A importância da leitura para o autoconhecimento e fortalecimento do pensamento crítico - PORVIR
Crédito: Wavebreakmedia/iStockPhoto

Blog

A importância da leitura para o autoconhecimento e fortalecimento do pensamento crítico

A relação que o leitor cria com o personagem abre caminho para o educador iniciar um diálogo sobre questões da vida e do mundo

por Conteúdo Patrocinado - BASE2EDU ilustração relógio 13 de março de 2020

A leitura é uma atividade que está para além do processo de observação e decodificação das palavras. No momento em que o leitor se relaciona com o texto ele começa também a construir uma análise da história e de seus personagens. Há uma correlação do tempo da história com o tempo “real”. Muitas vezes tudo ocorre de maneira não planejada e subjetiva. É comum que alguns leitores se enxerguem dentro da história.

Trazendo estes aspectos para a infância, tudo pode ter mais significado. Quando uma criança, um adolescente lê ou ouve uma história, o processo de identificação com seus personagens pode desencadear sentimentos, pensamentos e até comportamentos, e é comum que relacionem uma situação da ‘’vida real’’ com algo que viram/leram em uma história.

A relação que o leitor cria com o personagem pode refletir em suas interações, dando ao educador “pistas” para que por meio de uma escuta ativa ele possa iniciar um diálogo sobre questões da vida e do mundo. O educador, por sua vez, pode acessar meios mais empáticos e assumir uma postura didática que promova a emancipação desse educando/leitor, para que ele possa desenvolver sua capacidade de análise e pensamento crítico.

Nas escolas, é muito importante que professores, bibliotecários, coordenadores, diretores e toda comunidade escolar estejam atentos aos benefícios que a leitura pode trazer em todas as áreas de ensino e da aprendizagem, inclusive, valorizando o que nos apresenta a BNCC (Base Nacional Comum Curricular) quanto às habilidades socioemocionais.

A leitura precisa se tornar um hábito e para isso é preciso que ela seja prazerosa. É importante que o leitor participe do processo de escolha do livro. Lembre-se da escuta ativa – um dos pontos mais importantes da comunicação que é também, infelizmente, um dos pontos mais frágeis na interação. Escutar de forma ativa significa ouvir sem premeditar as respostas que serão dadas, é priorizar a escuta e dar a ela um tempo de qualidade.

* Por Janine Rodrigues e Thainá Carrasco, da Piraporiando, editora de arte educação focada na diversidade cujas obras dão origem a projetos pedagógicos focados numa educação antibullying, antirracista e sem preconceitos.


TAGS

educação infantil, ensino fundamental, ensino médio

Deixe um comentário

avatar
500
  Acompanhar a discussão  
Tipo de notificação