Revista elege as empresas de educação mais inovadoras - PORVIR
Crédito: alphaspirit/Fotolia.com

Inovações em Educação

Revista elege as empresas de educação mais inovadoras

Fast Company escolhe nomes focados no aprendizado ao longo de toda a vida e que apoiam o trabalho do professor

por Vinícius de Oliveira ilustração relógio 10 de fevereiro de 2015

A revista americana Fast Company, que fala de tecnologia, negócios e design publicou nesta segunda-feira (9) a lista de empresas mais inovadoras de 2015. De maneira geral, as selecionadas na categoria educação se destacam por oferecer aprendizado ao longo de toda a vida e apoiar o trabalho do professor.

A primeira colocada é a General Assembly, que proporciona um ensino baseado em competências como marketing digital, desenvolvimento para plataformas móveis e ciência de dados, um caminho já apontado na reportagem sobre tendências para a educação publicada pelo Porvir. Na segunda posição está a Revolution Foods, que acredita no lema corpo são, mente sã. A revolução promovida pela empresa acontece com os lanches que as crianças gostam: um cachorro quente é feito com ingredientes saudáveis, assim como um pudim natural. A Bridge International Academies fecha o pódio por proporcionar ensino de qualidade em países como Quênia, Uganda e Nigéria pelo preço de um jantar em Manhattan.

Na quarta posição ficou a Summit Public Schools, rede de escolas charter (públicas com administração privada) que também já apareceu no Porvir e traz um modelo de currículo em constante aprimoramento (assista à palestra de Daiane Tavenner, CEO da Summit Public Schools, no Transformar de 2013). Em quinto lugar está a Democrats for Education Reform, comitê de ação política dentro do partido Democrata dos Estados Unidos que busca pressionar pela reforma da educação.

Em sexto lugar, aparece a Edcamp, que tem um programa de conferências para apoiar o trabalho dos professores. O Google surge na sétima posição por ajudar professores com ferramentas de baixo custo, como Chromebooks, YouTube Edu, Google Sala de aula, dentre outros.

A organização College Board, que supervisiona o SAT (exame americano semelhante ao Enem brasileiro), é lembrada por seu trabalho de redesenho da prova. A Teachers pay teachers, empresa que oferece uma loja para comprar e vender aulas e ferramentas para serem usadas na sala de aula, é a nona da lista, que é fechada com a Kaymbu, startup que facilita a comunicação entre professores e pais com a ajuda de vídeos, fotos e relatórios por email com altas taxas de engajamento.


TAGS

empreendedorismo

Deixe um comentário

avatar
500
  Acompanhar a discussão  
Tipo de notificação