Curso de inglês online aposta em aula de 25 minutos via Skype - PORVIR
Crédito: palau83 / Fotolia.com

Inovações em Educação

Curso de inglês online aposta em aula de 25 minutos via Skype

Empresa japonesa Enpower possui 4.000 tutores filipinos e começa suas atividades no país

por Vinícius de Oliveira ilustração relógio 16 de março de 2016

Com uma aula online diária de 25 minutos de inglês que promete colocar o estudante para praticar desde a primeira conexão, a empresa japonesa Enpower quer repetir no Brasil o impacto que obteve em seu país de origem, onde já possui 400 mil alunos.

Criada pelo empreendedor Tomohisa Kato, 35, há oito anos, a empresa, que no Japão é chamada Rarejob, adota um modelo de aulas particulares apoiado em uma comunidade de 4.000 professores filipinos disponíveis via Skype, programa de ligações e videoconferência pela internet. Segundo Kato, a empresa busca facilitar a prática do idioma estrangeiro, algo que nem sempre é possível em uma escola de línguas tradicional em que são dadas poucas oportunidades de interação entre o professor e o aluno por conta do tamanho das turmas.

“Muitos brasileiros se perguntam por que não conseguem falar inglês de maneira fluente mesmo após ter aulas no ensino fundamental, médio e na universidade. Os japoneses têm o mesmo problema”, diz Kato. “Acho que é porque os brasileiros têm chances limitadas de praticar conversação. É como se você aprendesse a dirigir só com livros, sem nunca entrar em um carro”, compara.

Mas por que professores filipinos? Por dois anos, as Filipinas aparecem na ponta de um ranking internacional feito pelo grupo educacional britânico Pearson que mede a aptidão de inglês para negócios, com nota mais que duas vezes maior que a do Brasil. Além desse fator, existe uma questão econômica envolvida, mas a Enpower diz que as escolhas são feitas por motivações técnicas, em um processo rigoroso que acaba qualificando apenas 4% dos candidatos. “Todos os tutores possuem curso superior. Nós os selecionamos cuidadosamente e, se não tiverem paixão por ensinar, não importa o quanto de treinamento nós oferecermos porque não conseguiremos mudar seu comportamento”.

No Brasil, as aulas estão disponíveis entre 19h e 1h e das 7h às 13h. Por conta da diferença no fuso horário, os tutores não atendem durante o período da tarde. “Procuramos atender pessoas que levam uma vida agitada, que precisam de flexibilidade por não terem como se deslocar duas vezes por semana a uma escola. Elas podem ser estudantes ou profissionais, não importa”, diz Igor Inocima, 35, que comandará as atividades da empresa no país.

Além do aprendizado baseado na prática, Inocima cita a possibilidade de adaptar a aula às necessidades do aluno como diferencial em relação aos métodos tradicionais. Caso tiver uma apresentação para um cliente ou uma entrevista de emprego no dia seguinte, o aluno pode direcionar as atividades da aula para esse fim. “Se ele está inseguro e quer praticar, pode repassar toda a apresentação com o tutor, que aponta os erros”, exemplifica.

Toda a estratégia da Enpower é amarrada ainda por uma política de preços agressiva. Por aqui, o plano inicial com oito aulas mensais custa R$ 149, enquanto um mais intensivo, com duas aulas diárias, sai por R$ 399. A expectativa da empresa é superar os números do Japão, onde já faturou só em 2014 R$ 72,8 milhões.


TAGS

cursos, educação online, mentoria

5
Deixe um comentário

avatar
500
3 Comentários ao conteúdo
2 Respostas a comentários
0 Seguidores
 
Comentário com mais reações
Comentário em alta
4 Autores
Thiago de Menezes SouzaEdivaldo De FabiofernandaFlorzinha Adams Quem acabou de comentar
  Acompanhar a discussão  
Mais recentes Mais antigos Mais votados
Tipo de notificação
Florzinha Adams
Visitante
Florzinha Adams

Acho muito boa a ideia de fazer aulas via skype! Gostaria de mais informações sobre esse curso de vocês, pois só conheço o Preply. https://preply.com/pt/%C3%A1rabe-por-skype É o mesmo esquema? Que outras línguas vocês ensinam? Abraço!

fernanda
Visitante
fernanda

Ontem fiz uma aula experimental e não gostei. Senti preguiça do professor. Ele seguiu um material que é disponibilizado pela Enpower que achei bem fraco. 25 min de aula é muito pouco e o professor não me corrigiu em nada! Sendo que solicitei ser corrigida durante a aula. Enganação!

Edivaldo De Fabio
Visitante
Edivaldo De Fabio

Fiz minha primeira aula hoje, a professora foi atenciosa. Gostei da experiência. Sugiro fazer uma aula experimental.

Thiago de Menezes Souza
Visitante
Thiago de Menezes Souza

Oi Fernanda! Você usou o serviço da ENpower mesmo? Tentei acessar o link na matéria e diz que a página não existe. Obrigado.

Thiago de Menezes Souza
Visitante
Thiago de Menezes Souza

*Edivaldo