MEC anuncia medidas para habilidades socioemocionais - PORVIR
crédito Frikota / Fotolia.com

Inovações em Educação

MEC anuncia medidas para habilidades socioemocionais

Capes terá bolsa para pesquisadores do tema; estados e municípios que tiverem programas poderão buscar financiamento

por Patrícia Gomes ilustração relógio 24 de março de 2014

Perseverança, resiliência, determinação, abertura ao outro. O MEC (Ministério da Educação) está de olho nessas características, que vêm sendo chamadas de habilidades socioemocionais, e anunciou medidas que visam promovê-las durante o Fórum Internacional de Políticas Públicas Educar para as competências do século 21. A primeira delas foi um acordo de cooperação entre Capes e o Instituto Ayrton Senna para oferecer bolsas a pesquisadores especialistas no tema. A segunda foi a possibilidade de estados e municípios buscarem financiamento no governo federal para desenvolver tais habilidades.

A intenção com as bolsas, segundo Jorge Almeida Guimarães, presidente da Capes, é estimular a produção de conhecimento sobre essas competências. “Queremos criar massa crítica sobre o tema”, afirmou. De acordo com o termo de cooperação assinado hoje, um edital deverá ser divulgado em até 90 dias com os pré-requisitos para candidatura às bolsas, mas Guimarães já adiantou que devem beneficiar diferentes níveis de aprendizado, de mestrado ao doutorado no exterior.

A Capes ficará responsável pela concessão das bolsas e o Instituto Ayrton Senna dará apoio técnico. Além disso, a formação de 90 mil estudantes de licenciaturas pode ser complementada para que esses educadores sejam capacitados para lidar com essas competências em sala de aula.

Já o ministro da Educação, José Henrique Paim, anunciou que disponibilizará uma linha de financiamento para redes públicas de ensino interessadas em desenvolver programas na área e que meçam o desenvolvimento dos alunos nas habilidades socioemocionais. O ministro afirmou que, pelo país, várias iniciativas já têm essa preocupação e que elas deverão servir de exemplos para próximos projetos.

Os anúncios foram feitos após a primeira manhã de debates do fórum, que reuniu a portas fechadas ministros de Educação de 14 países, entre os quais Coreia do Sul, Portugal, Equador, Noruega e Suécia. É a primeira vez que um evento dessa magnitude ocorre no sentido de promover as habilidades socioemocionais.

Nas discussões, que foram resumidas por Yves Leterme, secretário-geral delegado da OCDE, os países reconheceram as habilidades não cognitivas como um conjunto de características importantes e que devem ser estimuladas, uma vez que elas impactam o sucesso escolar e o sucesso na vida futura dos alunos. A leitura dos líderes é que o debate é novo em todo o mundo e que ainda há muito a ser descoberto, mas que já se sabe que tais habilidades devem ser estimuladas já a partir da primeira infância, que os professores devem receber uma formação para trabalharem com o tema e que o esforço deve envolver diferentes fatores – governos, escolas, famílias e alunos.


TAGS

instituto ayrton senna, mec, socioemocionais

12
Deixe um comentário

avatar
500
10 Comentários ao conteúdo
2 Respostas a comentários
0 Seguidores
 
Comentário com mais reações
Comentário em alta
10 Autores
Claudia REgina PintoClaudia REgina PintoAmerica Macedo CardosoDaniela MArtins Felicio LuizMaria de Fatima M. de Souza Quem acabou de comentar
  Acompanhar a discussão  
Mais recentes Mais antigos Mais votados
Tipo de notificação
Priscila Tenenbaum
Visitante
Priscila Tenenbaum

Acredito muito nas pesquisas de Habilidades Socioafetivas nas escolas – CASEL. Desde 2011 eu e um grupo de colegas decidimos representar um programa Australiano de Habilidades Socioafetivas e Resiliência chamado FRIENDS, Amigos no Brasil. É um programa mundialmente pesquisado e reconhecido como eficaz na prevenção de Ansiedade e Depressão pela OMS. É de fácil aplicação e as pesquisas mostram que não há diferença na qualidade da intervenção feita por psicólogos ou professores. Ele está disponível… Ler mais »

GEANE DE SOUTO LUNA
Visitante
GEANE DE SOUTO LUNA

ENQUANTO EDUCADORA E MEDIADORA DE PROCESSOS DE APRENDIZAGEM SINTO RELEVANTE ESSA PROPOSTA VIABILIZADA PELO MEC E OUTRAS PARCERIAS. ESTAMOS TENDO , CREIO , UMA EVASÃO EM MASSA DEVIDO OS EDUCADORES NÃO ESTAREM APTOS A TRABALHAR COM ESSAS COMPETÊNCIAS QUE O DISCENTE TRÁS PARA O ESPAÇO ESCOLAR , COMO TAMBÉM , AS RELAÇÕES INTERPESSOAIS NESSE MESMO ESPAÇO. PRETENDO CONCORRER A UMA FORMAÇÃO NESSA ÁREA A QUAL ME DARÁ CONDIÇÕES DE ATUAR MELHOR DE ACORDO COM AS… Ler mais »

