Com GIFs e emojis, professora traduz conceitos de ciências - PORVIR
Crédito: Professor25

Diário de Inovações

Com GIFs e emojis, professora traduz conceitos de ciências

Em Santos (SP), a estratégia conquistou o interesse de uma turma de oitavo ano do ensino fundamental

por Raphaela dos Santos Gonçalves ilustração relógio 15 de maio de 2019

Quando decidi abertamente seguir a carreira docente não faltaram comentários sobre a atual falta de interesse dos alunos em relação às aulas. Estudei durante toda a minha vida em escolas públicas e tive muitos colegas de classe que não suportavam a distância entre a linguagem utilizada pelo professor e a deles própria e isso acabava por afastar, em todos os sentidos, os estudantes do real aprendizado.

Levando isso em conta, comecei a buscar alternativas que pudessem traduzir os conceitos mais complexos encontrados na disciplina de ciências, a qual leciono no Colégio Jean Piaget, em Santos (SP) . Em um primeiro momento, elegi as práticas laboratoriais como forma ideal de transcender o aprendizado teórico, entretanto, as aulas continuavam fazendo pouco sentido para muitos alunos.

Inspirada pelo ditado “uma imagem fala mais do que mil palavras”, percebi que poderia utilizar um item extremamente simples, divertido e principalmente conectado com a linguagem dos meus alunos: os GIFs. Afinal, se uma imagem vale mais do que mil palavras, uma imagem que se mexe vale muito mais!

Crédito: ArRaphaela dos Santos Gonçalves

Comecei criando apresentações de slides com os tópicos básicos do conteúdo, em seguida, separava os conceitos mais complexos e adicionava uma imagem animada que ilustrasse de alguma forma àquele mecanismo. Por exemplo: para tratar da filtração do ar, adicionei um GIF que demonstrava em poucos segundos a passagem e purificação do ar nas narinas.

Mesmo em conceitos onde não havia a necessidade de ilustração, algum tipo de animação pertinente ou engraçada era utilizada. E, ao contrário do que pensei, isso não trouxe dispersão para a aula, pelo contrário, a atenção de todos os alunos se voltou para o aprendizado.

O mais interessante é que as possibilidades são infinitas e estão ao alcance de qualquer docente que possua um computador. Após serem salvos, os GIFs podem ser reproduzidos offline, não dependem da internet e são muito leves, diferente de vídeos. Também podem ser utilizados em toda e qualquer disciplina, seja para elucidar um fenômeno físico-biológico ou trazer o lúdico ilustrando a expressão dos soldados durante a guerra utilizando uma cena de filme.

Crédito: Raphaela dos Santos Gonçalves

Cada aula é uma aventura diferente. Criamos juntos slides temáticos das séries favoritas, adicionamos sons que se integram ao ambiente tratado, criamos nossos próprios GIFs com figuras geométricas, stop-motion (animação quadro-a-quadro), enfim, transformamos juntos o processo de construção do conhecimento.

Os alunos buscam e criam por si só GIFs para sugerir que sejam integrados à aula. Os emojis também ganharam seu espaço! Essa estratégia é hoje um dos pilares da minha aula teórica e trouxe não só um notável aumento de notas nas provas, mas também um engajamento lindo que transformou minha relação professor-aluno.


Raphaela dos Santos Gonçalves

Formada em licenciatura em ciências biológicas (UNISANTA), pós-graduanda em neurociências (UNIFESP), cursando o último semestre de licenciatura em pedagogia (UNISANTA), primeiro semestre de licenciatura em matemática (UNIVESP) e técnica em farmácia (ETEC Centro Paula Souza). Realizou diversos cursos na área de educação, ciência, tecnologia, design thinking e inovação. Atua como pesquisadora na UNISANTA na área de educação inclusiva (Libras) e educação tecnológica. Durante a graduação, participou do Projeto PIBID (Capes) e foi estagiária no Colégio COC Novomundo (Praia Grande). Hoje trabalha como Professora de Ciências no Colégio Jean Piaget (Santos), é educadora certificada pelo Google no uso de tecnologias aliadas ao ensino e mentora do Grupo de Educadores Google de São Vicente e Praia Grande.

TAGS

ciências, ensino fundamental, tecnologia

Deixe um comentário

avatar
500
  Acompanhar a discussão  
Tipo de notificação