Bem-vindo (a) ao site do Porvir

Aqui, mapeamos, difundimos e promovemos a troca de práticas educacionais inovadoras

Boas inspirações!

Crédito: peshkova/Fotolia.com

Diário de Inovações

Professora usa Facebook para famílias acompanharem rotina escolar das crianças

Em uma escola no interior do Rio Grande do Sul, a educadora criou uma página para os pais ficarem por dentro das atividades realizadas pela turma

por Indiara Veçozzi 8 de fevereiro de 2017

Acredito muito na parceria entre família e escola, principalmente durante a alfabetização, momento em que a criança está descobrindo as primeiras letras. Consciente de que o uso das tecnologias na educação não pode ser ignorado pela escola, muito menos pelos professores, comecei a usar o Facebook para aproximar os pais do dia a dia da sala de aula.

Leia também: Série de reportagens sobre Engajamento familiar na educação

Trabalho em uma escola pública no interior do Rio Grande do Sul e notei que poderia ter maior sucesso na alfabetização se eu contasse com a ajuda da família. No início, lá em 2010, a ideia era apenas compartilhar minhas atividades em um blog. No entanto, quando o Facebook passou a ganhar espaço e os celulares começaram a ficar ao alcance das famílias, pensei em aproveitar essa tecnologia para registrar o que a turma do primeiro ano estava fazendo.

nossaturminha_printCrédito: Reprodução/Facebook

Criei uma página em que posto os trabalhos realizados pelas crianças, recados gravados para as famílias, fotos das nossas atividades e até vídeos de como a classe está se desenvolvendo na leitura. Todo começo de ano, mando um bilhetinho na agenda com o link da nossa página e convido as famílias a acompanharem, quase que em tempo real, o que estamos fazendo na escola.

Com o tempo fui ampliando esse trabalho. Hoje eu fotografo ou filmo quase tudo o que estamos fazendo e já posto na página para os pais acompanharem. Se começo a aula com uma rodinha, registro a história que eu contei e aproveito uma oportunidade, geralmente quando os alunos estão copiando alguma coisa do quadro, para publicar o que fizemos. Quando não dá tempo, posto tudo no final do dia.

nossaturminha_internaCrédito: Arquivo Pessoal/Indiara Veçozzi

Desde que comecei a utilizar esse recurso, apenas com um simples celular as famílias estão acompanhando mais as atividades das crianças e participando da rotina escolar delas. Não é sempre que conseguimos encontrar todos os pais. Alguns mandam os filhos para escola de transporte, então só acabamos vendo eles quando chamamos ou vamos entregar os boletins. Eu percebo que, por meio da página no Facebook, conseguimos estabelecer um diálogo mais próximo.

No momento em que os pais acompanham como são feitas as atividades em sala, eles se envolvem mais e valorizam o nosso trabalho. A família passa a auxiliar na alfabetização e também participa das atividades quando chamamos. Eles até começaram a retomar algumas tarefas em casa, reforçando o que já tínhamos feito na escola.

As crianças também passaram a se empenhar e caprichar mais nas atividades. Elas sabem que a família está acompanhando e, às vezes, até pedem para eu tirar uma foto de algum trabalho que fizeram para mostrar aos pais. Neste ano, também quero ampliar o uso de tecnologia com eles. A ideia é criar um canal no YouTube para estimular as crianças a contarem histórias.

Indiara Veçozzi

Professora da rede estadual do Rio Grande do Sul. Formada em pedagogia, com habilitação em supervisão e orientação educacional. Leciona em uma turma de primeiro ano do ensino fundamental do Instituto Estadual de Educação Visconde de Cairu, em Santa Rosa (RS). Também ministra alguns componentes no curso de nível médio.

TAGS

engajamento familiar, redes sociais, tecnologia