12 filmes que destacam o protagonismo da mulher na sociedade - PORVIR
Crédito: selimaksan/Fotolia.com

Inovações em Educação

12 filmes que destacam o protagonismo da mulher na sociedade

Documentários destacam o protagonismo feminino em diversos campos da sociedade, como na luta por direitos, artes plásticas, literatura e música

por Redação ilustração relógio 6 de março de 2020

Para fomentar discussões sobre o Dia da Internacional da Mulher, celebrado em 8 de março, o Porvir em parceria com o portal Tamandua.tv, publica uma seleção de filmes que podem ser trabalhados em sala de aula. Eles destacam o protagonismo feminino em diversos campos da sociedade, como na luta por direitos, além de artes plásticas, economia, literatura e música. Cinco deles contam são dirigidos e estrelados por mulheres. Confira a lista abaixo:

Dirigidos e estrelados por mulheres

O Pessoal é Político
Documentário – Brasil – 2017 – 53 min
Aplicabilidade: Ciências Humanas – Sociologia e História

Cena do filme O Pessoal é PolíticoCrédito: Reprodução

Elas nasceram para cuidar do lar e dos filhos. Tornaram-se mulheres guerreiras e politizadas, capazes de se apoderar de todas as armas na luta pelo retorno à democracia e contra as estruturas sexistas de poder. O documentário “O pessoal é político” retrata a Segunda Onda Feminista no Brasil, com destaque para os anos de 1975 a 1985, período instituído pela ONU (Organização das Nações Unidas) como a Década Internacional da Mulher. Na obra, são evocados fatos e acontecimentos, como: a participação das mulheres nas organizações políticas de esquerda e na luta armada contra o regime militar; a participação brasileira na Primeira Conferência Mundial sobre as Mulheres, na Cidade do México, e os eventos nacionais que a sucederam; a fundação do Centro da Mulher Brasileira, nossa primeira ONG feminista; a publicação dos primeiros periódicos feministas em contraponto ao machismo do jornal Pasquim; a militância de mães e esposas no Movimento Feminino pela Anistia; as contradições ideológicas entre o catolicismo e o feminismo, que provocaram o atraso na entrada de assuntos como violência doméstica e controle da sexualidade e reprodução na pauta feminista; e, por fim, o legado que essas mulheres corajosas e precursoras deixaram para os dias atuais, como a Lei do Divórcio, o novo Código Civil e a reforma da CLT (Consolidação das Leis do Trabalho).

Para assistir, clique aqui

 

Maria – Não esqueça que eu venho dos trópicos
Documentário – Brasil – 2016 – 80 min
Aplicabilidade: Linguagens – Arte

EsculturaCrédito: Reprodução

Uma investigação sobre a vida e a arte de Maria Martins (1894-1973), hoje reconhecida como uma das maiores escultoras brasileiras e também celebrada por suas gravuras e textos. O filme revela a grandiosidade da obra de Maria e sua ousadia ao tratar da sexualidade a partir da perspectiva feminina, em uma poética transgressora e pioneira. Em paralelo, resgata sua vida como esposa de um importante diplomata e a ligação com Marcel Duchamp, em uma relação de colaboração mútua entre os dois artistas.

Para assistir, clique aqui

 

Meu corpo, minha vida
Documentário – Brasil – 2017 – 75 min
Aplicabilidade: Ciências Humanas – Sociologia e História

Manifestação por direitos das mulheresCrédito: Reprodução

Meu Corpo, Minha Vida é um debate sobre a questão do aborto no Brasil. Vozes de ambos os lados expressam sua opinião: os que acham que o aborto deve ser descriminalizado e os que defendem a lei como está. O filme personaliza esse debate através do caso de Jandyra Magdalena dos Santos, que recebeu cobertura nacional e internacional e que nos conduzirá dentro desse labirinto de conflitos e opiniões.

Para assistir, clique aqui

 

Mexeu com uma, mexeu com todas
Documentário – Brasil – 2017 – 71 min
Aplicabilidade: Ciências Humanas – Sociologia e História

Jovem com um blusão bordado FeministCrédito: Reprodução

Mexeu com uma, mexeu com todas” é um dos gritos de protesto das mulheres que tomaram conta das ruas no Brasil e se organizaram em redes sociais para fazer frente ao machismo e ao conservadorismo. Por meio de depoimentos de mulheres que passaram por situações de violência, o documentário revela que, apesar de conquistas legais, a mulher ainda permanece em situação de vulnerabilidade. Entre outras depoentes, estão Maria da Penha, Joanna Maranhão, Luíza Brunet e Clara Averbuck.

Para assistir, clique aqui

 

Libertem Angela Davis
Documentário – EUA – 2012 – 97 min
Aplicabilidade: Ciências Humanas – Sociologia e História

Angela Davis Crédito: Reprodução

O documentário retrata a vida de Angela Davis, uma jovem professora universitária nascida no Alabama e conhecida pelo seu interesse na defesa dos direitos humanos. Ao ficar do lado de três prisioneiros negros nos anos 1970, ela entra para a lista das dez pessoas mais procuradas do FBI e se torna a mulher mais caçada dos Estados Unidos.

Para assistir, clique aqui

 

Filmes com mulheres protagonistas

Clara Estrela
Documentário – Brasil – 2017 – 71 min
Aplicabilidade: Linguagens. Arte.

A cantora Clara NunesCrédito: Reprodução

“Clara Estrela” narra, por meio de entrevistas em diversos programas de TV e rádio, a trajetória de Clara Nunes, cantora que conquistou o Brasil e vários países do mundo. Ouvimos também as entrevistas de mídia impressa por meio da narração da atriz Dira Paes. Os depoimentos são entrecortados por imagens oníricas que traduzem o universo místico de Clara. Mesmo passados mais de trinta anos de sua morte, a cantora permanece em lugar de destaque na história da música popular brasileira.

