LinkedIn lança ferramenta piloto para validar Mooc - PORVIR
crédito maksym yemelyanov / Fotolia.com

Inovações em Educação

LinkedIn lança ferramenta piloto para validar Mooc

Plataforma faz parceria com gigantes on-line como Coursera, edX e Pearson para incluir cursos direto no perfil do usuário

por Redação ilustração relógio 25 de novembro de 2013

O LinkedIn, popular rede social voltada para o mercado profissional, anunciou recentemente uma parceria com grandes portais de educação on-line para que os certificados de conclusão dos cursos apareçam diretamente nos perfis dos usuários da plataforma. A ideia com a ferramenta piloto, chamada “certificações diretas no perfil”, é que assim que uma pessoa termine o curso de programação e circuitos eletrônicos do edX, por exemplo, essa conquista seja adicionada automaticamente ao seu currículo virtual cadastrado no LinkedIn. Atualmente, só no Brasil – o terceiro maior país em número de usuários –, existem mais de 15 milhões de membros cadastrados.

E o lançamento do projeto piloto já conta com a parceria de sete grandes plataformas que ofertam não apenas os Moocs (cursos on-line, abertos e gratuitos) mas cursos on-line de formações em geral. São elas: Coursera, edX, Udacity, Udemy, lynda.com, Pearson e Skillsoft. Segundo o site The Next Web, o LinkedIn ainda não informou se pretende expandir a lista de plataformas que fazem parte da parceria, caso esse projeto  seja bem sucedido. Também não foi informado o tempo de duração do piloto.

Na prática, o que se observa, no entanto, é que a proposta vai muito além de ser apenas uma simples comodidade para quem gosta de ter o perfil profissional atualizado com muitos detalhes. Tal iniciativa acaba provocando ainda mais as discussões envolvendo o reconhecimento do cursos massivos não apenas pelas instituições de ensino, como pela sociedade em geral. Assim, para a empresa, esse tipo de validação proposta pelo piloto é vista como um primeiro passo dado em direção a uma parceira futura mais consolidada com as gigantes dos Moocs.

O fato é que para as plataformas, esse tipo de validação no currículo pode ser um incentivo a mais para que aumente o índice de alunos que consegue chegar até o fim do curso. Hoje, a grande maioria dos usuário desiste de estudar no meio do caminho. Só para se ter uma ideia do tamanho do desafio, apenas 7% dos estudantes, em média, terminam os Moocs. Além disso, mesmo tendo sido lançados a dois anos, os cursos massivos ainda precisam se popularizar mais. Estudo recente da Universidade da Pensilvânia, por exemplo, mostra que os Moocs ainda não alcançaram todas as faixas de estudantes em países em desenvolvimento como o Brasil.

Mesmo com essa realidade a ser enfrentada, por enquanto, não só as plataformas de Moocs estão comemorando tal parceria, os próprios usuários do LinkedIn saem na vantagem. Para os alunos, mesmo que a academia não certifique oficialmente os cursos concluídos, ao menos as empresas podem se interessar pelas habilidades adquiridas nessas formações e visualizadas nos perfis profissionais em seus processos de recrutamento.

Cadastramento

processo de cadastramento do certificado de conclusão de curso na rede social não poderia ser mais simples. Quer dizer, tão logo o aluno finaliza o curso numa dessas plataformas de Moocs ele recebe um e-mail do LinkedIn. À mensagem enviada segue um link que leva o usuário ao preenchimento de um formulário on-line. Para finalizar o preenchimento do questionário, o estudante deve confirmar os dados sobre seu desempenho e status de conclusão do curso que já aparece disponível na página.

Feito isso, as informações sobre o status de conclusão do curso se tornam visíveis na conta do LinkedIn do usuário. “[esperamos com o projeto] tornar mais fácil para os nossos membros a atualização de seus respectivos perfis”, afirma nota publicada pelo blog oficial da empresa. E se o procedimento já é tido como básico, a ideia é que no futuro “[o usuário] consiga explorar formas ainda melhores para tornar mais fácil a atualização do seu perfil”, afirma, ao The Next Web o LinkedIn, sem dar maiores informações. A única certeza mencionada pela empresa, por enquanto, é que tal projeto é apenas “um primeiro passo”.


TAGS

mooc, novas certificações

Deixe um comentário

avatar
500
  Acompanhar a discussão  
Tipo de notificação
X