Bem-vindo (a) ao site do Porvir

Aqui, mapeamos, difundimos e promovemos a troca de práticas educacionais inovadoras

Boas inspirações!

por Maria Victória Oliveira

Inovações em Educação

Prêmio dá US$ 1 milhão a professor inspirador

Global Teacher Prize busca promover o reconhecimento de profissionais da educação. Inscrições vão até 10 de outubro

por Redação 23 de junho de 2015

Imagina receber US$ 1 milhão pelo reconhecimento do seu trabalho? Esse é o valor que o Global Teacher Prize vai dar a um professor que tenha feito uma grande contribuição para a área educacional ou inspirado seus estudantes e a comunidade a seu redor.

Criado em 2014 pela Fundação Varkey, o prêmio internacional tem como objetivo elevar a importância da profissão de educador, estimulando as crianças a sonharem em ser o melhor professor ou professora do mundo. Também conhecido como “Nobel da Educação”, o Global Teacher Prize tem o objetivo de despertar a atenção para a necessidade de reconhecimento da profissão. A Fundação acredita que uma educação engajadora desperta e encoraja todo o potencial dos jovens.

São elegíveis profissionais que ensinem crianças que estão na fase de escolaridade obrigatória, ou entre 5 e 18 anos de idade, além de profissionais de cursos online. O vencedor será escolhido pela Academia do Teacher Prize, composta por um grupo de educadores, jornalistas, funcionários públicos, empresários de tecnologia e cientistas. O anúncio do prêmio será feito durante o Fórum de Educação e Habilidades, em março de 2016, em Dubai. Para concorrer ou indicar alguém, é necessário o preenchimento de um formulário no site até o dia 10 de outubro.

Nancie Atwell foi a vencedora da primeira edição. Norte-americana, ela descobriu sua paixão pelos livros enquanto estava no hospital, ainda criança, com febre reumática. Atualmente, ela é professora de inglês e criou um workshop de leitura e escrita, na qual os alunos escolhem as disciplinas sobre as quais irão ler e escrever. Essa autonomia aumenta a capacidade e o ânimo deles, o que possibilita que leiam, por ano, uma média de 40 livros de 14 gêneros e escrevam 21 textos. Devido ao estímulo de Nancie, muitos de seus alunos tornaram-se escritores. Ela também criou uma escola sem fins lucrativos, a Center for Teaching and Learning, para desenvolver e disseminar boas práticas em sala de aula.

TAGS

ensino fundamental, ensino médio, prêmios