Edna
Visitante
Edna

O MEC NÃO PRECISA ANUNCIAR MEDIDAS PARA O DESENVOLVIMENTO DESSAS HABILIDADES.TODO PROFESSOR COMPROMETIDO COM A EDUCAÇÃO DEVE SABER QUE ESSAS HABILIDADES SÃO PRIMORDIAL PARA O DESENVOLVIMENTO DA CRIANÇA.SEMPRE TRABALHEI DESSA FORMA…O QUE VAI DIFERENCIAR E QUE AGORA O MEC ACORDOU PARA ESSA ÁREA IMPORTANTÍSSIMA E ISSO VAI SÓ AGREGAR,ENRIQUECER AQUILO QUE EU JÁ SEI E TRABALHO EM MINHA SALA DE AULA.

EDNA CLAUDIA JORGE DA SILVA
Visitante
EDNA CLAUDIA JORGE DA SILVA

EDNA/ORIENTADORA EDUCACIONAL, ENGAJADA NA BUSCA DE ESTRATÉGIAS PARA AGREGAR NOVAS FORMAS DE POSSIBILITAR O DESPERTAR NOVAS FORMAS DE ENSINAGENS E DE APRENDIZAGEM, É COM EXPECTATIVA POSITIVA E COLABORATIVA QUE RECEBO ESTA IMPORTANTE NOTÍCIA, DE POLÍTICA PÚBLICAS EDUCAR PARA AS COMPETÊNCIAS DO SÉCULO 21. VEJO COM MUITO OTIMISMO A PARCERIA MEC, CAPES E DO INSTITUTO AYRTON SENNA, NO INCENTIVO DA CAPACITAÇÃO DOS EDUCADORES PARA QUE ELES LIDEM COM AS HABILIDADES SOCIOEMOCIONAIS NA SALA DE AULA. E… Ler mais »

SOCORRO SANTOS
Visitante
SOCORRO SANTOS

Vivemos num mundo de profundas e intensas mudanças, de modo que as novas tecnologias aliadas a uma metodologia das habilidades socioemocionais tem o poder de conduzir nossos alunos a vivenciar uma cultura de paz nas escolas que culminará com uma sociedade mais pacífica. É o que acreditamos.

Maria de Fatima M. de Souza
Visitante
Maria de Fatima M. de Souza

Excelente Tema;Educar para as competências do século XXI, temos que fazer com que nosso aluno seja envolvido em uma aprendizagem significativa, que ele seja produtor do seu próprio conhecimento, para que isto ocorra temos que envolver o alunado em todas as competências possível, lógico desde que esteja ao seu alcance.

Maria de Fatima M. de Souza
Visitante
Maria de Fatima M. de Souza

Excelente Tema;Educar para as competências do século XXI, temos que fazer com que nosso aluno seja envolvido em uma aprendizagem significativa, que ele seja produtor do seu próprio conhecimento, para que isto ocorra temos que envolver o alunado em todas as competências possivéis lógico desde que esteja ao seu alcance.

Daniela MArtins Felicio Luiz
Visitante
Daniela MArtins Felicio Luiz

Meu nome é Daniela M. Felicio Luiz, sou diretora e proprietária do Colégio Ser na cidade de criciúma SC, a 25 anos oferecemos a cidade e região uma proposta educacional diferenciada pautada na transdiciplinaridade. Já incluímos no currículo o trabalho voltado a contemplação das habilidades não cognitivas, o colégio possui 180 estudantes do Ensino Fundamental I ao Ensino Médio. Venho através deste contato oferecer meus 25 anos de experiência frente a está proposta nova ao… Ler mais »

Claudia REgina Pinto
Visitante
Claudia REgina Pinto

Daniela, vocês já conhecem o Programa O Líder em Mim da Abril Educação ?

America Macedo Cardoso
Visitante
America Macedo Cardoso

Que bom,está evoluindo nosso país

Claudia REgina Pinto
Visitante
Claudia REgina Pinto

Trabalho como Assessora Pedagógica na Abril e atuamos com um Programa chamado O Líder em Mim que atua exatamente nas questoes socioemocionais juntos com as escolas, efetivando os resultados com a aplicação dos 7 Hábitos nos alunos e educadores.. Temos apreciado mudanças expressivas na escola e um elevado aumento do resultados cognitivos como uma consequencia de ser trabalhado o comportamento. vale a pena conhecer: http://www.olideremmim.com.br

Claudia REgina Pinto
Visitante
Claudia REgina Pinto

Trabalho como Assessora Pedagógica na Abril e atuamos com um Programa chamado O Líder em Mim que atua exatamente nas questoes socioemocionais juntos com as escolas, efetivando os resultados com a aplicação dos 7 Hábitos nos alunos e educadores.. Temos apreciado mudanças expressivas na escola e um elevado aumento do resultados cognitivos como uma consequencia de ser trabalhado o comportamento. vale a pena conhecer: http://www.olideremmim.com.br