Projeto convida professores e alunos a criar soluções para o aquecimento global - PORVIR
Crédito: Andremartins123/Pixabay

Inovações em Educação

Projeto convida professores e alunos a criar soluções para o aquecimento global

Climate Action Project oferece a educadores a chance de fazer parte de uma comunidade global e trocar experiências para apoiar o desenvolvimento de projetos

por Redação ilustração relógio 28 de julho de 2020

O aquecimento global não é mais um verbete nos livro de ciências. Ele pode ser sentido tanto durante temporadas de chuva ou de seca mais persistentes, como no inverno ou no calor mais rigorosos. E fazer com que estudantes entendam como o homem tem impactado o meio ambiente também é papel da escola. E isso não pode ficar só na teoria.

Em outubro, o Climate Action Project, uma iniciativa que conta com apoio de entidades como ONU (Organização das Nações Unidas), WWF (“Fundo Mundial para a Natureza”), NASA (Agência aeroespacial dos Estados Unidos) e personalidades internacionalmente conhecidas, como o líder espiritual Dalai Lama e a cientista Jane Goodall, vai colocar estudantes para cumprirem diferentes tarefas ao longo de seis semanas.


Leia mais:
Livro traz propostas para trabalhar objetivos de desenvolvimento sustentável
Meio ambiente precisa estar no currículo e na gestão da escola
8 jogos digitais para aprender sobre sustentabilidade
Uma escola municipal que é modelo de ensino “verde”


Como funciona
Para os professores, o Climate Action Project oferece a oportunidade de conexão e interação com outros profissionais ao redor do mundo, além de atendimento de facilitadores para que destaquem o protagonismo dos estudantes. São eles que vão resolver problemas, compartilhar seus aprendizados e tomar iniciativa. Ao final do projeto, haverá apresentações ao vivo e webinários com especialistas. Tanto professores quanto alunos recebem certificados. No Brasil, o Climate Action Project conta com o apoio do Movimento Todos Pela Educação.

Diferentes etapas, diferentes formatos
Pensado para um público de 6 a 22 anos, o projeto propõe o estudo das causas e efeitos das mudanças climáticas, resolução de problemas e tomada de medidas. A expectativa é que estudantes de mais de 100 países participem.

Estudantes de ensino fundamental 1 são estimulados criar desenhos e protótipos com papelão, enquanto os que estão em etapas mais avançadas ou até mesmo na universidade podem elaborar pequenas invenções a partir de um trabalho de pesquisa que envolva diferentes áreas do conhecimento.

Inscrições e cronograma
1) O professor faz a inscrição no site do Climate Action Project;
2) O professor recebe orientações e começa a interagir na plataforma que permite a conexão com professores de todo o mundo, além de ter acesso a um material pedagógico gratuito. Também poderá acompanhar um webinário e conversar com facilitadores.
3) Início do projeto

Semana 1: O que é mudança climática e qual seria sua definição? O que causa a mudança climática localmente?
Semana 2: Quais são os efeitos das mudanças climáticas? Início do #plantED (um plantio global de árvores)
Semana 3: Local para global: Quais são as causas e efeitos globalmente? Conecte-se a uma escola em outro continente. Amigo por correspondência
Semana 4: Quais são as possíveis soluções? Lista mais longa de soluções. Início do #7point5 (faça algo de bom semanalmente)
Semana 5: interações ao vivo e webinários com especialistas Início #Mission2Mars (desenhos e mensagens feitos por estudantes a serem enviados para Marte, graças à parceria com a NASA)
Semana 6: Tome uma atitude e traga mudanças

Ao final, professores recebem medalhas digitais e certificados.

Impacto real
Nas edições anteriores, o Climate Action Project teve experiências marcantes, como a de estudantes do Malaui que plantaram 60 milhões de árvores, outros no Canadá que imprimiram um recife de corais ou ainda um carro solar feito por indianos. Na Indonésia, estudantes conseguiram fazer seu próprio tijolo ecológico.


TAGS

aprendizagem baseada em projetos, educação mão na massa, sustentabilidade, tecnologia, uso do território

Deixe um comentário

avatar
500
  Acompanhar a discussão  
Tipo de notificação