Udacity testa sala de aula invertida em universidade - PORVIR

Inovações em Educação

Udacity testa sala de aula invertida em universidade

San Jose State University, na California, terá três cursos on-line de baixo custo e acompanhamento para evitar evasão

por Redação ilustração relógio 15 de janeiro de 2013

A San Jose State University, na Califórnia, e a Udacity, primeira plataforma a oferecer cursos gratuitos de universidades renomadas, chegaram a um acordo para desenvolver um programa-piloto de sala de aula invertida. Chamado de San Jose State University Plus, o programa terá professores da instituição lecionando três disciplinas – duas de matemática e uma de estatística – pela plataforma para seus alunos e os de universidades do entorno. Mais conhecimento? Não só isso. Além de fornecer um certificado de conclusão, as disciplinas, que vão custar US$ 150 cada, servirão como créditos na universidade.

As videoaulas, intercaladas com questionários e outros elementos interativos já estão sendo desenvolvidas para o curso. Diferentemente de outros cursos da Udacity, neste caso haverá um limite de inscritos: das 300 vagas, metade será da própria universidade e as demais para alunos de faculdades comunitárias e de escolas próximas. “Como uma universidade pública, que envia, por ano, 8.000 graduados ao mercado de trabalho no Vale do Silício, a San Jose State University deve assumir um papel de liderança em alavancar a tecnologia para transformar a educação superior, com o objetivo de fazer um curso barato e acessível a todos”, disse Mohammad Qayoumi, presidente da instituição, em entrevista ao Business Wire.

crédito mystakpic / Fotolia.com

O programa vai oferecer uma gama de serviços de apoio ao estudante, como mentores on-line e e-mails para auxiliar quem se perder durante um exercício. Esse tipo de serviço é uma tentativa de superar uma das crises dos Moocs: sua taxa de abandono de 90%. Apesar do alto número de matrículas, cerca de metade dos alunos que se inscrevem para tais cursos, seja na Udacity ou outras plataformas, não terminam nem sequer o primeiro trabalho. “Muitos deles são navegadores sem compromisso real com as aulas, mas outros só precisam de mais apoio”, disse Sebastian Thrun, cofundador da Udacity.

O público alvo inclui grupos de baixa renda, alunos que estão em lista de espera das universidades comunitárias, membros das forças armadas e veteranos de guerra. “Ao oferecer aulas atraentes e baratas, estamos analisando se esse piloto pode oferecer um novo caminho ao crédito para estudantes atualmente excluídos do sistema de ensino superior”, disse Thrun. “Nós sempre nos motivamos para melhorar a tecnologia de aprendizagem on-line, para fornecer a melhor educação superior aos estudantes de todos os lugares, incluindo estudantes aqui na Califórnia. Temos muito a aprender, mas estamos animados com o potencial da parceria”.

Com informações do Business Wire e The New York Times

 


TAGS

ensino superior, mooc

5
Deixe um comentário

avatar
500
0 Comentários ao conteúdo
0 Respostas a comentários
0 Seguidores
 
Comentário com mais reações
Comentário em alta
0 Autores
Quem acabou de comentar
  Acompanhar a discussão  
Mais recentes Mais antigos Mais votados
Tipo de notificação
X