Lei de Cotas ainda tem o desafio de manter o estudante na universidade

Saiu na Mídia

Lei de Cotas ainda tem o desafio de manter o estudante na universidade

por Redação ilustração relógio 30 de agosto de 2022

Ontem (29), a Lei de Cotas (Lei 12.711/2012) completou 10 anos desde a sua promulgação. O texto prevê que 50% das vagas em universidades e institutos federais sejam destinadas para alunos que estudaram em escola pública, com a reserva de vagas para pessoas autodeclaradas pretas, pardas e indígenas (PPI) e candidatos de baixa renda (até 1,5 salário mínimo de renda mensal familiar per capita).

Por conta da lei, em 2018, pela primeira vez no Brasil, a população que se autodeclara preta ou parda passou a representar mais da metade das matrículas nas universidades públicas do país, representando 50,3% do total de alunos matriculados, conforme indicou a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad) daquele ano.

Apesar da Lei de Cotas ter ampliado o acesso a instituições públicas de ensino superior, a permanência de parte dos estudantes nas universidades ainda se coloca como um desafio. A série “Lei de Cotas: uma década depois”, produzida pela rádio CBN, traz o relato de estudantes sobre obstáculos que enfrentam, como a defasagem de ensino, a dificuldade financeira e a discriminação racial.


Leia a matéria original em Rádio CBN

TAGS

ensino superior, equidade

Cadastre-se para receber notificações
Tipo de notificação
guest
0 Comentários
Comentários dentro do conteúdo
Ver todos comentários
0
É a sua vez de comentar!x
()
x
X