Rede social permite criar, compartilhar e acessar cursos online - PORVIR
Crédito: Julien Eichinger / Fotolia.com

Inovações em Educação

Rede social permite criar, compartilhar e acessar cursos online

Plataforma Edumais oferece suporte para educadores que desejam ingressar no universo da educação a distância

por Marina Lopes ilustração relógio 1 de março de 2016

De um lado, professores interessados em compartilhar conhecimentos. Do outro, alunos que desejam aprender diferentes assuntos. Com canais de interação, notificações, linha do tempo e uma biblioteca de arquivos vinculada ao perfil de cada usuário, a plataforma Edumais funciona como uma rede social voltada para a educação.

Lançada no ano passado, a plataforma reúne diferentes conteúdos, que vão de aulas de idiomas a preparatórios para vestibular ou concursos públicos. A ideia é oferecer ferramentas que auxiliam educadores na criação, gestão e venda de cursos online. No entanto, tudo isso acontece dentro de um ambiente com características de uma rede social, em que cada usuário pode ter um perfil, registra seu histórico de cursos e também pode compartilhar textos, fotos, links e vídeos.

A proposta da plataforma surgiu a partir de observações do professor de informática Dirceu Minetto. Há uns três anos, após perceber que o mercado de cursos online estava ganhando força, aliado ao movimento de expansão da internet banda larga e o aumento do uso das redes sociais, ele pensou em desenvolver uma ferramenta que pudesse ajudar outros educadores na criação dos seus próprios conteúdos.

“Eu vi que muitos professores também queriam ingressar nesse mundo da educação a distância, mas não tinham conhecimento para desenvolver um site”, conta Minetto, que decidiu apostar no formato de uma rede social para incentivar a aproximação entre professores e alunos. “Por trás de toda tecnologia existem pessoas. A relação entre pessoas funciona muito melhor do que a relação com máquinas”, diz.

Por trás de toda tecnologia existem pessoas. A relação entre pessoas funciona muito melhor do que a relação com máquinas

Dentro da plataforma, o educador pode escolher cobrar ou não pelas aulas. No caso de cursos pagos, é descontada uma taxa de 30% do valor da venda, enquanto os gratuitos não geram nenhum custo para os usuários. Atualmente, já existem quase 200 opções de cursos, em áreas como administração, direito, educação, informática e reforço escolar.

Em cada curso, que ganha uma página reservada dentro da plataforma, o professor cadastra o seu conteúdo programático e inclui os materiais, que podem ser videoaulas, resumos, gráficos, simulados e até mesmo palestras ao vivo. Durante todo o período de realização da formação online, ele responde perguntas dos alunos e também pode fazer comentários. “O contato do professor com o aluno não é um produto que se entrega. A relação se estende durante o período em que ele está fazendo o curso, adquirindo conhecimentos e crescendo intelectualmente”, observa.

Em breve, a Edumais também deve oferecer ferramentas que permitem o agendamento de aulas particulares e a criação de cursos para um grupo fechado de usuários, possibilitando o desenvolvimento de programas de educação corporativa.


TAGS

educação online, redes sociais

2
Deixe um comentário

avatar
500
2 Comentários ao conteúdo
0 Respostas a comentários
0 Seguidores
 
Comentário com mais reações
Comentário em alta
2 Autores
Ephran BrownJuliana Farias Quem acabou de comentar
  Acompanhar a discussão  
Mais recentes Mais antigos Mais votados
Tipo de notificação
Ephran Brown
Visitante
Ephran Brown

Para quem precisa de conhecimento básico de computação, indico também o curso de informática para iniciantes da Preply https://preply.com/pt/skype/professores–da. Os professores são atenciosos e dominam os assunto que ensinam. Além disso os horários são feitos pelos alunos, que tem aulas na comodidade de suas casas e por um preço muito mais justo do que o de escolas físicas.

Juliana Farias
Visitante
Juliana Farias

Tenho experimentado a ferramenta de criar cursos da GoConqr e tenho obtido bons resultados com meus alunos. É mais simples que a maioria dos programas e, o melhor é que utiliza materiais digitais para compor o curso. Fica minha sugestão para um artigo falando sobre esta ferramenta no Porvir. Obrigada, Juliana Farias.