Bem-vindo (a) ao site do Porvir

Aqui, mapeamos, difundimos e promovemos a troca de práticas educacionais inovadoras

Boas inspirações!

Crédito: Bastos/Fotolia.com

Diário de Inovações

Projeto escolar mostra para as crianças que Carnaval não é só samba

Professora envolveu a turma em uma investigação sobre os ritmos que embalam a festa nas diferentes regiões brasileiras

por Alexandra Grassini 24 de fevereiro de 2017

Trabalho com projetos no período integral do Colégio Mary Ward, em São Paulo, que vai da educação infantil aos anos iniciais do ensino fundamental. Neste ano, aproveitei o período do Carnaval para estimular as crianças a desenvolverem um pensamento reflexivo sobre a data. A ideia era que elas pudessem pensar sobre o que essa comemoração representa e como ela é vista fora do país.

Comecei a atividade com uma roda de conversa na biblioteca. Perguntei para os alunos o que eles sabiam sobre o Carnaval e observei que a referência que eles tinham na mente era apenas a da escola de samba. Foi aí que eu trouxe a reflexão de que, apesar do Brasil ser reconhecido no exterior pelo samba, também temos outros ritmos diferentes no país. Um deles é o frevo, que é considerado um patrimônio imaterial da humanidade.

Para trabalhar essa questão, eu e a bibliotecária incentivamos os alunos a fazerem suas pesquisas. Também contamos com o apoio do livro “Brasil Animado”, da autora Mariana Caltabiano, que apresenta uma viagem cultural pelo Brasil. Já tínhamos adotado esse livro anteriormente, mas decidimos retomar a parte que fala sobre o Carnaval.

carnaval2Crédito: Divulgação/Mary Ward

Após fazer as pesquisas, os alunos começaram a confeccionar instrumentos musicais personalizados com latas de massa de tomate. Pegamos todas as embalagens que a cozinheira separou e usamos para construir chocalhos. Em tiras de papel, eles desenharam vários elementos que representavam os ritmos que tínhamos visto, como o axé, o frevo e o próprio samba.

Conforme trabalhamos as novas informações, os alunos começaram a se apropriar mais do tema. Eles entenderam que o nosso país é conhecido no exterior pelo samba, mas o Brasil tem muitos outros ritmos que acabam não sendo tão divulgados quanto os desfiles das escolas de São Paulo e do Rio de Janeiro. Isso despertou neles uma nova percepção sobre a representação do Carnaval.

Eu também pedi para os alunos fazerem pesquisas sobre as cidades brasileiras que decidiram cancelar o Carnaval neste ano. Sempre buscamos conteúdos educacionais no site Britannica, mas dessa vez não encontramos nada sobre o tema. Tivemos que entrar no Google e selecionar alguns resultados. Foi interessante que na hora de compartilhar as respostas, todo mundo tinha colocado os mesmos lugares porque tinha considerado apenas a primeira linha da busca.

Ainda vamos retomar essa pesquisa durante a semana. Quero que eles se aprofundem um pouco mais e encontrem outras cidades. Vamos discutir os motivos desses lugares terem cancelado o Carnaval e também iremos falar um pouco sobre economia.

A partir desse projeto, os principais resultados que eu observo são uma conscientização sobre como realizar pesquisas e um entendimento maior sobre a representação do Carnaval no Brasil e no exterior. E também tem a empolgação dos alunos. Como é uma festa muito alegre, eles ficaram super animados.

Alexandra Grassini

Possui formação em pedagogia e comércio exterior. Atua como professora do período integral do Colégio Mary Ward, e também como psicopedagoga, coaching de carreira e consultora organizacional. Possui ampla experiência em organizações e escolas, com desenvolvimento de projetos significativos para curso de período integral, que proporcionam uma nova visão de mundo aos alunos. Atua em processos de desenvolvimento humano e facilita a jornada daqueles que buscam um sentido para os papéis que exercem na vida, levando-os a um conhecimento profundo de si mesmos e da transformação que buscam.  

TAGS

educação infantil, ensino fundamental