Professora publica jornal online com alunos do ensino fundamental 1 durante a quarentena - PORVIR
Crédito: Reprodução/Pedro Henrique Caetano

Diário de Inovações

Professora publica jornal online com alunos do ensino fundamental 1 durante a quarentena

Alunos gravaram vídeos, produziram textos e desenhos para mostrar como tem sido o período de aulas remotas e isolamento social

Parceria com Microsoft

por Luciana Mendonça Rodrigues ilustração relógio 11 de março de 2021

Sempre gostei de usar jornais nas práticas de leitura, interpretação e reflexão com meus alunos. Estou acompanhando uma mesma turma desde 2016, quando eles ainda estavam no pré-2 e tinham cinco anos. Eu compro por conta própria edições de Folha de São Paulo, O Globo, Estado de Minas, Sul de Minas e Itajubá Notícias e levo para a sala de aula.

Para essa turma, no 1º ano do ensino fundamental, apresentei o jornal físico trazendo notícias da nossa cidade, Itajubá, no interior de Minas Gerais. No ano seguinte, eles conheceram um jornal de circulação nacional e perceberam as diferenças, como tamanho, espessura, propagandas, cadernos e assuntos, entre um título local e outro de alcance nacional. Já no 3º ano, estudamos o tipo de escrita de um jornal que se difere de um conto ou de outros gêneros, além das partes de uma notícia. Para o 4º ano, a proposta era de fazer um jornal físico da turma com notícias da escola, mas veio a pandemia de Covid-19 e nos forçou a alterar os planos.

Educação midiática combina com todas as disciplinas
Planos de aula para incentivar autoria a partir da produção de mídia
O que fazer para dar o próximo passo em avaliação usando tecnologia
💡 Conheça a cobertura especial Educação em Tempos de Coronavírus

Com o isolamento social, nosso foco passou a ser a análise de jornais virtuais, que se tornaram imprescindíveis para a proposta de atividade. Primeiramente, porque os textos tratavam sobre a atualidade e os acontecimentos relativos à visão do mundo e comportamento da população diante da presença do vírus, as formas de se prevenir e as formas de viver. Partindo do conhecimento do formato de dois jornais virtuais, foi lançada a proposta de construirmos um jornal virtual para expressar que os alunos pudessem expressar seus sentimentos para as outras crianças da comunidade escolar.

Separamos o processo em sete atividades. A primeira foi a de conhecer a estrutura de dois sites de notícias, no caso Gazeta do Povo e G1, e compará-los com um jornal impresso. Depois, escolhemos o nome do jornal “Jornal Digital do Vicente”, uma referência ao nome da escola, por meio de uma live. O conteúdo em texto chegava até mim por meio de material impresso que entregava todas as semanas.

Para estimular a produção textual e a reflexão sobre a vida no isolamento social, pedi aos alunos um texto sobre o que estavam aprendendo e como se sentiam na quarentena. Depois, que observassem seus vizinhos e escrevessem contando o que puderam perceber na vida deles. Veja dois exemplos:

“Uma coisa ótima que aconteceu foi que eu aprendi a mexer no computador. Hoje, estou mais tranquila porque a vacina está quase sendo descoberta para salvar a humanidade . Saio só quando necessário. Quero ficar mais com a minha família quando isso acabar!”
Lethicia de Araújo Prudencio – 4º ano

“Quando a pandemia começou no Brasil, eu fiquei com muito medo, pois minha mãe já tinha me explicado sobre como ela havia começado e como nos prevenir. (…) Para passar o tempo, eu fico em casa, faço as atividades ,brinco,danço, assisto TV e jogo. Não vejo a hora disso tudo passar, ir para a escola e reencontrar meus amigos.”
Emanuel de Souza Araújo de Oliveira – 4º ano

A quinta atividade foi a de escolher uma poesia conhecida para ser declamada. A tarefa seguinte foi a de escolher uma anedota para ser contada por meio de um vídeo. Depois, os alunos elaboraram uma mensagem em comemoração ao aniversário da escola. Por fim, em uma live, os estudantes deram depoimentos, comentando suas impressões e a de seus familiares.

A princípio, todo esse trabalho o trabalho seria feito apenas com a minha turma, mas um dos alunos sugeriu que chamássemos outras salas para participar do jornal. Convidei as duas professoras do 5º ano que mais tinha contato.

Os alunos no início não entendiam como eu iria conseguir construir um jornal com o material deles em um link que enviaria para todos. Na nossa escola, que é municipal, a tecnologia é pouco trabalhada por falta de equipamentos e internet de qualidade. O trabalho com ferramentas digitais acaba sendo feito com meus próprios recursos.

Utilizei a plataforma Sway, da Microsoft, para desenvolver o jornal. Ao finalizar as postagens, os alunos queriam que eu explicasse como eu fiz o jornal. Por isso, no meu planejamento deste ano faremos a criação de um Sway para cada aluno para que produzam um blog pessoal, mas com temas orientados por mim.

Eu aprendi a utilizar o Sway com uma instrutora e com as capacitações da Microsoft. O Sway é um recurso muito fácil e intuitivo. Minhas colegas professoras ainda não sabiam utilizar a plataforma e, como o tempo era escasso, ensinei o básico para me ajudarem, e elas descobriram outras possibilidades sozinhas. Atualmente, percebo que os alunos estão bem mais críticos, conseguem ver notícias na TV e relacionar com coisas que eu trabalho com eles.

Saiba mais: Sway facilita criação de portfólios digitais, blogs e apresentações

Quer saber como aliar tecnologia e metodologias ativas?
Clique e acesse

Microsoft

Luciana Mendonça Rodrigues

Professora na Escola Municipal São Vicente de Paulo, em Itajubá (MG) desde 1999. É pedagoga, mestre em educação, comunicação e administração e designer instrucional.

TAGS

aprendizagem baseada em projetos, competências para o século 21, coronavírus, educação midiática, educação online, educomunicação, ensino fundamental, tecnologia

1
Deixe um comentário

avatar
500
1 Comentários ao conteúdo
0 Respostas a comentários
0 Seguidores
 
Comentário com mais reações
Comentário em alta
1 Autores
LYDIA LITTIERI RIBEIRO Quem acabou de comentar
  Acompanhar a discussão  
Mais recentes Mais antigos Mais votados
Tipo de notificação
LYDIA LITTIERI RIBEIRO
Visitante
LYDIA LITTIERI RIBEIRO

Parabéns pelo brilhante trabalho que possibilitou o desenvolvimento da aprendizagem dia alunos.