Curso diverte crianças com programação e eletrônica - PORVIR
Denys Rudyi / Fotolia.com

Inovações em Educação

Curso diverte crianças com programação e eletrônica

Aulas nas férias trabalharão conceitos das ferramentas Scratch e Arduino, incentivando o espírito criador das crianças

por Maria Victória Oliveira ilustração relógio 10 de julho de 2015

Não sabe como entreter seus filhos durante as férias? A Makers Brasil, plataforma de educação focada na prototipagem e desenvolvimento de produtos, oferece, a partir de segunda-feira, a quarta edição do curso Makers de férias, destinado a crianças de 10 a 13 anos.

Misturando ciência e tecnologia de um jeito informal e divertido, os jovens entrarão em contato, durante cinco aulas, com tecnologias como impressoras 3D e canetas que desenham no ar. Para participar, não é necessário conhecimento prévio nas áreas de programação, eletrônica ou robótica. “Quando falamos de levar o movimento maker para crianças, temos como objetivo manter viva a ideia de que elas podem criar, produzir e fazer coisas que não esperamos de uma criança”, ressalta o fundador da Makers Brasil, Ricardo Cavallini. Segundo ele, hoje existem facilidades, como crédito, serviços e ferramentas que tornam a criação muito mais fácil e acessível.

As aulas acontecerão na House of Works, um espaço de trabalho compartilhado localizado em Pinheiros, zona Oeste de São Paulo, e utilizarão estratégias envolvendo Scratch e Arduino. Scratch é uma ferramenta que ensina programação a partir da lógica do Lego. Com esses conhecimentos adquiridos, os alunos aprenderão a controlar dispositivos a partir da plataforma Arduino, que permite a criação de protótipos eletrônicos de forma mais fácil. “É possível criar uma infinidade de coisas a partir do Arduino. Mas o importante é observar que, grande parte das coisas que nos cercam são simples. E é possível montá-las e controla-las a partir dessas ferramentas”, defende Cavallini.

Entretanto, ele afirma que o curso não se preocupa tanto em ensinar o funcionamento desses mecanismos aos alunos. “O curso não tem o objetivo de passar conhecimento a todo custo. Para nós, é mais importante que as crianças peguem o conceito de que hoje as coisas são mais fáceis e mais legais porque as ferramentas estão se desenvolvendo muito rápido”.

Cavallini defende ainda que é importante introduzir o pensamento maker no cotidiano das crianças, uma vez que esse implicará em grandes mudanças em todos os setores sociais, incluindo a educação. Segundo ele, “pensar o movimento maker é pensar como as coisas podem ser feitas de uma forma mais rica, como usar a impressora 3D para imprimir blocos que ajudem no aprendizado da matemática”.

Essa nova onda de mudanças, proporcionadas por tecnologias que surgem a cada dia, servirão para o que Cavallini chama de “democratização da inovação”. “Seja para escolas, para pequenas ou grandes empresas, a democratização da inovação servirá para incentivar novas criações, sem depender de grandes corporações para colocar os produto no mercado”.

As inscrições podem ser realizadas pelo link,. e as aulas começam nesta segunda-feira, 13.


TAGS

educação mão na massa, programação, scratch

4
Deixe um comentário

avatar
500
0 Comentários ao conteúdo
0 Respostas a comentários
0 Seguidores
 
Comentário com mais reações
Comentário em alta
0 Autores
Quem acabou de comentar
  Acompanhar a discussão  
Mais recentes Mais antigos Mais votados
Tipo de notificação
X