferramentas destinadas a apoiar equipes responsáveis pela elaboração de currículos para o ensino médio e programas de formação de professores para as etapas anteriores.

Pronto para ser usado por equipes de secretaria ou mesmo dentro das escolas, o documento “Percurso Formativo para Educação Infantil e Ensino Fundamental” apresenta uma sequência de pautas para organizar e desenvolver a formação docente. De acordo com Katia Smole, diretora do Instituto Reúna e ex-Secretária de Educação Básica (SEB), o projeto está de acordo com as características identificadas em estudo da Fundação Carlos Chagas como essenciais para um programa de qualidade (a saber: foco no conhecimento pedagógico do conteúdo, métodos ativos de aprendizagem, participação coletiva, duração prolongada e coerência) e com as orientações trazidas na Base Nacional Comum para Formação de Professores da Educação Básica.

Leia mais:
Série Formação de Professores do Porvir
Novo Ensino Médio: série de infográficos explica as mudanças

“Pensamos em um produto prático para atender a um plano de encontros formativos com metodologias ativas que pudessem ter uma dinâmica para além da palestra. Reunimos tudo o que um formador de qualquer rede, pública ou privada, precisa ter acesso, com sugestões de estudos, infográficos, apresentações em PowerPoint e vídeos”, disse Kátia. “A ideia é que cada pauta seja discutida ao longo de 4 horas, com a possibilidade adaptações para pequenos encontros de 1 hora por um coordenador pedagógico que queira realizar formação com sua equipe durante o HTPC (horário de trabalho pedagógico coletivo), imersão, reunião de começo de ano ou imersão”, explica.

No site do Instituto Reúna, as trilhas trazem sempre uma apresentação sobre a BNCC, que explica como direcionar o foco à integração dos saberes e ao desenvolvimento integral do aluno e do próprio professor. Os componentes estão separados em diferentes arquivos no formato PDF, da educação infantil ao nono ano. “A exceção fica por conta de arte e educação física, que estão dentro da pauta de linguagem para os anos iniciais. Nos finais, existem pautas de componentes específicos porque a gente sabe que na maioria das redes quem dá aula de educação física e arte é um professor especialista”, diz Katia.

BNCC do ensino médio

No ensino médio, os documentos “Parâmetros de Qualidade para Avaliação do Currículo do Ensino Médio” e “BNCC Comentada para o Ensino Médio” dão suporte a integrantes de equipes responsáveis por currículos em redes ou editoras envolvidas com o PNLD (Programa Nacional do Livro Didático).

A “BNCC Comentada”, mais especificamente, traduz, comenta e explica as competências específicas e as habilidades que os alunos precisam desenvolver em cada área de conhecimento. “Nós também fizemos sugestões sobre como os estados podem redigir objetivos de aprendizagem que detalhem as habilidades, que são o ponto de chegada. No caso do ensino médio, elas não estão relacionada apenas ao ano, mas a toda a etapa”, diz Katia. Em um futuro próximo, segundo a diretora do Reúna, a “Base Comentada” será usada para desenhar formações a exemplo do que feito com educação infantil e ensino fundamental.

Outro documento recém-divulgado, “Parâmetros de Qualidade para Avaliação do Currículo do Ensino Médio”, permite a leitura crítica dos currículos com base em rubricas de avaliação (projeto de vida, visão de juventudes, concepção de educação integral, concepção e tipos de itinerários formativos, dentre outros) que buscam garantir alinhamento com os pressupostos do Novo Ensino Médio e da BNCC.

Todos os materiais podem ser acessados gratuitamente.


TAGS

aprendizagem baseada em projetos, aprendizagem colaborativa, base nacional comum curricular, competências para o século 21, educação infantil, ensino fundamental, formação continuada, tecnologia

Deixe um comentário

avatar
500
  Acompanhar a discussão  
Tipo de notificação