15 cursos online e gratuitos para aproveitar no mês do professor - PORVIR
José Luis da Conceição/A2FOTOGRAFIA/EducaçãoSP

Inovações em Educação

15 cursos online e gratuitos para aproveitar no mês do professor

Confira a seleção do Porvir para se aprofundar em assuntos urgentes, como educação ambiental, diversidade e inclusão

por Vinícius de Oliveira ilustração relógio 17 de outubro de 2023

Aproveitar cursos de formação neste mês do professor é uma oportunidade valiosa para os educadores aprimorarem suas competências e se atualizarem em temas emergentes e relevantes no cenário educacional.

O Porvir selecionou, abaixo, cursos online gratuitos para professores relacionados a temas importantes a serem tratados nas escolas: protagonismo e metodologias ativas, educação antirracista, projeto de vida, educação ambiental, diversidade, inclusão, educação socioemocional e tecnologia.

📳 Inscreva-se no canal do Porvir no WhatsApp para receber nossas novidades

Consideramos que a formação nesses temas garante aos educadores as habilidades e o conhecimento para colocar em prática novas metodologias, de modo a responder aos desafios atuais da educação e preparar estudantes para um mundo mais complexo e conectado.

*Clique sobre o título de cada curso para ter mais informações.

Protagonismo e metodologias ativas

O curso disponível na Plataforma Polo tem como foco percepção e desenvolvimento infantil, explorando a importância das interações e brincadeiras, conforme delineado na BNCC (Base Nacional Comum Curricular). Aborda práticas pedagógicas centradas na criança, o papel ativo do educador, a relevância da escuta sensível nas relações e a gestão intencional de tempos e espaços nesta etapa de ensino. 

A expectativa é que os participantes compreendam as visões atuais sobre a infância, como as crianças aprendem, e como promover práticas que valorizem a criança e o protagonismo docente.

Esta formação online aborda o conceito de metodologias ativas, com diversas estratégias e recursos que podem enriquecer a prática docente e, simultaneamente, promover a autoria e autonomia dos estudantes, atendendo às demandas atuais de uma educação mais interativa e engajada. 

O curso de 20 horas na plataforma Escolas Conectadas conecta a BNCC com metodologias ativas, incentivando a aprendizagem crítica, autonomia e desenvolvimento de diversas competências nos estudantes.

O curso tem a intenção de apresentar como esta abordagem pode enriquecer o ambiente presencial de aprendizagem e também ser adaptada para ensino remoto ou misto, oferecendo planos de aula replicáveis e exemplos práticos.

Ao longo das aulas, são detalhados o papel dos professores e dos alunos, tipos de atividades para cada estação, superação de barreiras tecnológicas e avaliação dos alunos dentro deste modelo, visando inovar e melhorar a prática pedagógica.

Maarten Zeehandelaar/DepositPhotos

Educação antirracista

O curso disponível na Plataforma AVAMEC com 180 horas de duração busca formar professores para combater o racismo na sala de aula. Participantes terão acesso a um conteúdo baseado em conhecimentos africanos e da diáspora, com uma perspectiva antirracista e pós-colonial. 

O curso é dividido em quatro módulos: o primeiro explora as bases teóricas e legislação das relações étnico-raciais, destacando a importância de uma educação multidisciplinar sobre a História e Cultura Africana. O segundo módulo oferece uma visão geral da história e cultura africanas, desde os antigos impérios até a contemporaneidade. O terceiro módulo foca na resistência negra e políticas antirracistas no Brasil, explorando ativismo negro e ações afirmativas. Por fim, o quarto módulo reflete sobre identidade nacional, migração e cultura, analisando a influência das línguas africanas nas tradições brasileiras e a relação entre território e identidade.

Na Plataforma Polo, educadores podem explorar a trajetória socioespacial do geógrafo Milton Santos. O curso de 10 horas ilustra a vida e obra de Milton Santos, elucidando seus conceitos e ideias chave para enriquecer as práticas pedagógicas. Os tópicos abordados incluem a trajetória socioespacial de Santos, a análise do espaço geográfico, os circuitos espaciais da economia, e uma discussão sobre cidadania, direitos territoriais e culturais, além de uma perspectiva miltoniana sobre a globalização.

Projeto de vida

O Instituto iungo, parceiro do Porvir na plataforma Planejador de Aulas, oferece dois cursos sobre o tema. O curso “Cartografias: mapas de projetos de vida”, com duração de 4 horas, é introdutório e aborda conceitos, argumentos e histórias sobre projetos de vida, seu papel no desenvolvimento dos estudantes, as diretrizes na Base Nacional Comum Curricular e os impactos de trabalhar com projetos de vida na atuação docente e na comunidade escolar.

Com 12 horas de duração, o curso oferece uma formação prática para que os professores possam elaborar planos de aulas focadas em projetos de vida dos estudantes. Ensina a mapear os projetos de vida dos alunos, desenvolver estratégias formativas, mediar as aulas utilizando metodologias ativas, e avaliar, além de auxiliar na elaboração de um ou mais planos de aula sobre projetos de vida.

Relacionadas

Educadores indicam mais de 30 livros que os inspiraram na carreira docente

ACESSAR

Formação do professor: dar aula é aprender durante toda a vida, diz Rachel Lotan

ACESSAR

O que é ser um bom professor?

