7 filmes sobre crianças na 10ª Mostra Cinema e Direitos Humanos - PORVIR
Crédito: Divulgação

Inovações em Educação

7 filmes sobre crianças na 10ª Mostra Cinema e Direitos Humanos

Evento que começa nesta sexta-feira (13) e vai até o próximo dia 20 de novembro em todo o país traz uma seleção de 40 obras

por Promenino Fundação Telefônica ilustração relógio 13 de novembro de 2015

Por Cecília Garcia, do Promenino, com Cidade Escola Aprendiz

“Os filmes são um meio muito poderoso. Eles podem tanto confirmar a ideia de que as coisas são maravilhosas do jeito que são quanto reforçar a concepção de que elas devem mudar”, disse o cineasta alemão Wim Wenders. E tudo isso para um grande número de pessoas, alcançadas pelas realidades únicas transmitidas nas telas. Em um ano em que o Brasil sofreu revezes profundos em sua agenda política de direitos humanos – em especial no que concerne a situação da criança e do adolescente, com a PEC 171/93, que prevê a redução da maioria penal de 18 para 16 anos – essas ferramentas e sua exibição democrática se tornam especialmente importantes para incitar o debate sobre o tema e sua transformação.

Dando continuidade ao seu compromisso de disseminar a cultura de filmes sobre direitos fundamentais e combater o preconceito, a Mostra Cinema e Direitos Humanos dá início, no dia 13 de novembro, à sua décima edição. Uma iniciativa da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República (SDH-PR) e produzido pelo ICEM – Instituto Cultura Em Movimento, o evento de alcance descentralizado, que chega a mil pontos de exibição por todo o país, é dividido em três mostras ramificadas.

A Mostra “Panorama” reúne 24 filmes selecionados por meio de chamada pública, dos países França, Estados Unidos, Singapura e Brasil. Destacam-se filmes aclamados pela crítica, como o documentário “Branco Sai, Preto Fica”, do diretor Adirley Queirós. Já a mostra “Homenagem” faz uma retrospectiva em comemoração a uma década de atuação da mostra, com noves filmes selecionados dos anos anteriores. Entre eles está o curta-metragem Eu não Quero Voltar Sozinho”, do diretor Daniel Ribeiro, que inspirou o premiado filme vencedor da 9ª Mostra Cinema e Direitos Humanos, “Hoje eu Quero Voltar Sozinho.

Por fim, a Mostra “Crianças e Adolescentes” acontece em comemoração aos 25 anos do ECA (Estatuto da Criança e do Adolescente). São sete filmes que permeiam assuntos como trabalho infantil e as relações entre a criança e os espaços educativos, além da vulnerabilidade do jovem abandonado ou em situação de risco.

O Promenino lista a seguir o trailer e a sinopse dos sete filmes que irão compor a Mostra Crianças e Adolescentes. Para detalhes dos horários e locais de exibição dos filmes, acesse a página oficial da 10ª Mostra Cinema e Direitos Humanos.

500 – Os bebês roubados pela ditadura argentina (2014), de Alexandre Valenti
O filme narra a luta das Avós da Praça de Maio, um grupo de resistência de mulheres argentinas que buscam os netos e netas separados de seus pais, presos e desaparecidos políticos no período da ditadura militar.

A Alma da Gente (2013), de Helena Soldberg e David Meyer
O grupo Corpo de Dança da Maré transformou com arte e movimento a vida de 60 adolescentes da Comunidade Complexo da Maré. O documentário mostra o dia-a-dia desses jovens e também os bastidores do último espetáculo montado pelo grupo, chamado Dança das Marés.

A Visita (2014), Leandro Corinto | Brasil
O curta narra a expectativa do pequeno Matheus em conhecer seu pai biológico. Criado pelo tio, ele pela primeira vez encontrará o homem de quem não tem lembranças.

Muito Além do Peso (2012), de Estela Renner
O documentário alerta sobre os riscos da epidemia de obesidade infantil, trazendo depoimentos de especialistas no assunto. Conta também com a fala de crianças e investiga a relação delas com a junk food e com a alimentação saudável.

Numa Escola de Havana (2014), de Ernesto Daranas
O filme conta a história de Chala, um menino cubano de 11 anos que sobrevive vendendo pombos e fazendo seus cachorros competirem em rinhas. Seu refúgio é a professora de sua escola, que luta para que ele e os outros alunos tenham uma vida e educação de qualidade.

O Contador de Histórias (2009), de Luiz Villaça
O filme narra a relação de amizade que se constrói entre Roberto Carlos Ramos, um menino falador e imaginativo, que vive em uma entidade assistencial, e a pedagoga francesa Margheretti Duvas.

PeleCrédito: Divulgação

Pele um Real (2014), de Aline Guimarães (visite o site do filme)
O curta narra a dura rotina de meninos do Rio de Janeiro que vivem na periferia e sustentam a si mesmos e a suas famílias trabalhando como vendedores ambulantes em sinais de trânsito


TAGS

autonomia, brincadeiras, cinema, educação integral, engajamento familiar, socioemocionais

Deixe um comentário

avatar
500
  Acompanhar a discussão  
Tipo de notificação