Escola em Goiânia propõe aulas no quintal - PORVIR
crédito Lily/ Fotolia.com

Como Inovar

Escola em Goiânia propõe aulas no quintal

Em colégio de ensino fundamental, currículo verde é trabalhado sem distinção de séries ou disciplinas, a partir de situações cotidianas

por Vagner de Alencar ilustração relógio 6 de dezembro de 2012

Nesse colégio em Goiânia há salas convencionais, mas as quatro paredes são usadas o mínimo possível: em dias chuvosos, discussões mais calorosas ou para realizar pesquisas em livros e na internet. Os estudantes de ensino infantil e fundamental I na escola privada Casa Verde, em Aparecida de Goiânia, região metropolitana de Goiânia, passam cerca de 80% do tempo de aula ao ar livre, em um quintal ajardinado. O currículo “verde” da escola é trabalhado por meio de um modelo de aprendizado por projeto, onde não há divisão por série ou disciplina. Os conteúdos são trabalhados interdisciplinarmente a partir de situações cotidianas como o acompanhamento de filhotes de pássaros ou da gestação dos animais.

Na prática, um grupo de alunos, por exemplo, precisa cuidar do ninho de pássaros feito numa flor-de-maio no quintal da escola e também ficar atento aos micos que sempre aparecem pelos arredores. Enquanto outra equipe precisa cuidar de Lua, a cadela, que recentemente teve oito filhotes. O cuidado com os animais vira conteúdo: aprendem sobre a gestação, quanto tempo os bebês demoram para se alimentar ou quando podem se desgarrar das mães. O mesmo acontece com as aves: quantos ovos botam anualmente galinhas, galinhas d’angolas, gansos e patos.

crédito Escola Casa Verde / Divulgação

 

As atividades são adaptadas ao currículo obrigatório das pouco mais de 50 crianças, de 2 a 10 anos. “Na realidade social, no dia a dia, as coisas não acontecem, por competências, de forma isolada como as escolas costumam trabalhar; mas sempre de maneira simultânea”, afirma Elizete Lima, a coordenadora pedagógica da escola e especialista em planejamento escolar pelo IIPE/Unesco.

Um dos projetos realizados por estudantes do 1° ao 4º ano é o Suco da Luz do Sol. Nele, os alunos trabalham, principalmente, a educação alimentar: o cultivo do solo, o plantio, a colheita e o consumo dos alimentos.  A experiência, focada em ciências naturais, permite que os estudantes aprendam conteúdos sobre gêneros textuais (narrando ou descrendo as atividades), em língua portuguesa, ou sistemas de medidas, em matemática.

Não importa se o aluno demora 100 ou 200 dias letivos para cumprir seu currículo, ele pode mudar de nível escolar em um semestre. O ideal é que ele realmente domine os conteúdos.

Em outro projeto, Cuidado com o Mundo, os alunos realizam atividades sobre preservação do meio ambiente por meio de visitas ao rios próximos à escola. A partir do estudo de meio, eles aprendem sobre quilometragem, como tratar os resíduos ou até mesmo como se reproduzem os seres que vivem na água. “Juntos, crianças e professores planejam, experimentam e avaliam os resultados. Além desses aspectos, os temas ligados à sustentabilidade abrem infinitas possibilidades de investigação e entendimento sobre respeito, responsabilidade e principalmente consciência ambiental”, afirma Elizete.

De acordo com ela, as escolas em geral não dão conta de empoderar as crianças e uma das formas de se fazer isso seria através da educação por projetos e da não separação dos alunos por séries ou distinção de disciplinas. “Cada aluno é uma identidade. Adotamos o mínimo exigido da grade obrigatória, conforme os parâmetros curriculares para a educação básica. O professor precisa acompanhar o aluno na experiência, ajudando-o a reconhecer-se capaz de aprender e ensinar. Atendendo necessidades específicas de cada um”, diz. “Não importa se o aluno demora 100 ou 200 dias letivos para cumprir seu currículo, ele pode mudar de nível escolar em um semestre. O ideal é que ele realmente domine os conteúdos.”


TAGS

aprendizagem baseada em projetos, educação mão na massa, escolas inovadoras, novos espaços, sustentabilidade

28
Deixe um comentário

avatar
500
23 Comentários ao conteúdo
5 Respostas a comentários
0 Seguidores
 
Comentário com mais reações
Comentário em alta
26 Autores
Jullyana OlindaSueli OliveiraMARIA SOARESEliete Carrato Werneck EvangelBárbara Quem acabou de comentar
  Acompanhar a discussão  
Mais recentes Mais antigos Mais votados
Tipo de notificação
Eliete Carrato Werneck Evangelista
Visitante
Eliete Carrato Werneck Evangelista

Tomara que o numero de escolas com esta filosofia se multiplique… Parabéns!

Livia
Visitante
Livia

Parabens pela materia, nossas crianças precisam desse formato de educação libertária.