ACESSAR


Educação ambiental

Criada em 1986, a ENAP (Escola Nacional de Administração Pública) oferece, por meio da Escola Virtual de Governo, cursos a distância ou com interação ao vivo sobre diferentes temas para professores e gestores escolares. Entre eles, está a opção “Valores Culturais da Natureza”, desenvolvido em parceria com o ICMBio (Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade) em 2022.

O curso é aberto, gratuito e oferece certificado a qualquer pessoa interessada no tema. São três módulos: Relação Sociedade e Natureza e os Valores Culturais da Natureza; A Evolução do Tema no Cenário Internacional e Valores Culturais da Natureza no Contexto Brasileiro.

Diversidade

Para fortalecer a cultura de direitos humanos, a partir do reconhecimento, valorização e respeito à diversidade é necessário compreender os principais desafios vivenciados por pessoas LGBTQIA+.

Neste curso gratuito da Escola Virtual de Governo, com conteúdo do Ministério dos Direitos Humanos e Cidadania, são oferecidos conceitos, experiências e aspectos específicos de violências, exclusão, discriminação e desigualdade vividos por pessoas LGBTQIA+, bem como estratégias para a garantia, promoção e defesa de seus direitos. São cinco módulos: Identidade de Gênero; Orientação Afetiva-Sexual; Cultura e Políticas Públicas para LGBTQIA+: Avanços e Desafios; Direito ao Corpo e à Saúde; Direito à Educação; Direito a Trabalho e Renda.

É preciso entender a inclusão, definitivamente, como um direito humano
Crédito: kali9/iStock

Inclusão

O curso “Libras: descobrindo a Língua de Sinais” oferece uma introdução à comunidade surda, sua cultura e língua, a Libras. Com aulas que incluem introdução, revisão de vocabulário, histórias de referências na comunidade surda e dicas de etiqueta, o curso proporciona um primeiro contato com a Libras. 

Embora não torne o aluno fluente, busca apresentar o universo da Libras de maneira leve e divertida, incentivando a curiosidade, interesse e empatia para futuros aprendizados. As videoaulas contém diversos exemplos e situações práticas para facilitar o entendimento.

O curso autoinstrucional, oferecido na plataforma AVAMEC, visa aprimorar a formação de professores, profissionais da educação e outros interessados no desenvolvimento de crianças com deficiência física, integrando conceitos teóricos e práticos.

Os objetivos incluem promover entendimento sobre a teoria e legislação do Atendimento Educacional Especializado, compreender os aspectos da deficiência física e neuroplasticidade, refletir sobre estratégias de adaptação, identificar recursos e métodos da tecnologia assistiva, e explorar práticas em colaboração com a escola e a família. 

Educação socioemocional

O curso de 20 horas proporciona uma análise aprofundada sobre os desafios da convivência escolar, iniciando com o mapeamento e reflexão sobre os problemas de convivência identificados. 

São abordadas diversas facetas destes problemas como transgressão, incivilidade e indisciplina, e traz à luz as questões de violência, incluindo bullying e cyberbullying. Propõe a utilização de um diário reflexivo como ferramenta para estudar e refletir sobre estas questões, e enfatiza a importância de ações interventivas e preventivas para promover um ambiente escolar saudável e inclusivo.

O curso destaca o papel crucial do professor no desenvolvimento dos alunos, e propõe um olhar para o bem-estar docente. Aborda como os educadores podem gerenciar o cansaço e as incertezas, incentivando a criação de uma rede de apoio mútuo.

Por meio de referências sobre sistemas de apoio e métodos dialógicos, o curso ressalta a importância do autocuidado, oferecendo estratégias para promover o bem-estar dos educadores, facilitando assim, um ambiente de aprendizagem mais positivo e produtivo.

Tecnologia

O curso de 30 horas para educadores de ensino fundamental e médio destaca a importância de contar histórias para compartilhar conhecimentos e experiências. Com as mudanças trazidas pela internet e ferramentas de inteligência artificial, as formas de narrativa evoluíram. Este curso explora como criar narrativas envolventes, abordando temas como cultura oral e autoconhecimento

Além disso, oferece uma maneira divertida de melhorar habilidades de linguagem e uso de tecnologia, incentivando os estudantes a desenvolverem pensamento crítico, cultivarem seus sonhos e contribuírem para mudanças positivas na sociedade.

A parceria entre SaferNet Brasil e o Governo do Reino Unido promove o curso de 40 horas com cinco módulos para educadores. O objetivo é auxiliar escolas e secretarias de educação a ensinar estudantes dos anos finais do ensino fundamental e do ensino médio a usar tecnologias de forma segura.

Os módulos abordam temas como bem-estar emocional, segurança na internet, respeito nas redes, relacionamentos online seguros e cidadania digital. A iniciativa oferece aos educadores ferramentas e conhecimentos para preparar os alunos para os desafios e oportunidades do mundo digital.


TAGS

competências para o século 21, cursos, ensino fundamental, ensino médio, formação de professores

Cadastre-se para receber notificações
Tipo de notificação
guest

0 Comentários
Comentários dentro do conteúdo
Ver todos comentários
Canal do Porvir no WhatsApp: notícias sobre educação e inovação sempre ao seu alcanceInscreva-se
0
É a sua vez de comentar!x