Para assistir, clique aqui

 

Clementina
Documentário – Brasil – 2019 – 75 min
Aplicabilidade: Linguagens, Arte e Língua Portuguesa

Clementina de Jesus toca violãoCrédito: Reprodução

O documentário faz uma viagem através das músicas e da história de Clementina de Jesus. Os sambas mais poéticos, o batuque cheio de balanço, os cantos religiosos que revelam uma comunicação forte com o mundo sagrado, vão nos levando para o profundo mundo de Quelé. Marcada na história da MPB pela sua voz excepcional e repertório de música afro brasileira, essa neta de escravos trouxe com o seu canto a alegria, a potência e o drama da condição do negro no Brasil. Considerada por muitos o elo perdido entre a cultura brasileira e as raízes africanas.

Para assistir, clique aqui

 

Maria Callas: Vida e obra
Documentário – Inglaterra – 1987 – 55 min
Aplicabilidade: Linguagem e Artes

A cantora Maria CallasCrédito: Reprodução

Conhecida como a alta sacerdotisa da ópera italiana, Maria Callas conquistou a admiração de todo o mundo. Sua vida tinha todas as dimensões dramáticas de um de seus próprios papéis operísticos. O documentário aborda a carreira de uma das mais importantes e influentes cantoras de ópera deste século.

Para assistir, clique aqui

 

Zélia, memórias de amor
Documentário – Brasil – 2017 – 100 min
Aplicabilidade: Linguagens e Língua Portuguesa

Zélia Gattai e Jorge AmadoCrédito: Reprodução

Aos 32 anos, Zélia Gattai compra sua primeira câmera fotográfica durante seu exílio em Paris e começa a registrar o mundo ao lado do seu companheiro, o escritor Jorge Amado. Aos 63 anos, escreve seu primeiro livro, “Anarquistas, Graças a Deus”. A obra, que conta sua infância em São Paulo no início do século 20, recebe o Prêmio Paulista de Revelação Literária, vende mais de 200 mil exemplares apenas no Brasil, é traduzida para diversos idiomas e adaptada para teatro e televisão. Sem querer pegar carona na fama do marido, Zélia opta por uma maneira particular de contar o que viu e viveu, criando uma literatura de forte cunho memorialístico. Como reconhecimento do seu talento, no dia 21 de maio de 2002, Zélia ocupa a cadeira 23 da ABL (Academia Brasileira de Letras), a mesma que pertenceu a Jorge Amado. É com base nos seus livros de memória, no seu acervo de mais de 20 mil fotografias e nas entrevistas que o documentário constrói um retrato intimista de Zélia Gattai, tendo como fio condutor a história de amor que viveu durante 56 anos com Jorge Amado, personagem principal de sua obra. Um filme poético que experimenta a relação entre cinema e memória.

Para assistir, clique aqui

 

Livre Pensar
Documentário – Brasil – 2019 – 75 min
Aplicabilidade: Ciências Sociais. Sociologia.

A economista Maria Conceição TavaresCrédito: Reprodução

Conceição Tavares é uma das vozes mais contundentes, críticas e originais do pensamento econômico brasileiro. O novo documentário de José Mariani faz um relato de sua vida e obra, ao mesmo tempo em que faz um balanço de mais de meio século de um país a procura de um futuro.

Para assistir, clique aqui

 

Cleo
Documentário – Brasil – 2019 – 57 min
Aplicabilidade: Linguagens. Língua Portuguesa

Cleonice Berardinelli é uma das maiores intelectuais brasileirasCrédito: Reprodução

Cleonice Berardinelli é uma das maiores intelectuais brasileiras. Imortal da Academia Brasileira de Letras, sua contribuição é incomensurável. Além de ser a primeira brasileira a escrever uma tese sobre Fernando Pessoa, é uma das principais referências no estudo da obra de Pessoa, Camões e Gil Vicente. Dona Cleo, como gosta de ser chamada, deu aula de Literatura Portuguesa por mais de meio século, inclusive a alunos ilustres como Zuenir Ventura e Ana Maria Machado, hoje também imortais da ABL. A sua energia vital parece inesgotável, e aos 101 anos Dona Cleo ainda nos presenteia com poesias recitadas de cor, uma interpretação impecável. Nesse documentário procuramos fazer um breve retrato da vida e carreira de Dona Cleo.

Para assistir, clique aqui

 

Haydée e o Peixe Voador
Documentário – Brasil – 2019 – 71 min
Aplicabilidade: Ciências Sociais. História

Haydée Oberreuter quer se despedir de seu filhoCrédito: Reprodução

No documentário dirigido pela chilena Pachi Bustos, Haydée Oberreuter quer se despedir de seu filho, que morreu em seu ventre, durante atrozes sessões de tortura, há quarenta anos. Ela tinha 21 anos e jamais imaginou que, quatro décadas mais tarde, voltaria a se encontrar com seus algozes em um julgamento sem precedentes no Chile.

Para assistir, clique aqui

 

Outras listas:
– Especialista indica 10 filmes para estimular empatia
– 20 filmes que exploram o olhar das crianças sobre o mundo
– 10 filmes para abordar a inclusão de pessoas com deficiência
– 6 filmes com histórias de professores inspiradores para ver na Netflix


TAGS

competências para o século 21, ensino fundamental, ensino médio

Deixe um comentário

avatar
500
  Acompanhar a discussão  
Tipo de notificação