Mulheres são menos de 20% nos cursos de ciências exatas da USP - PORVIR

Saiu na Mídia

Mulheres são menos de 20% nos cursos de ciências exatas da USP

por Redação ilustração relógio 29 de novembro de 2016

Nos últimos tempos, muitos debates têm priorizado a discussão sobre igualdade de gênero e a necessidade do fim do machismo. Na universidade, entretanto, o cenário ainda está em lento processo de mudança. Nos cursos de exatas, a participação do público feminino é bastante reduzida. Entre os novos alunos da Escola Politécnica da USP, 18% são mulheres. No curso de Física, o número sobe para 23%.

Além de poucas meninas começarem o curso, o número daquelas que realmente se formam é menor ainda. Essa evasão durante o curso deve-se a inúmeros fatores, e o machismo – inclusive do corpo docente – é um deles. Segundo a professora titular de física da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), Márcia Barbosa, as meninas vão sendo “expulsas” dos cursos, já que são excluídas das dinâmicas como, por exemplo, quando raramente são escolhidas em bolsas de pesquisas.

Apesar de todo esse cenário, 63% dos alunos que entram na USP Leste são mulheres.


Leia a matéria original em Folha de S. Paulo

TAGS

ensino superior, gênero

Deixe um comentário

avatar
500
  Acompanhar a discussão  
Tipo de notificação
X