Elizete Maria
Visitante
Elizete Maria

Lívia, Crianças, jovens, adultos… bichos, plantas… nascem para a liberdade. Acolhe-la numa proposta de ensino, deveria ser tão natural quanto o desejo de ensinar, mas infelizmente, poucos têm coragem de exercê-la de fato. Daí merece honras e glorias…

Patrícia Amorim
Visitante
Patrícia Amorim

Como já disse o poeta Arnaldo Antunes: “toda gente tem que não tem cabimento pra crescer”. Longa vida à Casa Verde pela ousadia do descabimento.

HELENAMAR CAMARGOS
Visitante
HELENAMAR CAMARGOS

Esta é a escola que meu filho SOOOONHA. Ele diz que precisa respirar!!!
Vou mudar p/Goiania.kkkkk
Isso vai demorar a chegar em BH?
Meu Deus ilumine os pedagogos mineiros!!!!

Eliete Carrato Werneck Evangel
Visitante
Eliete Carrato Werneck Evangel

Tomara que o numero de escolas com esta filosofia se multiplique… Parabéns!

Livia
Visitante
Livia

Parabens pela materia, nossas crianças precisam desse formato de educação libertária.

Patrícia Amorim
Visitante
Patrícia Amorim

Como já disse o poeta Arnaldo Antunes: “toda gente tem que não tem cabimento pra crescer”. Longa vida à Casa Verde pela ousadia do descabimento.

Sueid Mendonça
Visitante
Sueid Mendonça

Que essa matéria, possa chegar ao olhos da queles que dizem entender sobre a Educação Básica. Assim poderiam refletir sobre a suas posturas educacionais e não cometeriam tantos erros com as nossas crianças.

Sueid Mendonça
Visitante
Sueid Mendonça

Que essa matéria, possa chegar ao olhos da queles que dizem entender sobre a Educação Básica. Assim poderiam refletir sobre a suas posturas educacionais e não cometeriam tantos erros com as nossas crianças.

Denise Tocafundo
Visitante
Denise Tocafundo

A Casa Verde é um espaço verde que as crianças estudam e aprendem ao ar livre, interagindo com a natureza, respeitando o meio-ambiente. Eu conheço e recomendo!!

Denise Tocafundo
Visitante
Denise Tocafundo

A Casa Verde é um espaço verde que as crianças estudam e aprendem ao ar livre, interagindo com a natureza, respeitando o meio-ambiente. Eu conheço e recomendo!!

Chico Villela
Visitante
Chico Villela

A reportagem enfatiza o ‘fora’ da ‘sala de aula’, o quintal como cenário da aprendizagem. Mas o tema deve ser visto com olhos mais abertos: a ‘sala de aula’ é o mundo, e o método é mais a descoberta e menos a decoração de falatórios. Na Escola Casa Verde, quem fala são, p.ex., as formigas. Aquele corre-corre, anda-anda, que tanto encanta o poeta Manoel de Barros, tem muito a ensinar sobre a vida e os… Ler mais »

Rosangela Araujo Schittini
Visitante
Rosangela Araujo Schittini

Freud disse que há tres impossíveis; GOVERNAR, EDUCAR e PSICANALISAR. Os idealizadores da Casa Verde, intuíram isso e delegaram aos pássaros a nobre missão de auxiliarem nessa tentativa. Sala de aulas sem paredes, pés descalços e mãos na terra. Melhor maneira de aprender não há. Parabéns família Lima por essa inovação pedagógica,
o Planeta agradece!!!

Rosangela Araujo Schittini
Visitante
Rosangela Araujo Schittini

Freud disse que há tres impossíveis; GOVERNAR, EDUCAR e PSICANALISAR. Os idealizadores da Casa Verde, intuíram isso e delegaram aos pássaros a nobre missão de auxiliarem nessa tentativa. Sala de aulas sem paredes, pés descalços e mãos na terra. Melhor maneira de aprender não há. Parabéns família Lima por essa inovação pedagógica,
o Planeta agradece!!!

Sueli Oliveira
Visitante
Sueli Oliveira

Na Escola Casa Verde as áreas de conhecimento estão estabelecidas pelo próprio espaço que a escola propõe. Dizer que as crianças aprendem com as plantas e animais não é apenas um dizer lírico. Vi o quintal, o espaço em que vivem juntos galos e galinhas e galinhas de Angola, perus, patos, gansos e galisés, pondo ovos e aninhando os pintinhos que as crianças pegam nas mãos. Uma das primeiras cenas da Escola Casa Verde vi… Ler mais »

Sueli Oliveira
Visitante
Sueli Oliveira

Na Escola Casa Verde as áreas de conhecimento estão estabelecidas pelo próprio espaço que a escola propõe. Dizer que as crianças aprendem com as plantas e animais não é apenas um dizer lírico. Vi o quintal, o espaço em que vivem juntos galos e galinhas e galinhas de Angola, perus, patos, gansos e galisés, pondo ovos e aninhando os pintinhos que as crianças pegam nas mãos. Uma das primeiras cenas da Escola Casa Verde vi… Ler mais »

Bárbara
Visitante
Bárbara

Essa escola é um exemplo para o povo brasileiro!!!! Muito boas as iniciativas! Parabénss

HEITOR HUMBERTO DE ANDRADE
Visitante
HEITOR HUMBERTO DE ANDRADE

A Casa Verde, em verdade, é uma aula de construção civil. Tudo lá é feito de aproveitamento de materiais, gerando uma estética original e colorida que lembra, muitas vezes, as experiências do arquiteto alemão Walter Gropius, fundador da ‘Bauhaus’, a maior experiência de integração artística do século XX que foi destruída pelo nazismo.

