Nos países da OCDE, mulheres graduadas são maioria, mas não em áreas técnicas - PORVIR

Saiu na Mídia

Nos países da OCDE, mulheres graduadas são maioria, mas não em áreas técnicas

por Redação ilustração relógio 23 de setembro de 2016

A porcentagem de mulheres com formação superior nos 34 países que formam a OCDE (Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico) supera a de homens, mas elas costumem optar mais por carreiras no âmbito da educação e da saúde, e ainda são minoria nos cursos de engenharia ou de estudos científicos é o que mostra o Relatório Anual da Educação 2015.

O documento revela que 58% dos graduandos ou com título equivalente são mulheres, mas essa taxa um cai um pouco nos níveis mais altos de ensino, como o doutorado ou programas similares (47%). Em 2014, segundo a OCDE, havia em média três vezes mais homens do que mulheres que se graduaram em engenharia, mas existiam quatro vezes mais mulheres do que homens que concluíram os estudos superiores.

 


Leia a matéria original em EFE

TAGS

ciências, equidade, gênero

Deixe um comentário

avatar
500
  Acompanhar a discussão  
Tipo de notificação