Porto Alegre lança programa Start.Edu para atrair empreendedores em educação - PORVIR
Crédito: HURCA! / Fotolia.com

Inovações em Educação

Porto Alegre lança programa Start.Edu para atrair empreendedores em educação

Ferramentas e soluções devem promover melhora da aprendizagem, da gestão escolar e da melhoria dos serviços públicos na educação

por Redação ilustração relógio 17 de agosto de 2018

Em busca da melhoria de seus índices educacionais, a Secretaria Municipal de Educação de Porto Alegre (RS) lançou o programa Start.Edu, que convoca empreendedores de todo o país a inscreverem soluções tecnológicas até o dia 6 de setembro. Elaborado em parceria com a Aliança para a Inovação de Porto Alegre, grupo formado pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), Pontifícia Universidade Católica (PUCRS) e Unisinos, a iniciativa busca ainda modernizar as ferramentas digitais disponíveis para alunos, professores e diretores.

Acesse a ficha de inscrição
Saiba todos os detalhes do edital

“A ideia foi pensar nesses desafios a partir de três dimensões: como melhorar a aprendizagem, a gestão de escolas e os serviços que a gente presta ao cidadão convocando startups de soluções inovadoras para nos ajudarem nesse processo”, diz Paulo Ardenghi Rizzardi, gerente de parcerias da secretaria.

Por mais que enfrente dificuldades semelhantes a outras redes públicas do país, os números educacionais de Porto Alegre chamam a atenção. No 5º ano do ensino fundamental, apenas 39% dos alunos tem proficiência em português e 28% em matemática. Nos anos finais, o desempenho cai para 23% e 9%, respectivamente.

“São problemas comuns à maioria das redes? São. Mas aqui eles estão em um nível de gravidade muito forte. Cada 10 crianças que entram em nosso sistema de ensino fundamental, 7 saem sem saber ler e escrever”, diz Rizzardi.

As soluções inovadoras devem contribuir com desafios em três grandes grupos: Promoção da Aprendizagem, Gestão Escolar e Gestão das aulas e Melhoria dos Serviços Públicos na Educação.

Apreender:

Conexão entre empreendedor e educador é vital para a solução chegar a quem importa
Veja dicas de interação com escolas
Responda ao quiz, descubra qual o seu perfil e como ele pode impactar a sua jornada empreendedora

Para se inscrever no programa, os empreendedores devem preencher um formulário online, que inclui uma breve descrição da startup e o anexo da documentação solicitada no edital. São elegíveis organizações inscritas no CNPJ/MF há mais de um ano e com regularidade fiscal comprovada.

Entre os critérios de seleção, a comissão avaliadora irá considerar as condições de “relevância” e de “impacto positivo” para a rede municipal. Ainda contam pontos, critérios como viabilidade técnica de implementação, capacidade de implementação em grande escala, condição de monetização, compatibilidade da solução com o desafio, inovação, criatividade e singularidade da proposta, complementaridade técnica da equipe, diversidade de gênero da equipe, experiência acadêmica e profissional da equipe.

Mais informações estão disponíveis no site da secretaria municipal.


TAGS

empreendedorismo, ensino fundamental, tecnologia

Deixe um comentário

avatar
500
  Acompanhar a discussão  
Tipo de notificação