Criação de livro de poesia trabalha protagonismo dos alunos e mobiliza comunidade escolar - PORVIR
Belozersky/Fotolia.com

Diário de Inovações

Criação de livro de poesia trabalha protagonismo dos alunos e mobiliza comunidade escolar

A partir de um sonho pessoal, professora de Goiás trabalha produção de poemas com alunos de ensino fundamental e conquista o apoio de pais e gestores locais

por Simone de Souza Moura Otoni ilustração relógio 20 de março de 2019

Sou apaixonada pelas letras desde a infância. Sempre tive vontade de ter um livro publicado e não tinha condições financeiras para realizar esse sonho. Depois de muitos anos e vários livros só no papel, consegui lançar minha primeira obra em 2016, na Bienal Internacional do Livro, em São Paulo. Foi lá que conheci os livros digitais e, dessa forma, pude publicar outros e até participar de várias antologias e coletâneas com outros escritores pelo Brasil e no exterior. Ao entrar em contato com a realidade de nossa educação, senti um forte anseio em contribuir de forma efetiva para ajudar a melhorar esse processo de ensino-aprendizagem, sendo que uma das formas que usei foi um projeto de livro digital de poesias com meus alunos.

No ano de 2017, esse projeto foi desenvolvido com três turmas da terceira série do ensino médio. Quando mudei para uma escola de ensino fundamental, logo percebi que era possível repetir a iniciativa, pois o conteúdo do currículo do segundo bimestre era exatamente sobre poemas. Assim, apresentei o projeto para a gestora escolar e as coordenadoras pedagógicas, que prontamente concordaram em desenvolver o projeto. Os alunos que gostaram muito da ideia de serem coautores do livro e então marcamos reunião com os pais para que pudessem assinar um termo concordando com a participação de seus filhos.

É muito importante que fique claro para os pais que os filhos terão uma obra publicada, bem como o porquê e o para quê. É preciso salientar que, mesmo concordando no início, é possível remover a participação e que não terá custo e nem ônus algum, de modo que a intenção é incentivar a leitura, a escrita e a interação tecnológica.

Leia mais:
– Clube de leitura engaja alunos de escolas públicas na Bahia
– Jogo digital melhora aprendizagem de leitura e escrita na infância, diz estudo
– App identifica as dificuldades de leitura antes que seja tarde
– Plataforma transforma leitura em um jogo para crianças
– 5 sites gratuitos ensinam a criar livros digitais

Iniciamos em abril de 2018 com a explicação de como se dariam todas as etapas do livro, explicando o conteúdo passo a passo sobre poemas e suas características. Em seguida, foi sugerido uma produção textual com vários temas, dentre eles a infância, a família, a natureza, o primeiro amor e, como estávamos no mês de maio, houve espaço especial para poesias direcionadas às mães. Textos que foram lidos, corrigidos, reescritos, ilustrados e depois passados para um caderno elaborado previamente por mim para o registro da atividade. Ao final do bimestre, fizemos outro momento com exposição das poesias num painel. Registramos em fotos e gravei um vídeo para postar nas redes sociais explicando o que era o projeto e o que já tinha sido feito, até para anunciar qual seria a tarefa do próximo semestre. Textos ilustrados foram publicados na plataforma digital Wattpad, para comprovação que tinham sido feito de fato pelos alunos.

Marcamos a data do lançamento do livro e fiz a divulgação em várias redes sociais, tais como Facebook, Instagram, LinkedIn, WhatsApp e, assim, incentivei os alunos a acessarem o livro, divulgarem, contar para amigos e parentes. Lancei o desafio para termos mil acessos até o dia da festa do lançamento. Antes da data marcada, conseguimos 1.100 leituras, muitos comentários e diversas medalhas virtuais. A cada medalha, mais divulgação e comemoração entre nós, o que aumentava a autoestima de todos. Consegui patrocínio para confecção de camisetas com a imagem do livro estampada e o nome do projeto, os salgados e refrigerantes  para o coquetel, o espaço, que é no Centro Cultural de nossa cidade.

Alunos autores do projeto de livro digital posam diante de muralDivulgação

O lançamento do livro foi no dia 22 de novembro de 2018. Uma noite mágica! Tudo muito bonito e organizado pela nossa escola, assim no dia tivemos apresentações de balé, música, declamação de poesias por alunos da escola e também teatro feito por um artista local chamado Eliel. Contamos ainda com a presença do superintendente do ensino fundamental do estado, Luciano Lima, da coordenadora do livro didático de Goiás e da coordenadora regional da educação Maria Umbelina. Os familiares também estiveram presentes para prestigiar o evento e também os demais professores e funcionários de nossa escola, todos envolvidos para a culminância do projeto. Alunos, por sua vez, receberam certificados de coautores do livro. O lançamento também virou notícia no site da educação do estado de Goiás (SEDUCE).

O nome do livro é “Com um tema e teima nasceu um poema”. Os alunos têm entre 11 e 13 anos de idade. O envolvimento deles ao longo do trabalho foi muito bom. Eles ficaram orgulhosos de terem uma obra publicada que, além de servir de incentivo entre eles, também incentiva aos demais alunos da escola, que pedem para que o projeto seja realizado com eles também. O livro recebeu diversas medalhas virtuais e rankings comemorados desde então.

Do meu ponto de vista, acredito que foi um trabalho excelente, pois percebi o crescimento de nossos alunos, sonhos realizados, a descoberta de novos talentos goianos e uma nova postura com relação a si mesmos. Por ser uma escola com alunos de baixa renda, senti uma gratidão muito grande, satisfação em ter tido a oportunidade de apoiar este projeto, que significou uma vitória para mim e para a educação. Meu anseio é que seja desenvolvido em todas as escolas do nosso país.


Simone de Souza Moura Otoni

Possui licenciatura plena em letras e pedagogia, pós-graduada em linguística e história e cultura afro-brasileira e africana. Contadora de histórias, colunista literária de jornal digital, professora da rede pública estadual de ensino de Goiás e escritora.

TAGS

aprendizagem baseada em projetos, competências para o século 21, ensino fundamental, personalização, tecnologia

2
Deixe um comentário

avatar
500
1 Comentários ao conteúdo
1 Respostas a comentários
0 Seguidores
 
Comentário com mais reações
Comentário em alta
2 Autores
simone de souza moura otoniEscola Estadual Luiz Gonzaga S Quem acabou de comentar
  Acompanhar a discussão  
Mais recentes Mais antigos Mais votados
Tipo de notificação
Escola Estadual Luiz Gonzaga S
Visitante
Escola Estadual Luiz Gonzaga S

Parabéns a professora Simone Moura pelo lindo projeto! Você nasceu para brilhar e vai brilhar.
A equipe da Escola Estadual Luiz Gonzaga Sobrinho tem muito orgulho de você.

simone de souza moura otoni
Visitante
simone de souza moura otoni

Muitíssimo obrigada pela consideração e apoio,vocês que sempre acreditaram em meu trabalho é o maior incentivo para que eu continue!