ROZELINA MACEDO SILVA
Visitante
ROZELINA MACEDO SILVA

Essa Escola deve ser um modelo a ser seguido tendo em vista os espaços perdidos que as escolas possuem porque não aproveitá-lo.

Bárbara
Visitante
Bárbara

Essa escola é um exemplo para o povo brasileiro!!!! Muito boas as iniciativas! Parabénss

MARIA SOARES
Visitante
MARIA SOARES

EU ACHO UMA MARAVILHA ISSO , VIAJEI PELO PARANA E VI MÃES QUE NÃO DEIXA O FILHO PISAR NO CHÃO DESCALÇO , COM UM QUINTAL ENORME ,E OS FILHOS NÃO PODEM IR LÁ ,ISSO É MUITO RUIM ,,AS CRIANÇAS SÃO MUITO NERVOSAS ,,E ESSA ESCOLA MOSTRA TUDO DE BOM PARA QUE AS CRIANÇAS TENHA SUAS VIDAS NORMAL ,,E CONTATO COM A NATUREZA DESDE CEDO DA SUA IDADE ,PARABENS A INICIATIVA ..

MARIA SOARES
Visitante
MARIA SOARES

AS ESCOLAS ,SÓ PENSAM EM ESPORTES ,,QUE TAMBEM É UMA BELEZA !!!!!!MAS MUITO INCENTIVO E POUCAS OPORTUNIDADES , PRA O ESPORTES POR EXEMPLO OS MENINOS ,,NA ESCOLA MUITO INCENTIVO DE JOGAR BOLA ,,,AQUI FORA ELES SÓ PEMSAM EM SER JOGADORES ,,AI VAI ENTRAR EM UMA ESCOLINHA LÁ VEM PAGAR ISSO PAGAR AQUILO ,AS MÃES CARENTE NÃO PODE PAGAR ,, AI VEM AS REVOLTAS E JÁ SABEM O RESTO NÉ ? PORQUE NÃO TOMAR OUTRAS INICIATIVAS… Ler mais »

Marnene Soares de Souza
Visitante
Marnene Soares de Souza

Gostei da proposta, gostaria de conhecer melhor.

MARIA SOARES
Visitante
MARIA SOARES

EU ACHO UMA MARAVILHA ISSO , VIAJEI PELO PARANA E VI MÃES QUE NÃO DEIXA O FILHO PISAR NO CHÃO DESCALÇO , COM UM QUINTAL ENORME ,E OS FILHOS NÃO PODEM IR LÁ ,ISSO É MUITO RUIM ,,AS CRIANÇAS SÃO MUITO NERVOSAS ,,E ESSA ESCOLA MOSTRA TUDO DE BOM PARA QUE AS CRIANÇAS TENHA SUAS VIDAS NORMAL ,,E CONTATO COM A NATUREZA DESDE CEDO DA SUA IDADE ,PARABENS A INICIATIVA ..

MARIA SOARES
Visitante
MARIA SOARES

AS ESCOLAS ,SÓ PENSAM EM ESPORTES ,,QUE TAMBEM É UMA BELEZA !!!!!!MAS MUITO INCENTIVO E POUCAS OPORTUNIDADES , PRA O ESPORTES POR EXEMPLO OS MENINOS ,,NA ESCOLA MUITO INCENTIVO DE JOGAR BOLA ,,,AQUI FORA ELES SÓ PEMSAM EM SER JOGADORES ,,AI VAI ENTRAR EM UMA ESCOLINHA LÁ VEM PAGAR ISSO PAGAR AQUILO ,AS MÃES CARENTE NÃO PODE PAGAR ,, AI VEM AS REVOLTAS E JÁ SABEM O RESTO NÉ ? PORQUE NÃO TOMAR OUTRAS INICIATIVAS… Ler mais »

Marnene Soares de Souza
Visitante
Marnene Soares de Souza

Gostei da proposta, gostaria de conhecer melhor.

Jullyana Olinda
Visitante
Jullyana Olinda

o grande problema é o custo para os pais de baixa rendar manter… infelizmente torna se mais uma escola para pais com dinheiro deixar seus filhos estravazarem e aprender… eu adoraria que este modelo fosse estendido para muitas escolas nas quais eu possa pagar… pq infelizmente 850.00 por mês… não da… e não e pelo valor não.. que a escola merece.. e pelo que a família ganha hoje…. e bem difícil manter o filho em… Ler mais »

X